• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Thaís Mara Alexandre Bertazone
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Stabile, Angelita Maria (Presidente)
Dessotte, Carina Aparecida Marosti
Tourinho Filho, Hugo
Júnior, Carlos Roberto Bueno
Kusumota, Luciana
Título em português
Efeito de diferentes periodizações no treinamento concorrente sobre parâmetros imunológicos, metabólicos, ponderais e de qualidade de vida relacionada à saúde em mulheres com sobrepeso e/ou obesidade
Palavras-chave em português
Citocinas
Exercício
Exercícios em circuitos
Obesidade
Qualidade de vida
Sobrepeso
Resumo em português
Estudo quase-experimental que teve como objetivo analisar o efeito de diferentes periodizações no treinamento concorrente sobre parâmetros imunológicos, metabólicos, ponderais e de qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) em mulheres com sobrepeso e/ou obesidade. Participaram do estudo 33 mulheres as quais foram separadas aleatoriamente em três grupos: grupo não periodizado (NP: N = 11), grupo periodização ondulatória (PO: N = 9) e o grupo periodização ondulatória flexível (POF: N = 13). O programa de treinamento teve duração de 12 semanas e as participantes foram avaliadas antes e ao término do programa. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e análise de variância ANOVA. Os resultados mostraram que a média de idade entre os três grupos foi de 60,8 ± 6,6 anos, sendo observada a presença de doenças metabólicas em 26 participantes (78,8%), sendo que 19 participantes (57,6%) apresentavam hipertensão arterial, 15 participantes (45,5%) dislipidemia e 5 participantes (15,2%) diabetes mellitus, lembrando que elas poderiam apresentar até as 3 doenças concomitantemente. Quando comparados antes e após o treinamento, e também quando comparados os três grupos entre si (tempo 2), não foi observada diferença estatística nos parâmetros metabólicos: glicemia de jejum, colesterol total, lipoproteína de alta densidade (HDL), lipoproteína de baixa densidade (LDL), e triglicérides, assim como nos parâmetros ponderais: massa corporal, índice de massa corporal e circunferência da cintura. Em relação aos testes físicos, não foi observado aumento da força de membros superiores e inferiores quando as participantes foram comparadas antes e após o treinamento. No entanto, observou-se melhora significativa na resistência aeróbia após o treinamento, por meio do teste da caminhada de 6 minutos, nos grupos NP e PO. Já quando os grupos foram comparados entre si (tempo 2), observou-se melhora na força no teste de flexão de braço do grupo POF comparado ao NP, e melhora na resistência aeróbia no teste da caminhada de 6 minutos do grupo PO comparado ao NP. Na carga máxima dinâmica, quando comparados antes e após o treinamento, houve aumento de força nos grupos PO e POF no supino inclinado, no entanto, este aumento não foi observado no leg press. Já quando comparados os três grupos entre si (tempo 2), observou-se melhora da força dos membros inferiores no leg press do grupo PO comparado ao NP; e POF comparado ao NP. Quanto a QVRS, somente quando comparados os três grupos entre si após o período de treinamento é que foi observada melhora da capacidade funcional do grupo PO comparado ao NP. Em relação aos parâmetros imunológicos, quando comparados antes e após o treinamento, e também quando comparados os três grupos entre si (tempo 2), não foi observado diferença estatística nas concentrações de IL-6 e TNF-?. Conclui-se que o treinamento concorrente do grupo PO foi eficiente em melhorar a resistência aeróbia e o ganho de força dos membros superiores em participantes fisicamente ativas com sobrepeso e/ou obesidade na faixa etária dos 50 a 70 anos
Título em inglês
Effect of different periodization models on concurrent training over immunological, metabolic, weight parameters and health-related quality of life in overweight and/or obese women
Palavras-chave em inglês
Circuit-based exercise
Cytokines
Exercise
Obesity
Overweight
Quality of life
Resumo em inglês
This was a quasi-experiment study that aimed to analyze the effect of different periodization models on concurrent training over immunological, metabolic, weight parameters and healthrelated quality of life (HRQoL) in overweight and/or obese women. Thirty-three women were randomly assigned to three groups: non-periodized group (NP: n = 11), undulating periodization group (UP: n = 9) and flexible undulating periodization group (FUP: n = 13). The training program lasted 12 weeks and participants were assessed before and at the ending of the program. The data were analyzed by means of descriptive statistics and the ANOVA variance analysis. The results showed that the mean age of the three groups was 60,8 ± 6,6 years, and observed the presence of metabolic diseases in 26 participants (78,8%), of which, 19 participants (57,6%) had arterial hypertension, 15 participants (45,5%) dyslipidemia and 5 participants (15,2%) diabetes mellitus, reminding that they could present up to 3 diseases concomitantly. When compared before and after training, and when comparing the three groups with each other (time 2), there was no statistical difference in metabolic parameters: fasting glucose, total cholesterol, high density lipoprotein (HDL), low density lipoprotein (LDL) and triglycerides, as well as in the weight parameters: body mass, body mass index and waist circumference. Regarding physical tests, no increase in upper and lower limb strength was observed when participants were compared before and after training. However, a significant improvement in cardiorespiratory fitness was observed after training through the 6-minute walk test in the NP and UP groups. When the groups were compared with each other (time 2), there was an improvement in strength in the arm curl test of the group FUP compared to NP, and improvement in cardiorespiratory fitness in the 6-minute walk test of the group UP compared to NP. At the maximum dynamic strength, when compared before and after training, there was an increase in strength in the UP and FUP groups in the inclined bench press, however, this increase was not observed in the leg press. When the three groups were compared with each other (time 2), an improvement in the strength of the lower limbs was observed in the leg press of the groups UP compared to the NP; and FUP compared to NP. Regarding HRQoL, only when comparing the three groups with each other after the training period is that it was observed an improvement in physical function of the group UP compared to the NP. Related to the immunological parameters, when compared before and after training, and when comparing the three groups with each other (time 2), no statistical difference was observed in IL-6 and TNF-? concentrations. In conclusion, the concurrent training of the PO group was efficient in improving aerobic resistance and upper limb strength gain in physically active participants with overweight and/or obesity in the age group of 50 to 70 years
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.