• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-16012013-094708
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Marcos Gil
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Gomes-sponholz, Flávia Azevedo (Presidente)
Furtado, Maria Cândida de Carvalho
Santos, Jair Licio Ferreira
Título em português
Estudo de mortalidade de mulheres em idade reprodutiva no município de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, Brasil
Palavras-chave em português
Atestado de óbito
Causas básica de morte
Mortalidade
Resumo em português
Os óbitos de mulheres em idade reprodutiva correspondem a 16% do total de óbitos femininos em todo o Brasil, indicando a dificuldade dos serviços de saúde em implementar ações baseadas na atenção integral à saúde da mulher no Sistema Único de Saúde, sob o enfoque ampliado da assistência, incorporando a perspectiva de gênero. Objetivo: analisar óbitos de mulheres em idade reprodutiva, residentes em Ribeirão Preto-SP, no período de 2007 a 2009, com ênfase nas causas de morte. Método: foram analisadas 532 Declarações de Óbito (DO) de mulheres de 10 a 49 anos residentes no município de Ribeirão Preto/SP que foram a óbito no período de 2007 a 2009, obtidas por meio do Comitê Municipal de Prevenção da Mortalidade Materna para transcrição integral dos dados. As mortes foram classificadas em maternas declaradas, não maternas e presumíveis. Procedeu-se com a análise dos dados com o software STATA, codificação das causas de acordo com a CID 10 e seleção da causa básica de óbito. Resultados: Os principais grupos de causas de morte foram: neoplasias 137 (26%), doenças do aparelho circulatório 94 (18%), doenças infecciosas e parasitárias 67 (13%) e causas externas 65 (12%). As mortes por causas maternas representaram a antepenúltima causa de óbito. Foram identificadas, após análise dos campos preenchidos na DO, 467 (88%) mortes não maternas, 5 (1%) mortes maternas declaradas e 60 (11%) mortes maternas presumíveis. Conclusão: O padrão de mortalidade do município é semelhante ao do país, apontando a necessidade de incrementar ações nas três esferas de governo voltadas para a saúde da população feminina. Conhecer o perfil de mortalidade de mulheres em idade reprodutiva possibilita a compreensão de suas principais demandas e problemas de saúde oferecendo subsídios para o planejamento de ações focadas em reduzir mortes por causas evitáveis.
Título em inglês
Study of women mortality in reproductive age in Ribeirao Preto, State of Sao Paulo, Brazil
Palavras-chave em inglês
Causes of death
Deaths certificates
Mortality
Resumo em inglês
The deaths of women in reproductive age represent 16% of all female deaths in Brazil, indicating the difficulty of health services to implement actions based on comprehensive health care of women in the National Health System, under the approach extended care, incorporating a gender perspective. Objective: To analyze deaths of women in reproductive age residing in Ribeirao Preto-SP, in the period of 2007 to 2009, focusing on causes of death. Method: We analyzed 532 Death Certificates of women aged 10 to 49 years residing in Ribeirao Preto - SP who died in the period 2007 to 2009, obtained through the Municipal Committee for the Prevention of Maternal Mortality for transcription full of data. The deaths were classified as declared maternal, not maternal and presumed. Proceeded with the analysis of the data with STATA software, coding causes according to ICD 10 and selecting the underlying cause of death. Results: The main groups of causes of death were neoplasms 137 (26%), circulatory diseases 94 (18%), infectious and parasitic diseases 67 (13%) and external causes 65 (12%). Deaths from maternal causes represented the antepenultimate cause of death. Were identified after analysis of the fields filled in Death Certificates, 467 (88%) not maternal deaths, 5 (1%) declared maternal and 60 (11%) presumed maternal deaths. Conclusion: The pattern of mortality in the municipality is similar to the country, pointing to the need for increased action in the three spheres of government focused on the health of the female population. Knowing the profile of women mortality in reproductive age furthers our understanding of their main demands and health problems, offering support for the planning of actions focused on reducing deaths from preventable causes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MARIANAMARCOSGIL.PDF (282.47 Kbytes)
Data de Publicação
2013-01-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.