• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-27032012-155354
Documento
Autor
Nome completo
Michelly Rodrigues Esteves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Maria das Graças Bomfim de (Presidente)
Silva, Lygia Maria Pereira da
Silva, Marta Angélica Iossi
Título em português
Um olhar sobre a rede social no enfrentamento da violência escolar nas instituições de ensino médio de Alfenas-MG
Palavras-chave em português
Escolas
Redes sociais
Violência
Resumo em português
A violência é um fenômeno sócio-histórico que acompanha a trajetória da humanidade, possui diferentes tipos e geralmente é identificada com dificuldade. Suas manifestações são inúmeras e atingem todos os domínios da vida social. Nesse aspecto, observamos a crescente preocupação com a violência escolar. A interação entre escola, família e comunidade, assim como a possibilidade de se estabelecer uma rede social, constitui-se em um fator relevante para a proteção e o desenvolvimento das habilidades sociais na infância e adolescência bem como para a efetiva atenção à violência no contexto escolar. Este estudo teve como objetivo identificar e analisar as redes sociais em torno das escolas de ensino médio pertencentes à rede estadual de Alfenas-MG para o enfrentamento dos casos de violência escolar. Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, de abordagem qualitativa. O campo de estudo foi composto por seis escolas urbanas públicas de ensino médio do município de Alfenas-MG e os sujeitos, nove supervisores pedagógicos das referidas escolas. Os instrumentos de coleta de dados foram o Mapa Mínimo da Rede Social Institucional e a entrevista semiestruturada. A análise dos dados ocorreu apoiada no referencial de Análise de Conteúdo, modalidade Temática, identificando os seguintes Núcleos Temáticos: A Escola e a Violência; Enfrentamento da Violência Escolar. O segundo Núcleo Temático teve como subtemas: Ações Internas e A Atuação em Rede. O fenômeno violência é compreendido com dificuldade e vários atos não são percebidos como violentos. As escolas aplicam advertência verbal ou escrita, comunicam pais ou responsáveis e entram em contato com Conselho Tutelar, Guarda Municipal e Promotoria Pública. No que se refere à atuação em rede, Conselho Tutelar, Promotoria Pública, Guarda Municipal, Prefeitura Municipal e universidades surgiram como apoio para o enfrentamento da violência escolar. Constatamos um número reduzido de vínculos e a fragilidade significativa entre aqueles existentes. Observamos a necessidade de estratégias voltadas à orientação de alunos, funcionários, famílias e comunidade para o enfrentamento das violências que ocorrem no âmbito escolar, sendo preciso o fortalecimento das redes sociais.
Título em inglês
A look at the social network in the fight against school violence in high schools in Alfenas-MG
Palavras-chave em inglês
Schools
Social networks
Violence
Resumo em inglês
Violence is a social-historical phenomenon that accompanies the history of mankind, has different types and is generally difficulty to be identified. Its manifestations are numerous and affect all areas of life. In this regard, can be noted the growing concern on school violence. The interaction among school, family and community as well as the possibility of establishing a social network, constitutes a relevant factor in the protection and development of social skills in childhood and adolescence as well as for effective attention to violence in the school context. This study was aimed to identify and analyze social networks around the state high schools in Alfenas-MG in the dealing against cases of school violence. It is a descriptive research, exploratory, with qualitative approach. The field study consisted of six urban public schools in Alfenas-MG and the subjects were nine educational supervisors of those schools. The instruments for data collection were the Minimun Map of the Institutional Social Network and the semi-structured interview. The data analysis was supported in the frame of Content Analysis, Thematic modality, identifying the following Core Themes: The School and The Violence; Fight Against School Violence. The second Core Theme was divided in sub-themes: Internal Actions and Acting in Network. The phenomenon of violence is understood with difficulty and some actions are not perceived as violent. The schools conduct verbal or written warning, communicate the parents or guardians, come in contact with Child Protection Council, the Municipal Guard and the Public Prosecutor. Regarding the action in network, Child Protection Council, Public Prosecutor, Municipal Guard, City Hall and universities have emerged as support for the fight against school violence. Were found a small number of links and the significant weaknesses between those existing. It could be seen the need of strategies for orientation of students, staff, families and communities to confront the violence occurring in schools, requiring the strengthening of social networks.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.