• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-06062012-161225
Documento
Autor
Nome completo
Edilaine Assunção Caetano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Panobianco, Marislei Sanches (Presidente)
Gradim, Clícia Valim Côrtes
Mamede, Marli Villela
Título em português
Participação de mastectomizadas em um grupo de reabilitação: benefícios e barreiras percebidos
Palavras-chave em português
Câncer de mama
Enfermagem
Reabilitação
Resumo em português
Estudo de abordagem qualitativa, que objetivou analisar a percepção de mulheres com câncer de mama acerca da seriedade da doença, de sua suscetibilidade a ela e dos benefícios e barreiras para a participação em grupos de reabilitação. Realizado no Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão Mulher e Câncer de Mama - MUCAMA, em Alfenas - MG, utilizou como referencial teórico o Modelo de Crenças em Saúde e conceitos da Teoria de Campo de Kurt Lewin. Participaram 08 mulheres operadas por câncer de mama, que compareciam regularmente ao serviço, há no mínimo três meses antes da coleta, entre maio e julho de 2011. Os dados foram coletados por meio de grupos focais e entrevistas, utilizando um roteiro semiestruturado e analisados pela Análise de Conteúdo Temática. Emergiram dos relatos dois temas e as respectivas categorias: Mulheres portadoras de câncer de mama: percepções acerca da suscetibilidade e seriedade da doença - crenças sobre a suscetibilidade ao câncer de mama; a visão da seriedade do câncer de mama; os estímulos para a ação: a busca de apoio no grupo de reabilitação - e Benefícios e barreiras percebidos na decisão sobre participar do grupo de reabilitação - o retorno às atividades cotidianas e a reabilitação psicossocial; percepção das dificuldades para participar do grupo e/ou aderir às atividades propostas. A percepção da suscetibilidade ao câncer de mama foi demonstrada quando as mulheres referiram crer que o câncer não pode ser evitado, independentemente de classe social, raça ou escolaridade. Atribuíram sua ocorrência à repressão de sentimentos e à falta de um comportamento preventivo em saúde. A percepção da seriedade do câncer de mama como uma condição crônica se mostrou ao considerarem a neoplasia estigmatizante. O medo da morte e as consequências dos tratamentos as levaram a promover novos arranjos sociais e familiares. Os estímulos para ação em procurarem o grupo de reabilitação foram o desconforto e as limitações físicas e emocionais, assim como encaminhamentos e recomendações dos profissionais de saúde e conselhos de familiares e membros da rede social. Os benefícios percebidos para participação no grupo foram a melhora física com a possibilidade de retorno às atividades diárias; atendimento gratuito e especializado; vínculo com a equipe multidisciplinar; apoio psicológico; oportunidade de compartilhar experiências, sanar dúvidas e se sentir em meio a "seus iguais". As barreiras percebidas: dias e horários de atendimentos limitados; afazeres domésticos; espaço físico restrito; necessidade de demandar tempo e disposição para a adesão às atividades. As percepções individuais das entrevistadas acerca do câncer de mama foram influenciadas por suas crenças sobre suscetibilidade e seriedade ao longo de suas experiências com a doença e seus tratamentos, o que as levou a um comportamento em saúde de participarem do grupo de reabilitação porque viram no mesmo um meio para cuidarem de sua saúde, identificando, para isso, maiores benefícios que barreiras.
Título em inglês
Participation in a group of mastectomy rehabilitation: benefits and perceived barriers
Palavras-chave em inglês
breast cancer
nursing
rehabilitation
Resumo em inglês
A qualitative study, which aimed to analyze the perception of women with breast cancer about the seriousness of the illness, their susceptibility to it and the benefits and barriers to participation in rehabilitation groups. Held at the Center of Teaching and Research Women and Breast Cancer - MUCAMA in Alfenas - MG, was used as theorical reference the Health Belief Model and the concepts of the Field Theory of Kurt Lewin. Participated 8 women operated of breast cancer who regularly attended the service, at least three months prior the collection, between May and July 2011. Data were collected through focus groups and interviews using a semi-structured guide, and were analyzed by qualitative analysis. Two themes emerged from the reports and their categories: Women with breast cancer: perceptions of susceptibility and seriousness of the illness - beliefs about susceptibility of breast cancer; the view of the seriousness of breast cancer; stimuli for action: the search for support in the rehabilitation group and perceived barriers and benefits in deciding to participate in the rehabilitation group - the return to everyday activities and psychosocial rehabilitation; perception of difficulties to participate or join the group and the activities proposed. The perception of susceptibility of breast cancer was demonstrated when women reported believing that the cancer could not be avoided, regardless of social class, race or education. They attributed their occurrence to the repression of feelings and lack of preventive health behavior. The perception of the seriousness breast cancer as a chronic condition proved by considering the tumor stigmatizing. The fear of death and the consequences of the treatments led to new arrangements to promote social and family. The stimuli for action in seeking the rehabilitation group were discomforted, physical limitations and emotional, as well as referrals and recommendations from health professionals and advice of family and social network members. Perceived benefits to participating in the group were improved with the physical ability to return to daily activities, free care and specialized; relationship with the multidisciplinary team; psychological support; opportunity to share experiences, answer questions and feel in the midst of "their peers". Perceived barriers: the days and times of visits limited, housework, restricted physical space; necessity to demand time to attend the activities. The individual perceptions surveyed about breast cancer were influenced by their beliefs about susceptibility and seriousness over their experiences with the illness and its treatments, which led them to a health behavior to participate in the rehabilitation group because saw in others one way to take care of themselves' health by identifying, to this, barriers to greater benefits.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.