• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2016.tde-23122015-103420
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Magri Bernardes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Caliri, Maria Helena Larcher (Presidente)
Marques, Sueli
Nogueira, Paula Cristina
Título em português
Prevalência de úlcera por pressão em um hospital de emergência e características dos pacientes
Palavras-chave em português
Prevalência
Segurança do paciente
Úlcera por pressão
Resumo em português
A úlcera por pressão (UP) representa um grande desafio para a saúde mundial e, devido ao grande impacto que ocasiona nos custos do tratamento e na vida dos indivíduos, tem surgido um grande interesse em estudos que avaliem sua ocorrência e a assistência prestada. Os objetivos do estudo foram: identificar os índices de prevalência pontual de UP em um hospital universitário de emergência e nos diferentes setores, caracterizar as UPs considerando a classificação em categorias e a localização, investigar a associação entre presença de UP e variáveis demográficas e clínicas, descrever o processo de cuidar na instituição, considerando o registro nos prontuários sobre avaliação do risco dos pacientes e a inspeção da pele na admissão, identificar as superfícies de suporte utilizadas. Trata-se de estudo transversal, descritivo e analítico, quantitativo, aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa. A coleta de dados foi conduzida durante um único dia, em toda a instituição, nos setores de cuidado com pacientes adultos e idosos, com exceção dos setores de Psiquiatria e Queimados, totalizando 87 pacientes. A investigação da associação da ocorrência de UP com as variáveis demográficas e clínicas utilizou o Teste Qui-Quadrado, Teste Exato de Fisher e Teste U de Mann-Whitney e adotou como nível de significância ?=0,05. A maior parte (56,31%) dos pacientes tinha menos de 60 anos (média 54,01, DP 19,14), sexo masculino (54,02%), pele branca (77,01%). O número de diagnósticos médicos variou de um a 10 (mediana 2, média 2,34) e o número de medicamentos prescritos de dois a 22 (média 10,86, DP 4,28). A média do escore total na Escala de Braden foi 15,57 (DP 4,91), mediana 15. Somente 30 (34,48%) pacientes não estavam em risco para desenvolver UP. Trinta e quatro pacientes tiveram 84 úlceras, o número de UP por paciente variou de um a nove (média 5, DP 2,22). A prevalência pontual de UP na instituição foi de 40% e nos setores variou entre zero e 75%. A maior prevalência pontual foi em pacientes do CTI, seguida dos setores Semi-intensivos e Enfermarias. A maioria das UPs era na categoria/estágio II (42,86%), localizadas nas regiões dos calcâneos (28,57%) e sacral (22,61%). Não houve associação entre a ocorrência da UP e cor da pele, idade e quantidade de diagnósticos. A presença de UP estava associada à maior quantidade de medicamentos prescritos, maior tempo de internação antes da data da pesquisa e menores escores na Escala de Braden e nas suas subescalas. Em 4,6% dos prontuários dos pacientes havia registro da avaliação de risco para UP na admissão. Em 70% dos prontuários não foi encontrado o registro sobre as condições de integridade da pele. Em alguns setores havia camas especiais com colchões destinados à prevenção e tratamento de UP. Conclui-se que é necessário a adoção da cultura de segurança do paciente na instituição, de forma ampla, para contribuir com a qualidade da assistência prestada. O estudo é inédito no Brasil por investigar a prevalência, fatores de risco para UP e aspectos do processo de cuidar em hospital universitário de urgência
Título em inglês
Prevalence of pressure ulcer at an emergency hospital and patients' characteristics
Palavras-chave em inglês
Patient safety
Pressure ulcer
Prevalence
Resumo em inglês
Pressure ulcers (PU) represent a major challenge for the world health and given the great impact it has on treatment costs and on the life of individuals there has been a growing interest in studies that assess its occurrence and the care provided. The objectives of this study were to identify the indices of point prevalence of PU at an emergency teaching hospital and in its different departments; characterize the PU considering the category classification and their location; investigate the association between the presence of PU and demographic and clinical variables; describe the care process at the institution considering medical records regarding the risk assessment of patients and their skin inspection at admission; and identify the support surfaces used. This cross-sectional, descriptive, analytical, quantitative study was approved by a Research Ethics Committee. Data were collected on a single day, in the entire institution, including the departments that provide care to adult and elderly patients, except for the departments of Psychiatry and Burns, totaling 87 patients. The association of the occurrence of PU with demographic and clinical variables was analyzed using the Chi-square test, Fisher's exact test, and Mann- Whitney U test, and significance was set at ?=0.05. Most patients (56.31%) were aged under 60 years (mean 54.01, SD 19.14), men (54.02%), and Caucasian (77.01%). The number of medical diagnoses varied from 1 to 10 (median 2, mean 2.34) and the number of medications prescribed varied between 2 and 22 (mean 10.86, SD 4.28). The mean of the total score in the Braden scale was 15.57 (SD 4.91), median 15. Only 30 patients (34.48%) were not at risk for developing PU. A total of 34 patients had 84 ulcers, and the number of PU per patient varied from 1 to 9 (mean 5, SD 2.22). The point prevalence of PU in the institution was 40% and in the departments it varied between 0 and 75%. The highest prevalence was found in ICU patients, followed by the semi-intensive and the medical-surgical departments. Most pressure ulcers were in category/stage II (42.86%), located in the calcaneal (28.57%) and sacral (22.61%) regions. There was no association between the occurrence of PU and skin color, age, and the number of diagnoses. The presence of PU was associated with a higher number of prescribed medications, longer hospital stay prior to the study and lower scores in the Braden scale and in its subscales. Only 4.6% of the medical records presented data on the PU risk assessment at admission, and 70% of the medical records did not present any data on the conditions of skin integrity. In some departments, there were special beds with specific mattresses for the prevention and treatment of PU. In conclusion, it is necessary to adopt a culture of patient safety in the institution in a comprehensive manner to contribute to the quality of the care provided. This is an original study in Brazil, as it investigates the prevalence, risk factors for PU, and aspects of the care process at an emergency teaching hospital
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.