• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2017.tde-26012017-170218
Documento
Autor
Nome completo
Erika Fernanda dos Santos Bezerra Ludwig
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Marta Cristiane Alves (Presidente)
Mendes, Karina Dal Sasso
Rangel, Alexandre Leite
Título em português
Desenvolvimento e aplicação de escala informatizada para busca ativa de potenciais doadores de órgãos
Palavras-chave em português
Doação de órgãos
Enfermagem
Informática
Morte encefálica
Obtenção de tecidos e órgãos
Sistemas de informação hospitalar
Resumo em português
O cuidado a pacientes graves, enquanto potenciais doadores de órgãos exige ações individualizadas, articuladas e contínuas entre os profissionais, consideradas essenciais para a eficácia e qualidade do transplante. Dessa forma, o acesso às informações em tempo real, unindo diferentes dados do paciente, é primordial para a agilidade e manutenção da qualidade da assistência prestada, favorecida pela informatização e uso do prontuário eletrônico do paciente. O objetivo deste estudo foi desenvolver e aplicar uma escala informatizada para a busca ativa de potenciais doadores de órgãos em unidades de terapia intensiva de um hospital filantrópico de Londrina - PR. Trata-se de uma pesquisa aplicada, descritiva, retrospectiva e correlacional, com análise documental. Os dados foram coletados nos prontuários eletrônicos dos pacientes que evoluíram a óbito nas unidades de terapia intensiva no ano de 2014. A análise contemplou as condições clínicas, causa de internação e dados demográficos. Os óbitos por parada cardiorrespiratória foram avaliados quanto à ausência de reflexos de tronco encefálico, pois diante de sua ocorrência o paciente era um potencial doador que não foi identificado. Aos pacientes em morte encefálica foi realizada aplicação dos índices de gravidade APACHE II e SOFA. A amostra foi composta por 377 prontuários de pacientes falecidos. Destes, 346 (91,8%) ocorreram por parada cardiorrespiratória e 31 (8,2%) por morte encefálica. Foram identificadas 34 subnotificações nos pacientes falecidos por parada cardiorrespiratória. As principais causas de internação dos pacientes em protocolo de morte encefálica foram Acidente Vascular Encefálico Hemorrágico 15 (48,4%), Trauma Crânio Encefálico grave 12 (38,7%), com predominância do sexo masculino (67,7%). Apenas 15 (48,4%) dos pacientes concluíram o protocolo, seis (19,3%) se tornaram doadores, com 10 (40%) recusas familiares e 15 (60%) contraindicações para doação. O intervalo para constatação da morte encefálica foi de 8 a 72 horas com média de 24 (DP=20,6) horas. Foi identificada diferença estatisticamente significante, por meio da aplicação do teste de Wilcoxon, entre os escores de admissão na unidade de terapia intensiva e a abertura de protocolo de morte encefálica, para ambos os índices de gravidade APACHE II (p=0,001) e SOFA (p<0,001), evidenciando a importância da aplicação diária da escala de busca ativa de potenciais doadores, para manutenção oportuna e adequada de pacientes graves que podem se tornar potenciais doadores. Posteriormente, foi elaborada a primeira versão da escala para busca ativa dos potenciais doadores de órgãos, a qual foi encaminhada a cinco especialistas para avaliação de face e conteúdo, possibilitando a elaboração da segunda versão, a qual foi informatizada e aplicada, de acordo com o modelo de prototipação. Acredita-se que a escala de busca ativa de potenciais doadores de órgãos servirá como instrumento para organização do processo de identificação e manutenção de potenciais doadores. Isto favorece a notificação de todos os pacientes em morte encefálica, a diminuição de perdas evitáveis e viabiliza o aumento na quantidade e qualidade dos órgãos disponibilizados para o transplante
Título em inglês
Development and application of a computerized scale for actively searching for potential organ donors
Palavras-chave em inglês
Brain death
Hospital information systems
Informatics
Nursing
Tissue and organ procurement
Resumo em inglês
Care of severe patients, as potential organ donors, required individualized, coordinated and continuous actions among professionals, which are considered essential for the transplantation efficacy and quality. In this sense, access to information in real time, combining different patient data, is essential for the speed and maintenance of care quality, favored by informatics and the use of electronic medical charts. The objective of this study was to develop and apply a computerized scale for actively searching for potential organ donors in a philanthropic hospital in Londrina, Paraná. This is an applied, descriptive, retrospective and correlational study, with a documentary analysis. Data were collected from electronic medical charts of patients who died in intensive care units of the studied hospital in 2014. The analysis included clinical conditions, cause for hospitalization and demographic data. Deaths by heart arrest were evaluated as for the absence of brain stem reflexes, since in this case the patient was a potential donor who was not identified. The APACHE II and SOFA severity indices were applied to patients with brain death. The sample was made up of 377 charts of deceased patients. Of these deaths, 346 (91.8%) were due to a heart arrest and 31 (8.2%) to brain death. A total 34 cases of underreporting were identified among patients deceased by heart arrest. The main causes for hospitalization for patients in brain death protocol were hemorrhagic stroke 15 (48.4%) and severe traumatic brain injury 12 (38.7%), with prevalence of male patients (67.7%). Only 15 (48.4%) patients completed the protocol, six (19.3%) became donors. In addition, there were 10 (40%) family refusals and 15 (60%) contraindications for donation. The interval for verifying brain death was between 8 and 72 hours, with a mean of 24 (SD=20.6) hours. A statistically significant difference was observed, by means of the Wilcoxon test, between the scores of admission to the intensive care unit and the opening of the brain death protocol, for both severity indices, APACHE II (p=0.001) and SOFA (p<0.001), evidencing the importance of the daily application of the scale for active search for potential donors, for timely and appropriate maintenance of severe patients who may become potential donors. Later, the first version of the scale for active search for potential organ donors was created and submitted to face and content validity by five experts. This enabled the creation of its second version, which was computerized and applied, according to the prototype model. The scale for active search for potential organ donors is expected to serve as a tool for organizing the process of identification and maintenance of potential donors. This favors notification of all patients with brain death, a reduction of avoidable losses, and an increase in quantity and quality of the organs available for transplantation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.