• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2017.tde-30032017-192607
Documento
Autor
Nome completo
Andréa Mara Bernardes da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Denise de (Presidente)
Barichello, Elizabeth
Haas, Vanderlei José
Hermann, Paula Regina de Souza
Watanabe, Evandro
Título em português
Segurança do paciente no ensino de graduação: subsídios para repensar as disciplinas na perspectiva do Guia Curricular Multiprofissional da Organização Mundial da Saúde
Palavras-chave em português
Currículo
Educação
Ensino superior
Segurança do paciente
Resumo em português
Introdução: A Segurança do Paciente representa uma problemática amplamente discutida no cenário mundial, e configura-se como um desafio para o ensino de graduação na área da saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere que os conteúdos acerca do tema, sejam inseridos nos currículos com a finalidade de contribuir para a redução da incidência dos EA, e, por consequência na qualidade do ensino em saúde. É necessário reconhecer e valorizar os aspectos da segurança do paciente incorporados nos currículos de formação dos futuros profissionais. Objetivo: Investigar o ensino de graduação em saúde sobre Segurança do Paciente, subsidiado no Guia Curricular da Organização Mundial da Saúde de 2011, com a finalidade de descrever a situação das disciplinas e vislumbrar possíveis ações de mudanças no preparo dos futuros profissionais. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo seccional transversal, e de revisão integrativa. Utilizou-se para a coleta das informações a pesquisa documental subdividida em duas fases tendo na 1ª a aplicação de uma lista de verificação, traduzida e validada dos 11 tópicos e seus respectivos termos rastreadores contidos no Guia Curricular Multiprofissional para Segurança do Paciente proposto pela OMS. Utilizou-se o aplicativo Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 21.0 na organização e análise dos dados. A análise univariada incluiu distribuições de frequências absolutas e relativas para variáveis categóricas, e a bivariada da comparação da presença ou não de cada tópico ou de seus respectivos termos rastreadores nos diferentes cursos, incluiu tabelas de contingência. E, na sequência, realizou-se a revisão integrativa de literatura, com a busca de artigos em diferentes bases de dados: CINAHL, LILACS, PubMed via MEDLINE; Web of Science; SCOPUS e Europe PMC. Resultados: A avaliação curricular de 12 cursos de graduação em saúde, envolveu a análise de 1.288 disciplinas das quais observaram-se variabilidade da frequência dos 11 tópicos do Guia Curricular e seus respectivos termos rastreadores. Os tópicos mais presentes nas disciplinas dos diferentes cursos analisados foram: "Interação com os pacientes e cuidadores"; "Ser um participante de uma equipe eficaz" e "Prevenção e Controle de Infecção". Ainda, o tópico "Aprendendo com o erro para evitar danos" não foi identificado em nenhuma das disciplinas dos diferentes cursos analisados. Acerca da revisão integrativa, foi possível identificar que as práticas de prevenção e controle da infecção nos currículos de ensino de graduação ocorre diluído em algumas disciplinas sendo, portanto, desarticulado e com ênfase na higienização das mãos. Conclusão: Este estudo representa uma importante contribuição para o ensino de graduação em saúde sobre Segurança do Paciente, principalmente, considerando as exigências para a adequação curricular. A temática não está totalmente explorada nas disciplinas, observou-se fragmentação do conteúdo e descontextualizado. Ainda, não ocorre em uma disciplina específica, está presente em diversos momentos e desarticulado de uma proposta pedagógica integrada. É consenso de que o fortalecimento da cultura de segurança nas organizações de saúde passa, sobremaneira, pela formação acadêmica e capacitação de recursos humanos nas diversas profissões da área de saúde, uma vez que, a avaliação da cultura de segurança é vista como o ponto de partida para iniciar mudanças nas estratégias de redução da incidência de eventos adversos, e consequentemente, garantir a Segurança do Paciente
Título em inglês
Patient safety in undergraduate education: subsidies to rethink the disciplines in the perspective of the Multiprofessional Curriculum Guide of the World Health Organization
Palavras-chave em inglês
Curriculum
Education
Higher education
Patient safety
Resumo em inglês
Introduction: patient safety represents a problem widely discussed worldwide, and appears as a challenge for undergraduate education in the area of health. The World Health Organization suggests that the content about the topic, is to be entered in the curriculum in order to contribute to reducing the incidence of adverse events, and therefore in the quality of education in health. It is necessary to recognize and value aspects of patient safety incorporated in the curriculum for the training of future professionals. Objective: to investigate the undergraduate education in health about patient safety, subsidized in the Curriculum Guide of the World Health Organization of the 2011, with the purpose of describing the actual situation of the disciplines and envision possible actions of changes in the preparation of future professionals. Materials and methods: It is a cross sectional study, and an integrative review. The documentary research was used to collect information, subdivided into two phases, with the application of a checklist, translated and validated of the 11 topics and their respective tracking terms contained in the WHO Multiprofessional Curriculum Guide for Patient Safety. The Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) version 21.0 was used in the organization and analysis of the data. The univariate analysis included absolute and relative frequency distributions for categorical variables, and the bivariate comparison of the presence or absence of each topic or its respective tracking terms in the different courses, included contingency tables. And as a result, the integrative review of literature, with the search for articles in different databases: CINAHL, LILACS, PubMed via MEDLINE; Web of Science; SCOPUS and Europe PMC. Results: The curricular evaluation of 12 undergraduate courses in health, involved the analysis of 1,288 disciplines of which were observed variability of the frequency of the 11 topics of the Curriculum Guide and their respective tracking terms. The most common topics in the disciplines of different courses were analyzed: "interaction with patients and caregivers"; "being a member of a team" and "effective prevention and control of infection". Still, the topic "learning from the mistake to avoid damage" has not been identified in any of the disciplines of the different courses. About integrative review, it was possible to identify that the practices of infection control and prevention in the curriculum of undergraduate education occurs in the disciplines, disjointed and diluted with emphasis on hand hygiene. Conclusion: this study represents an important contribution to undergraduate health education on patient safety, mainly, considering the requirements for curricular adequacy. The subject is not fully explored in the disciplines, fragmented and out of context. Yet, it does not occur in a specific discipline, it is present at different times and disjointed from an integrated pedagogical proposal. It is a consensus that the strengthening of the safety culture in health organizations depends, in particular, on the academic training and qualification of human resources in the various professions in the health area, since the evaluation of the safety culture is seen as the point of starting to initiate changes in strategies for reducing the incidence of adverse events, and consequently ensuring Patient Safety
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-07-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.