• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.22.2003.tde-21052004-110529
Documento
Autor
Nombre completo
Gilza Marques do Nascimento
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2003
Director
Tribunal
Anselmi, Maria Luiza (Presidente)
Laus, Ana Maria
Pereira, Maria José Bistafa
Título en portugués
"Estudo do absenteísmo dos trabalhadores de enfermagem em uma unidade básica e distrital de saúde do município de Ribeirão Preto - SP"
Palabras clave en portugués
Absenteísmo
Enfermagem
Trabalhadores
Resumen en portugués
O absenteísmo tem se tornado problema crucial tanto para as organizações como para os administradores. Suas causas estão ligadas a múltiplos fatores, tornando-o complexo e de difícil gerenciamento. Absenteísmo é a ausência do trabalhador ao serviço, quando se esperava que ele estivesse presente. Na enfermagem, esse fenômeno vem preocupando os gerentes, uma vez que faltas freqüentes ao trabalho repercutem no quantitativo de recursos humanos, refletindo na qualidade da assistência prestada à clientela. Além disso, o absenteísmo constitui-se variável relevante quando se trata de dimensionar quadro de pessoal para os serviços. Este estudo foi desenvolvido com base no quadro conceitual desenvolvido por Gaidzinski (1998), no qual as ausências são classificadas em previstas e não previstas. Ausências previstas são aquelas de direito do trabalhador, podendo ser planejadas com antecedência como férias, folgas e feriados. As ausências não previstas são as que efetivamente caracterizam o absenteísmo, pelo seu caráter imprevisível, entre elas: faltas abonadas e injustificadas; licenças médicas; maternidade; paternidade; acidente de trabalho; outras licenças amparadas por lei e/ou de direito do servidor (nojo, gala, congresso). Trata-se de um estudo retrospectivo, exploratório e descritivo, com abordagem quantitativa cujos objetivos foram: mensurar o absenteísmo dos trabalhadores de enfermagem em uma Unidade Básica e Distrital de Saúde (UBDS) de um município de grande porte no interior paulista, no período de agosto de 1998 a julho de 2002; descrever a distribuição dos tipos de ausências não previstas desses trabalhadores. A população constituiu-se dos trabalhadores de enfermagem (enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem) que, no período estudado, encontravam-se alocados na UBDS selecionada para a investigação. Os dados relativos ao número de dias de ausências não previstas foram coletados junto à Divisão de Gerenciamento de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde e transcritos para uma planilha. Para o cálculo do Índice de Absenteísmo (IA), adotou-se equação proposta por Pavani (2000). O índice geral de absenteísmo encontrado foi de 6,61%, o que significa que do tempo total de trabalho esperado da equipe de enfermagem nos quatro anos, aproximadamente, 7% ficou comprometido devido às ausências não previstas. Em relação às categorias de trabalhadores, obteve-se 5,37% de absenteísmo para enfermeiros, 8,06% para técnicos e 6,82% para auxiliares de enfermagem.O tipo de ausência não prevista predominante foi a licença para tratamento de saúde com um percentual geral de 46,94%; sendo de 54,43%, 41,52% e 45,75% para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, respectivamente. Partindo da premissa de que é através do trabalho desenvolvido pelas pessoas que se alcançam os resultados propostos pela organização, neste caso, atender às necessidades de saúde da população, entende-se que o absenteísmo é essencialmente um problema de gestão e, neste sentido, cabe à gerência o acompanhamento e monitoramento da assiduidade de seus trabalhadores.
Título en inglés
"STUDY ON THE ABSENTEEISM OF NURSING WORKERS AT A DISTRICT BASIC HEALTH UNIT AT THE MUNICIPALITY OF RIBEIRÃO PRETO, SP, BRAZIL"
Palabras clave en inglés
absenteeism
nursing
workers
Resumen en inglés
The absenteeism is becoming a crucial problem for organizations as well for managers. Its causes are linked to multiple factors and that is why it is so complex and difficult to manage. Absenteeism is the absence of workers, when they were expected to be present. In Nursing, this phenomenon is a concern for managers as the frequent absences affect the quantitative human resources, reflecting in the quality of the care provided to patients. In addition, absenteeism is a relevant variable in order to dimension the staff. This study was developed based on the Gaidzinski (1998) framework, in which the absences are classified as expected and non expected. The expected absences are the ones that can be planed before, such as leaves, vacations and holidays. The non expected absences are the ones that effectively characterize the absenteeism due to its non expected character, among them: non justified absences, medical leaves, family leaves, occupational accidents and other leaves that are included among the workers´ rights. This is a retrospective, exploratory and descriptive study based on a quantitative approach with the aims of: measuring the absenteeism among the nursing workers at a District Basic Health Unit of a large municipality in the state of São Paulo from August, 1998 to July, 2002; describing the types distribution of non-expected absences among these workers. The population was formed by nursing workers (nurses, nursing technicians and auxiliaries) that worked at the Unit in the above mentioned time period. Data related to the number of non expected absences were collected at the Human Resources Division of the Municipal Health Department and transcribed in a worksheet. To calculate the rate of absenteeism, the author adopted the equation proposed by Pavani (2000). The general rate of absenteeism was of 6.61%, meaning that from the total nursing team expected work in four years, approximately, 7% was impaired due to non expected absences. With respect to the categories of workers, 5.37% was the rate of absenteeism for nurses, 8.06% the rate for technicians and 6.83% for nursing auxiliaries. The predominant type of non expected absenteeism was the medical leave, representing 46.94% of the total; considering this leave, 54.43% was the rate for nurses, 41.42% for nursing technicians and 45.75% for nursing auxiliaries. Based on the idea that the organization achieves its goals through the work developed, in this case, to meet the population care needs, the absenteeism must be understood as a managerial problem and therefore, the managers must follow and monitor the diligence of their workers.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Dissertacao.pdf (428.77 Kbytes)
Fecha de Publicación
2004-05-24
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.