• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2017.tde-28032017-153644
Documento
Autor
Nome completo
Letícia Silva de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Rocha, Fernanda Ludmilla Rossi (Presidente)
Camelo, Sílvia Helena Henriques
Mininel, Vivian Aline
Sousa, Fernanda Raphael Escobar Gimenes de
Título em português
Clima organizacional e ocorrência de acidentes com materiais perfurocortantes num hospital público do Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Acidentes de trabalho
Agulhas
Cultura organizacional
Enfermagem
Saúde do trabalhador
Segurança do paciente
Resumo em português
Atualmente, a avaliação do clima organizacional tem sido considerada importante ferramenta de gestão nas instituições de saúde. O objetivo deste estudo foi avaliar o clima organizacional e a sua relação com a ocorrência de acidentes de trabalho com material perfurocortante entre os profissionais de enfermagem em um hospital público de média complexidade do interior do Estado de São Paulo. Trata-se de um estudo de abordagem quantitativa, descritivo e transversal. Para a coleta de dados, foi utilizada a versão validada e adaptada para o contexto brasileiro do Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) - Short Form, denominada Questionário de Atitudes de Segurança - QAS. Por meio do QAS foi possível avaliar a percepção dos trabalhadores acerca do clima de trabalho em equipe, clima de segurança, satisfação profissional, percepção do estresse, ações da gerência quanto às questões de segurança e as condições de trabalho. As respostas foram dadas por meio da escala Likert de cinco pontos e o processamento e a análise dos dados foram realizados com o auxílio do programa Statistical Package for Social Science (SPSS), versão 17.0. Para relacionar o clima organizacional com a ocorrência de acidentes de trabalho, inicialmente, foi realizado levantamento junto ao Serviço Especializado de Medicina e Segurança do Trabalho - SESMT dos registros de acidentes de trabalho ocorridos no período 2008-2014 e foram identificados os trabalhadores de enfermagem vítimas desses acidentes. Após este levantamento, foram constituídos dois grupos: Grupo 1 - profissionais de enfermagem que sofreram acidentes de trabalho envolvendo perfurocortantes; Grupo 2 - profissionais de enfermagem que não sofreram acidente de trabalho com perfurocortantes. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva com testes de comparação entre as variáveis dos grupos. A amostra do estudo foi constituída por 116 participantes, técnicos de enfermagem e enfermeiros atuantes em unidades de internação hospitalar, sendo o Grupo 1 composto por 21 participantes e o Grupo 2 composto por 95 participantes. Predominaram participantes do sexo feminino, técnicos de enfermagem e profissionais com cinco a 10 anos de atuação na instituição. A percepção dos participantes quanto ao clima organizacional foi considerada desfavorável; no entanto, foi considerada satisfação no trabalho pela maioria dos participantes. Os resultados não indicaram relação direta entre o clima organizacional e a ocorrência de acidentes com perfurocortante, mas foi possível observar que o grupo que não sofreu acidentes apresentou maior satisfação no trabalho. Considera-se que este estudo permitiu ampliar o conhecimento acerca da percepção de profissionais de enfermagem sobre o clima organizacional, contribuindo para a discussão sobre formas de melhoria da assistência segura, de redução de eventos adversos e sobre a qualidade da assistência de enfermagem
Título em inglês
Organizational climate and occurrence of sharps injuries in a hospital in São Paulo State
Palavras-chave em inglês
Needlestick
Nursing
Occupational accidents
Occupational health
Organizational culture
Patient safety
Resumo em inglês
Recently, evaluation of organizational climate has been considered an important management tool in health institutions. The aim of this study was to evaluate the organizational climate and its relationship with the occurrence of accidents with needlestick materials among nursing professionals in a public hospital of medium complexity in the state of São Paulo. It is a study of quantitative, descriptive and cross-sectoral approach. The instrument Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) was used - Short Form, 2006, validated and adapted version for the Portuguese language (Safety Attitudes Questionnaire - QAS). Through the areas of QAS was possible to assess attitudes about the working environment in staff, safety climate, job satisfaction, perceived stress, management actions regarding safety issues and working conditions. The answers were given by Likert scale of five points, processing and data analysis was performed with the aid of the Statistical Package for Social Sciences (SPSS) version 17.0. To relate the organizational climate with the occurrence of accidents with sharps survey was carried out by the Specialized Service of Medicine and Safety - SESMT with records of work accidents in the period 2008-2014 and workers were identified nursing victims of these accidents. Constituted two groups: Group 1 - nursing professionals who were victims of work accidents involving sharps; Group 2 - nursing professionals who did not undergo occupational accidents with needlestick during the study period. After conformal groups, the data analysis was performed using descriptive statistics with correlation tests between the variables of the groups in order to analyze possible relationship between accidents and the adoption of safety measures by the professional. The study sample consisted of 116 participants, nursing technicians and nurses working in hospital units. Group 1 consisted of 21 participants and Group 2 consists of 95 participants. Predominated female participants, nursing technicians and professionals with five to 10 years of experience in this institution. The perception of the participants about the organizational climate was considered unfavorable, however it was observed that job satisfaction was evidenced by most of the participants, demonstrating how they feel during the exercise of the profession in this institution. On the relationship between organizational climate and the occurrence of accidents with needlestick materials, the results indicated no direct relationship between organizational climate and the occurrence of such accidents, however it was observed that the group that did not suffer sharps injuries was the group that presented greater job satisfaction. Thus, this study promotes the opportunity to meet the professionals' perception of the organizational climate and can contribute to improvement of safe care, reduce adverse events and improve the quality of patient care
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-07-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.