• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.22.2016.tde-24022016-190316
Documento
Autor
Nombre completo
Maria Beatriz Guimarães Ferreira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2015
Director
Tribunal
Galvao, Cristina Maria (Presidente)
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti
Haas, Vanderlei José
Silveira, Renata Cristina de Campos Pereira
Simões, Ana Lúcia de Assis
Título en portugués
Adaptação cultural e validação do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale: versão para o português brasileiro
Palabras clave en portugués
Barreiras
Enfermagem
Pesquisa
Prática Baseada em Evidências
Resumen en portugués
A cobrança da sociedade pela melhoria da qualidade dos serviços de saúde implica na busca de ações pela enfermagem, para a implementação da Prática Baseada em Evidências (PBE), uma vez que a assistência, pautada em evidências geradas por meio de métodos científicos, pode contribuir para aumentar os resultados do cuidado de saúde. A utilização de resultados de pesquisas na prática clínica é um dos componentes da PBE, entretanto, ainda, é desafio para a enfermagem. Assim, dentre as ações que podem minimizar a lacuna entre o conhecimento produzido e sua aplicação, está a identificação de barreiras que impedem a interdependência entre pesquisa e prática. O presente estudo teve como objetivos gerais: realizar a adaptação cultural do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale e analisar as propriedades métricas de validade e confiabilidade do instrumento The Barriers Scale, versão para o português brasileiro. Trata-se de pesquisa metodológica conduzida por meio das seguintes etapas: processo de adaptação cultural - tradução e retrotradução; validade de face e conteúdo - Comitê de Juízes; validade de construto - dimensionalidade e grupos conhecidos e análise de confiabilidade - teste-reteste. The Barriers Scale possui 29 itens distribuídos em quatro fatores, a saber: Fator 1 - Enfermeiro, Fator 2 - Organização, Fator 3 - Pesquisa e Fator 4 - Comunicação, com valores de respostas que variam de 1 (inexistente) a 4 (enorme), sendo que os valores maiores refletem maiores barreiras para utilização de resultados de pesquisas na prática. Os dados foram coletados em dois hospitais, por meio da aplicação de um instrumento para caracterização sociodemográfica e profissional dos enfermeiros e The Barriers Scale - versão para o português brasileiro, no período de outubro de 2014 a junho de 2015, com a participação de 335 enfermeiros. O nível de significância foi de 0,05. Os resultados evidenciaram que a maioria dos participantes era do sexo feminino (88,7%), com idade média de 33,9 anos, solteiros, mestres, com um único vínculo empregatício e em regime celetista. A maioria dos enfermeiros não havia realizado curso sobre a utilização de resultados de pesquisas, na prática clínica (85,1%), e desenvolvia ou já tinha conduzido pesquisas em enfermagem (68,4%). Na avaliação das propriedades métricas, a análise fatorial confirmatória demonstrou que a versão para o português brasileiro, composta por quatro fatores, está adequadamente ajustada à estrutura dimensional, originalmente proposta pela autora principal. A validade de construto foi determinada por grupos conhecidos, os resultados demonstraram diferenças estatisticamente significativas, sendo que os enfermeiros que atuavam em instituição, com cultura organizacional direcionada para a PBE, eram mestres ou doutores, tinham características favoráveis à PBE e identificaram menores barreiras para a implementação de resultados de pesquisas, na prática clínica. A confiabilidade, avaliada em intervalo de sete dias, indicou valores apropriados para o Coeficiente de Correlação Intraclasse, entre 0,75 e 0,84, e com diferença estatisticamente significativa. A avaliação da consistência interna demonstrou valor adequado para a versão para o português brasileiro de The Barriers Scale (? de Cronbach=0,92). Concluiu-se que The Barriers Scale, versão para o português brasileiro, é válida e confiável na amostra estudada
Título en inglés
Cultural adaptation and validation of The Barriers to Research Utilization Scale: Brazilian Portuguese version
Palabras clave en inglés
Barriers
Evidence-Based Practice
Nursing
Research
Resumen en inglés
The society's demand to improve the quality of health services implies the search for nursing actions for the implementation of Evidence-Based Practice (EBP), since care guided by evidence generated through scientific methods can help increase health care results. The use of research results in clinical practice is one of the EBP components; however, it is still a challenge for the nursing team. Thus, one of the actions that can minimize the gap between the knowledge produced and its application is the identification of barriers that prevent the interdependence between research and practice. This study's overall objectives were: to perform the cultural adaptation of The Barriers to Research Utilization Scale and analyze the metric properties of validity and reliability of the instrument The Barriers Scale - Brazilian Portuguese version. A methodological study was conducted through the following steps: cultural adaptation process - translation and back-translation; face and content validity - expert committee; construct validity - dimensionality and known groups and reliability analysis - test-retest. The Barriers Scale consists of 29 items distributed into four factors, namely: Factor 1 - Nurse, Factor 2 - Organization, Factor 3 - Research, and Factor 4 - Communication. The response values range from 1 (nonexistent) to 4 (massive), wherein the highest values reflect greater barriers to using research results in practice. Data were collected at two hospitals, through the application of an instrument for sociodemographic and professional characteristics of the nurses and The Barriers Scale - Brazilian Portuguese version, from October 2014 to June 2015, with the participation of 335 nurses. Significance was set at 0.05. The results showed that most participants were women (88.7%), with a mean age of 33.9 years, bachelors, masters, with a single job and under the Consolidation of Brazilian Labor Laws (CLT regime). Most nurses had not taken a course on the use of research results in clinical practice (85.1%) and were developing or had already conducted studies in nursing (68.4%). In the evaluation of the metric properties, the confirmatory factor analysis demonstrated that the Brazilian Portuguese version of scale, consisting of four factors, is properly adjusted to the dimensional structure originally proposed by the main author. Construct validity was determined by known groups. Results showed statistically significant differences, and the nurses working in an institution with organizational culture directed to the EBP were either masters or doctors, had favorable characteristics to the EBP and identified lower barriers to the implementation of research results in clinical practice. The reliability, evaluated in seven-day intervals, indicated appropriate values for the intraclass correlation coefficient, between 0.75 and 0.84, with a statistically significant difference. The evaluation of the internal consistency demonstrated appropriate values for the Brazilian Portuguese version of The Barriers Scale (Cronbach's ? = 0.92). In conclusion, The Barriers Scale - Brazilian Portuguese version is valid and reliable as per the studied sample
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-03-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.