• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2016.tde-28012016-152807
Documento
Autor
Nome completo
Vânea Lucia dos Santos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Camelo, Sílvia Helena Henriques (Presidente)
Chaves, Lucieli Dias Pedreschi
Resck, Zélia Marilda Rodrigues
Título em português
Práticas de liderança em enfermagem executadas por enfermeiros em organizações hospitalares
Palavras-chave em português
Administração hospitalar
Enfermeiros
Gerência
Liderança
Resumo em português
O enfermeiro, enquanto líder da equipe de enfermagem é o responsável pelo planejamento do cuidado, supervisão da equipe e avaliação da assistência. Este profissional necessita desenvolver suas atividades com base em aspectos da estrutura organizacional da instituição em que está inserido, nas necessidades dos clientes e de sua equipe. Para que o enfermeiro tenha o trabalho bem-sucedido são necessários, além do saber teórico-prático e os conteúdos gerenciais, o desenvolvimento de práticas de liderança que favoreçam suas relações com a equipe de enfermagem e a equipe multiprofissional. O objetivo geral deste estudo foi caracterizar as práticas de liderança executadas pelos enfermeiros de instituições hospitalares. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa dos dados. A presente investigação foi realizada em quatro hospitais de um município do interior paulista. Participaram 84 enfermeiros com função de gerência no serviço de enfermagem hospitalar. Os dados foram coletados no período de junho a setembro de 2014, por meio da aplicação de dois instrumentos: questionário de caracterização pessoal e profissional e o Leadership Practices Inventory (LPI). Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, utilizando-se o software SPSS. Os resultados mostraram enfermeiros na sua maioria do sexo feminino (90,5%), adultos de meia idade, com média de 41,18 anos. Nas características profissionais, verificou-se média de: 17 anos de formação profissional, 15,52 anos de tempo de experiência na assistência de enfermagem, 15,24 anos de vínculo empregatício com a instituição e de 8,20 anos de tempo de atuação na gerência dos serviços de enfermagem. Porém, ressalta-se que uma minoria possuía formação complementar em cursos de pós-graduação na área de administração ou gerência. Quanto as práticas de liderança utilizadas, os resultados apontaram a predominância da prática capacite os outros a agir, com média de 50,62 e desvio-padrão 5,08, seguida por encorajar o coração (48,17 e 6,98), traçar o caminho (46,71 e 6,95), desafiar o processo (43,27 e 8,00) e inspirar uma visão compartilhada (43,13 e 8,68). Na análise das correlações, constatou-se que, independentemente, do sexo, experiência na gerência, pós-graduação e presença de especialização, a frequência de utilização das cinco práticas de liderança é similar, não havendo diferenças significativas. Entretanto, em relação às variáveis tempo de assistência e vínculo empregatício, houve correlação negativa com a prática de liderança encoraje o coração, ou seja, quanto maior o tempo de serviço e maior o tempo de vínculo empregatício na assistência de enfermagem menor o uso desta prática. A adoção de práticas de liderança pelo enfermeiro na gerência de unidades hospitalares pode se constituir em processo fundamental para a consecução dos objetivos da organização, pois por meio delas o enfermeiro desenvolve a habilidade de influenciar o comportamento de outros profissionais, facilitando-lhes a realização de atividades desejadas. A amplitude e complexidade da temática liderança, aliada a escassez de estudos, que a referenciam como uma das competências gerenciais do enfermeiro na literatura brasileira são fatores determinantes, para acentuar esforços na concretização de novas investigações. Esperamos que as considerações traçadas neste estudo possam oferecer subsídios a outros trabalhos sobre a temática em questão
Título em inglês
Leadership practices in nursing performed by nurses en hospital organizations
Palavras-chave em inglês
Hospital Administration
Leadership
Management
Nurses male
Resumo em inglês
The nurse, as a leader of the nursing team is responsible for care planning, staff supervision and evaluation of the assistance. This professional need to develop its activities based on aspects of organizational structure of the institution in which it appears, on the needs of customers and its staff. So that the nurse has the successful work are needed in addition to the theoretical and practical knowledge and management content, the development of leadership practices that favor its relationship with the nursing team and the multidisciplinary team. The aim of this study was to characterize the leadership practices performed by the hospitals nurses. It is a cross-sectional, quantitative study. This research was conducted in four hospitals in a city of São Paulo. The participants were 84 nurses with management function in the hospital nursing service. Data were collected from June to September 2014, through the application of two instruments: personal and professional characterization questionnaire and Leadership Practices Inventory (LPI). Data were analyzed through descriptive statistics using the SPSS software. The results showed nurses mostly female (90.5%), middle-aged adults, averaging 41.18 years. In the professional features, there was an average of 17 years of professional training, 15.52 years time experience in nursing care, 15.24 years of employment with the institution and 8.20 years of operating time in management of nursing services. However, it is emphasized that a minority had additional training in postgraduate courses in administration or management. Regarding leadership practices used the results showed the prevalence of the practice enable others to act, averaging 50.62 and standard deviation 5.08, followed by encourage the heart (48.17 and 6.98), model the way (46.71 and 6.95), challenge the process (43.27 and 8.00) and inspire a shared vision (43.13 and 8.68). In the analysis of correlations, it was found that, regardless of sex, experience in management, postgraduate and presence of expertise, the frequency of use of the five leadership practices is similar, with no significant differences. However, in relation to variable time assistance and employment, there was a negative correlation with the practice of leadership encourage the heart, so, the higher the service time and higher the employment time in less nursing care the use of this practice. The implementation of the nurse leadership practices in the management of hospitals may constitute fundamental process for achieving the goals of the organization, because through them the nurse develops the ability to influence the behavior of other professionals, facilitating their holding desired activities. The breadth and complexity of the subject leadership and the lack of studies that refer to it as one of the nurse's management competences in Brazilian literature are determinants factors to intensify efforts in bringing about new research. We hope that the considerations outlined in this study can offer subsidies to other works on the subject in question
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-02-01
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SILVA, V. L. S., e CAMELO, S. H. H. 'A Competência da Liderança em Enfermagem: Conceitos, Atributos Essenciais e o Papel do Enfermeiro Líder. Revista Enfermagem UERJ, 2013.
  • SANTOS, F. C., et al. Práticas adotadas por enfermeiros de unidades hospitalares. Revista Eletrônica Gestão & Saúde [online], 2013, vol. 4, p. 1157-1176. Dispon?vel em: http://gestaoesaude.unb.br/index.php/gestaoesaude/article/view/548.
  • SILVA, V. L. S., e CAMELO, S. H. H. Estilos de Liderança do enfermeiro em âmbito hospitalar:uma revisão integrativa. In X encontro dos enfermeiros do Hospitais de ensino do Estado de São Paulo, São José do Rio Preto, 2011. Arquivos de Ciências da Saúde (FAMERP).São José do Rio Preto : FUNFARME/FAMERP, 2011. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.