• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
Document
Auteur
Nom complet
Fabiana Costa Machado Zacharias
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Ribeirão Preto, 2019
Directeur
Jury
Pinto, Ione Carvalho (Président)
Chaves, Lucieli Dias Pedreschi
Oliveira, Valeria Conceição de
Perez, Gilberto
Titre en portugais
Sistema de Informação da Atenção Primária à Saúde no Brasil: adoção do e-SUS AB como inovação tecnológica
Mots-clés en portugais
Atenção Primária à Saúde
Difusão de Inovações
Sistemas de Informação em Saúde
Resumé en portugais
Inovação é introdução de novidade ou aperfeiçoamento, que resulte em novos produtos, serviços, processos ou que compreenda agregação de novas funcionalidades ou características de produto, serviço ou processo existente que possa resultar em melhorias e ganho de qualidade ou desempenho. Nesse sentido, o e-SUS é considerado uma inovação tecnológica. O estudo objetiva analisar a adoção/uso do e-SUS AB, como inovação tecnológica, na perspectiva dos profissionais das equipes de Atenção Primária à Saúde. Configura-se como uma pesquisa de métodos mistos, com desenho Explanatório Sequencial (QUAN -> qual), desenvolvido em duas etapas. Este tipo de desenho se dá pela coleta e análise de dados quantitativos, em uma primeira etapa da pesquisa, seguida de coleta e análise de dados qualitativos desenvolvida sobre os resultados quantitativos iniciais. A população constou de 114 profissionais das equipes de saúde, de 15 Unidades Básicas de Saúde (UBS), de sete municípios que compõem o Departamento Regional de Saúde XIII (DRS XIII). Os dados foram coletados em duas etapas: na primeira foi aplicado um questionário validado no Brasil com os atributos ("Vantagem Relativa"; "Compatibilidade"; "Experimentação"; "Facilidade de Uso"; "Imagem"; "Uso Voluntário"; "Visibilidade" e "Demonstração de Resultado") da Teoria da Difusão de Inovação de Rogers, analisado por meio de Modelagem de Equações Estruturais e, na segunda etapa, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com profissionais de duas UBSs sorteadas no município de maior porte. Os seguintes atributos "Experimentação", "Facilidade de uso", "Vantagem Relativa" e "Compatibilidade" não apresentaram significância estatística indicando que não foram fatores determinantes para adoção/uso do e -SUS AB, enquanto "Demonstração de Resultado", "Imagem" e "Uso Voluntário" mostraram-se significantes na primeira fase do estudo. Na segunda fase, as entrevistas visaram entender melhor os atributos que não influenciaram na adoção/uso do e-SUS AB, chegando-se a três categorias temáticas 1-O [DES] preparo para adoção da inovação tecnológica; 2- [DES] vantagens na adoção da inovação tecnológica e 3- Uso do e-SUS AB: voluntariedade ou arbitrariedade? Com a fusão das duas etapas (QUAN-> qual),em relação ao atributo "Compatibilidade", foram evidenciadas falhas de conectividade, ausência de tempo para alimentação do sistema em tempo real; sobre "Experimentação" a ausência de capacitação, a não experimentação prévia, forma abrupta de apresentação do sistema; na "Facilidade de Uso" a ausência de habilidade com a tecnologia, sistema detalhado e burocrático e o atributo "Vantagem Relativa" o e-SUS AB ser mais rápido e menos burocrático, traz maior segurança de dados, respaldo profissional e a digitação ser realizada pelo profissional que realizou a ação. Desta forma, esta pesquisa pode contribuir para reflexões, intervenções e novas investigações para atender aos problemas enfrentados no cotidiano do trabalho, quando da implantação de uma inovação tecnológica como o e-SUS AB e sua adoção/uso no SUS
Titre en anglais
Primary Health Care Information System and the use of eSUS AB as technological innovation.
Mots-clés en anglais
Diffusion of Innovation
Health Information Systems
Primary Health Care
Resumé en anglais
Innovation is the introduction of novelty or enhancement that results in new products, services, processes or which comprises the aggregation of new functionalities or characteristics of an existing product, service or process. The innovation may result in improvements and gain in quality or performance. In this context, e-SUS is considered a technological innovation. This study aims to analyze the adoption/use of e-SUS AB, as a technological innovation, from the perspective of the professionals of the Primary Health Care teams. It is set up as a mixed methods research with Sequential Explanatory Design (QUAN -> qual) developed in two steps. This type of research design is given by the collection and analysis of quantitative data in a first stage of the research, followed by collection and analysis of qualitative data developed on the initial quantitative results. The population consisted of 114 professionals from the health teams of 15 Basic Health Units (UBS) from seven municipalities that compose the Regional Health Department XIII (DRS XIII). The data were collected in two stages: first was applied a questionnaire validated in Brazil with the attributes ("Relative Advantage", "Compatibility", "Trialability", "Ease of Use", "Image", "Voluntariness of use", "Visibility" and " Profitability Analysis") of the Rogers Innovation Diffusion Theory and analyzed through Structural Equation Modeling. Secondly, semi-structured interviews were conducted with professionals from two UBSs drawn in the larger municipality. In the results, the attributes "Trialability", "Ease of use", "Relative advantage" and "Compatibility" did not present statistical significance indicating that they were not determinant factors for the adoption/use of the e-SUS AB,, while "Statement of Results", "Image" and "Voluntary use " were significant in the first phase of the study. In the second phase, the interviews, aiming better understanding of the attributes that did not influence the adoption/use of the e-SUS AB, allowed us to reach three thematic categories: 1- The [DES] preparation for adoption/use of technological innovation; 2- [DES] advantages in adopting technological innovation and 3- Use of eSUS AB: voluntariness or arbitrariness?. With the merger of the two steps (QUAN -> qual) regarding the "Compatibility" attribute, there were evidences of connectivity failures, lack of time to feed the system in real time. In the "Trialability" we observed the lack of training, no previous Trialability, abrupt form of presentation of the system. In the "Ease of Use" we observed the lack of skill with the technology, detailed and bureaucratic system. The attribute "Relative Advantage" e-SUS AB seems to be faster and with less bureaucratic, bringing greater data security, professional support and typing to be performed by the professional who carried out the action. Although the professionals identify weaknesses for the adoption/use of innovation e-SUS AB, they can see potentialities in their adoption/use. In this way, this research can contribute to reflections, interventions and new investigations to address the problems faced in the daily work, when implementing a technological innovation such as e-SUS AB and its adoption/use in the SUS, as well as with the National Policy of Information and Informatics in Health
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2019-11-07
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.