• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2016.tde-10102016-161847
Documento
Autor
Nome completo
Jeferson Santos Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Zago, Marcia Maria Fontao (Presidente)
Anjos, Anna Cláudia Yokoyama dos
Lima, Regina Aparecida Garcia de
Nascimento, Lucila Castanheira
Santos, Manoel Antonio dos
Título em português
A experiência do homem com câncer de próstata na perspectiva da antropologia das masculinidades
Palavras-chave em português
Antropologia médica
Enfermagem oncológica
Masculinidade
Neoplasias da próstata
Pesquisa qualitativa
Resumo em português
O câncer de próstata (CP) é a neoplasia maligna mais incidente entre os homens brasileiros, principalmente na região sudeste do país, depois do câncer de pele não melanoma. Os sinais, sintomas e tratamentos da doença afetam o adoecido gerando momentos de sofrimentos, medos e incertezas diante do seu prognóstico. Esta pesquisa teve como objetivo interpretar os significados atribuídos à experiência dos homens adoecidos com o CP, seus tratamentos e complicações com base na concepção antropológica de masculinidades. Para atingir este propósito um estudo qualitativo foi realizado e adotado o método da etnografia narrativa e o referencial teórico da Antropologia Médica e das Masculinidades. Participaram do estudo 17 homens diagnosticados com CP em seguimento terapêutico em um hospital universitário localizado no interior do estado de São Paulo. A coleta de dados foi realizada de forma individualizada com cada participante por meio de entrevistas em profundidade e observação do contexto de pesquisa , sendo estas registradas em diário de campo, realizada nas dependências do complexo hospitalar e nos lugares em que os participantes julgavam propícios para conversar sobre sua experiência. A captação dos dados ocorreu entre o período de março de 2013 a março de 2016. Foram construídas sínteses narrativas individuais e em seguida sínteses narrativas coletivas para melhor compreender as experiências narradas. Em seguida, os enredos foram submetidos a análise temática indutiva e os aspectos semelhantes e particulares das narrativas foram integrados e apresentados sob forma de duas sínteses narrativas temáticas, denominadas: Enredos corporificados do câncer de próstata: normas, conflitos e descobertas, onde são apresentadas crenças, costumes e valores atribuídos ao corpo do homem na sociedade e em sua cultura, as normas hegemônicas que regem à sua forma de lidar com o seu itinerário terapêutico, transformando o seu corpo um lócus de agência e objeto de sentidos durante o adoecimento, os quais nos permitiram atribuir a esta síntese o significado de corporeidade; e Masculinidades resignadas em tempos de crise: como nos vemos, enfrentamos e seguimos no nosso mundo social que aborda as transformações ocorridas sob o corpo social e biológico apresentados pelo homem por meio da perda da identidade masculina hegemônica e adoção de outras masculinas, onde o homem que era forte, potente e viril deu lugar para o homem dependente, fraco e isolado que lida com as adversidades da doença e com o seu agenciamento por meio da resignação do seu corpo e de suas práticas. Assim, esta síntese narrativa temática teve por significado a transição de identidade. Os sentidos destas experiências foram discutidos com o auxílio de conceitos da antropologia e suas interpretações que nos permitiram explicar compreensivamente que a cultura influencia diretamente na forma como o homem lida com o CP e suas masculinidades durante o adoecimento. Destacamos a importância do enfermeiro apreender a experiência do adoecido, numa perspectiva ampla que relaciona o homem, suas masculinidades, sua cultura e seus significados
Título em inglês
The experience of men with prostrate cancer from the perspective of the anthropology of masculinities
Palavras-chave em inglês
Masculinity
Medical anthropology
Oncology nursing
Prostate neoplasms
Qualitative research
Resumo em inglês
After non-melanoma skin cancer, prostate cancer (PC) is the most malignant neoplasms incident among Brazilian men, mainly in the South-East region of Brazil. The signs, symptoms and disease treatment affect the patients generating moments of suffering, fear and doubt about his prognosis. The aim of this research was to interpret the meaning attributed to experience of the patients (men) with PC, their treatments and complications based on anthropological perspective of masculinities. To achieve research objectives it was used qualitative study supported by method of the ethnographic narrative and Medical Anthropology and Masculinities Theories. This study had the participation of 17 men diagnosed with PC under therapeutic follow-up in the university hospital located on the countryside of São Paulo state. The data collection was individual with each participant through deep interviews and observations of the research context. The information was registered in a field diary in the hospital and others appropriate locals suggested by participants to talk about their experience. The data were obtained in the period from March 2013 to March 2016. Both individual narratives syntheses and in the sequence collective narratives syntheses were built to achieve the best comprehension of the experience told by patients. After this step the stories were analyzed under inductive thematic and similar and specific aspects were integrated and presented by two thematic narrative syntheses denominated: Embodied narrative of the prostate cancer: rules, conflicts and discovery which present beliefs, custom and values attributed to man´s body in the society and his culture as well as hegemonic rules that guide his way to handle with therapeutic itinerary, turning his body into a locus of agency and object of sense during the process of the disease that allowed us to attribute to this synthesis the meaning of embodiment; Masculinities resigned in the crisis period: how see ourselves, how to face and act in our social world that approaches the transformation occurred in the body in social and biological terms presented by man through of his loss of the hegemonic masculinity identity and adoption of others masculinities; the change from strong, potent and virile man to dependent, weak and alone one that deals with disease adversity and its agency through his resignation with the body and practices. Thus, this thematic narrative synthesis had as meaning the transition of identity. The senses of these experiences were discussed under concepts of the anthropology and its interpretations that allowed us to explain comprehensively that the culture influences directly the manner that the man handles with PC and his masculinity during the process of disease. We underline the importance of the nurses apprehend experience of the patients under wide perspective that include the man, his masculinities, culture and its meanings
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.