• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2019.tde-18032019-193432
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Augusto Moraes Arcoverde
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Arcêncio, Ricardo Alexandre (Presidente)
Chiaravalloti Neto, Francisco
Palha, Pedro Fredemir
Svoboda, Walfrido Kuhl
Título em português
Mortalidade por tuberculose e tuberculose-HIV, sua relação espacial com os determinantes sociais e tendência temporal: uma abordagem multimétodo em Foz do Iguaçu, PR
Palavras-chave em português
Análise espacial saúde na fronteira
Coinfecção pelo HIV
Determinantes sociais da saúde
Taxa de mortalidade
Resumo em português
A tuberculose (TB) é um grave problema de saúde pública, acometendo milhares de pessoas, principalmente em populações ou grupos menos favorecidos. A região de fronteira, devido ao aumento do fluxo de pessoas, constitui um desafio para o controle da TB. Nesse contexto, o objetivo geral do trabalho foi "Analisar a relação espacial de determinantes sociais da saúde com a mortalidade por TB e por TB-HIV e tendência temporal desses eventos em Foz do Iguaçu, PR". Como abordagem teórica, foi utilizado o marco conceitual dos Determinantes Sociais da Saúde. Trata-se de um estudo ecológico com aplicação de múltiplos métodos de análise. A população consistiu de casos de óbitos por TB como causa básica e TB associado com HIV (coinfecção TB-HIV) residentes em Foz do Iguaçu, no período de 2004 a 2015 e as unidades de análise foram os setores censitários urbanos. Os dados referentes aos óbitos foram coletados no Sistema de Informação de Mortalidade (SIM). As variáveis originais que representaram os determinantes sociais foram coletadas do Censo Demográfico 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Quanto aos métodos de análises, foram realizadas análise descritiva dos óbitos, Estimador de densidade Kernel, estatística de varredura, distribuição e análise estatística das taxas de mortalidade, análise de dependência espacial (I Moran), Associação espacial (Índice Local de Associação Espacial - LISA e Gi*), Regressão Geograficamente Ponderada [RGP, em inglês - Geographically Weighted Regression (GWR)] e análise de tendência temporal (regressão temporal Prais-Wistein). Os resultados da análise descritiva demonstraram que dos 130 casos de óbitos no período, 74 ocorreram por TB como causa básica e 56 pela coinfecção TB-HIV. Para os dois grupos estudados a maioria era homens [TB = 53 (71,6%); TB-HIV = 43 (76,8%)], de raça/cor de pele branca [TB = 51 (68,9%); TB-HIV = 43 (76,8)], solteiros [TB = 36 (48,6%); TB-HIV = 35 (62,5%)], com ensino fundamental [TB = 34 (45,9%); TB-HIV = 25 (44,6%)] e com TB pulmonar [TB = 67 (90,5%); TB-HIV = 48 (85,7%)]. Os óbitos pela coinfecção TBHIV foram mais jovem em relação aos óbitos por TB. A técnica de estimador de densidade Kernel demonstrou pontos quentes para os óbitos por TB nas regiões Leste e Sul, enquanto que para os óbitos de TB-HIV foram as regiões Norte, Nordeste, Leste e Sul. A estatística de varredura apontou um cluster de risco relativo espacial aumentado 5,07 (IC95% 1,79 - 14,30) na região leste. As taxas de mortalidade foram 2,2/100mil hab. para TB e 1,8/100mil hab. para TB-HIV. A partir da técnica Gi*, observou-se que a taxa de mortalidade por TB apresentou áreas quentes na região Sul, Leste e Central, enquanto que a taxa de mortalidade por TB-HIV apresentou nas regiões Norte, Nordeste e Leste. A associação bivariada (LISA) demonstrou que o padrão predominante foi a associação das altas taxas de uma mortalidade com a baixa taxa da outra, ou seja, alto-baixo (High-Low) e baixo-alto (Low-High). Ocorreu ainda associação do padrão alto-alto (High-High), não sendo observado a associação baixobaixo. A associação local (LISA) entre os determinantes sociais e a mortalidade por TB apontou a renda, cor de pele e densidade de moradores por domicílio como fatores associados. Já em relação a taxa de mortalidade por TB-HIV, a técnica GWR, os determinantes indicados foram renda, raça/cor de pele parda e esgoto a céu aberto. Em relação à tendência temporal, observou-se um crescimento da mortalidade de TB em pessoas de raça/cor de pele parda. Os resultados contribuem para reflexão sobre a relevância da adoção de estratégias intersetoriais para a redução das desigualdades sociais afim de evitar as mortes por TB e TB-HIV em territórcios com grande vulnerabilidade
Título em inglês
Mortality due to tuberculosis and HIV-tuberculosis, its spatial relationship with social determinants and temporal trend: a multi-method approach in Foz do Iguaçu, PR
Palavras-chave em inglês
Border health
HIV coinfection
Mortality rate
Social determinants of health
Spatial analysis
Resumo em inglês
Tuberculosis (TB) is a serious public health problem, affecting thousands of people, especially in disadvantaged populations or groups. Border regions constitute a challenge for the control of TB, due to the constant increase in the flow of people. In this context, the general objective of this study was to "Analyze the spatial relationship of social determinants of health with mortality from TB and HIV-TB and its temporal tendency in Foz do Iguassu, PR". As a theoretical approach, the study opted for the conceptual framework of the Social Determinants of Health. It is an ecological study with application of multiple methods of analysis. The population of this study consisted of cases of deaths due to TB as a basic cause and TB associated with HIV (TB-HIV co-infection) residing in Foz do Iguassu, from 2004 to 2015, and the analysis units were the urban census tracts. Data on deaths were collected in the Mortality Information System (SIM). The original variables that represented the social determinants were collected from the 2010 Demographic Census of the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). As for the methods of analysis, this study focused on descriptive analysis of deaths, Kernel Density Estimator, Scan Statistics, Distribution and statistical analysis of mortality rates, spatial dependence (I Moran), Spatial Association (Local Spatial Association Index - LISA and Gi *), Geographically Weighted Regression (GWR) and temporal trend analysis (Prais-Wistein temporal regression). The results of the descriptive analysis showed that of the 130 cases of death in the period, 74 occurred because of TB as the basic cause and 56 because of TB-HIV co-infection. For the two groups studied the majority were men [TB = 53 (71,6%); TB-HIV = 43 (76,8%)], of race/color of white skin [TB = 51 (68,9%); TB-HIV = 43 (76,8)], single [TB = 36 (48,6%); TB-HIV = 35 (62,5%)], with elementary education (TB = 34 (45,9%); TB-HIV = 25 (44,6%)) and with pulmonary TB [TB = 67 (90,5%); TBHIV = 48 (85,7%)]. Deaths from TB-HIV coinfection were younger in relation to TB deaths. The Kernel intensity estimator technique demonstrated hot spots for TB deaths in the eastern and southern regions, while for the deaths of HIV-TB were the north, northeast, east and south. The scan statistic pointed to a cluster of spatial relative risk increased by 5.07 (95% CI 1.79 - 14.30) in the eastern region. Mortality rates were 2.2/100mil for TB and 1.8 / 100 thousand inhabitants for HIV-TB. From the Gi * technique, it was observed that the TB mortality rate presented hot areas in the south, east and central regions, while the mortality rate due to TB-HIV presented in the north, northeast and east regions. The bivariate association (LISA) showed that the predominant pattern was the association of the high rates of one mortality with the low rate of the other, that is, high-low and low-high. There was also association of the highhigh pattern, and the low-low association was not observed. The local association (LISA) between the social determinants and the mortality by TB indicated the income, skin color and density of residents per household as associated factors. Regarding the mortality rate due to HIV-TB, the GWR technique, the determinants indicated were income, race / color of brown skin and open sewage. Regarding the temporal trend, there was an increase in the mortality of TB in people of race / color of brown skin. The bivariate association (LISA) showed that the predominant pattern was the association of the high rates of one mortality with the low rate of the other, that is, high-low and low-high. There was also association of the high-high pattern, and the low-low association was not observed. The local association (LISA) between the social determinants and the mortality by TB indicated the income, skin color and density of residents per household as associated factors. Regarding the mortality rate due to HIVTB, the GWR technique, the determinants indicated were income, race / color of brown skin and open sewage. Regarding the temporal trend, there was an increase in the mortality of TB in people of race / color of brown skin. Regarding the temporal trend, there was an increase in the mortality of TB in people of race / color of brown skin. The results contribute to a reflection on the relevance of adopting intersectoral strategies to reduce social inequalities in order to avoid deaths due to TB and HIV-TB in highly vulnerable territories
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.