• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2016.tde-24052016-121811
Documento
Autor
Nome completo
Aline Galvão dos Santos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Raggio, Daniela Prócida (Presidente)
Calvo, Ana Flávia Bissoto
Navarro, Ricardo Scarparo
Título em português
Influência da densidade tubular em diferentes profundidades dentinárias na estabilidade de união de cimentos de iônomero de vidro
Palavras-chave em português
Cimentos de ionômero de vidro
Densidade tubular
Estabilidade de união
Resistência ao microcisalhamento
Resumo em português
O objetivo do estudo foi avaliar a influência da densidade tubular em diferentes profundidades dentinárias na estabilidade de união de dois cimentos de ionômero de vidro (CIV) de alta viscosidade. Vinte terceiros molares foram alocados em 6 grupos experimentais, de acordo com a profundidade da dentina - proximal, oclusal superficial ou oclusal profunda, e os CIVs - Fuji IX (GC Corp.) e Ketac(TM) Molar Easy Mix (3M/ESPE). Inicialmente os dentes foram cortados a fim de se obter fatias de aproximadamente 1 mm de espessura de dentina proximal, oclusal superficial e profunda. Em seguida, foi realizado uma análise topográfica das secções das diferentes superfícies e profundidades em microscopia confocal a laser (100X) para obtenção das médias da densidade tubular em cada profundidade. Cânulas de polietileno foram então posicionadas sobre as secções de dentina pré-tratadas e preenchidas pelos CIVs. Os espécimes foram armazenados em água destilada por 24 h e 12 meses a 37°C, em seguida foram submetidos ao ensaio de microcisalhamento (0,5 mm/min). Após o ensaio, foi realizada a análise do padrão de fratura em estereomicroscópio (400X). Os dados obtidos foram submetidos à Análise de Variância para dados repetidos, seguido do teste de Tukey (?=5%). Verificamos que a densidade dos túbulos dentinários, em diferentes profundidades de molares permanentes, é inversamente proporcional a resistência de união de cimentos de ionômero de vidro de alta viscosidade. Foi ainda observado em todos os grupos que a resistência de união após 24 horas é maior do que em 12 meses, indicando degradação da interface adesiva ao longo do tempo.
Título em inglês
Influence of tubular density in diferent dentin depths in bonding stability of glass ionomer cements
Palavras-chave em inglês
Bonding stability
Glass ionomer cement
Microshear resistence
Tubular density
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the influence of dentin tubule density of different depths in the bond stability of two high viscous glass ionomer cements (GIC). Twenty (third) molars were assigned into 6 experimental groups, according to the depth of dentin - proximal, superficial or deep occlusal occlusal and the GICs - Fuji IX (GC Corp.) and Ketac (TM) Molar Easy Mix (3M / ESPE). Initially, the teeth were cut to obtain slices approximately 1 mm thick for approximal, superficial and deep occlusal surfaces. Then it was performed a topographical analysis of sections of different depths surfaces and laser confocal microscopy (100X) to obtain averages of the tubular density at each depth. Polyethylene cannulae were then positioned on the pre-treated dentin sections and filled with GIC. The specimens were stored in distilled water for 24 h and 12 months at 37°C were then subjected to microshear bonding test (0.5 mm / min). After the test, a fracture analysis pattern was performed in stereomicroscope (400X). The data were submitted to ANOVA for repeated measures followed by the Tukey test (? = 5%). We found that the density of dentinal tubules at different depths of permanent molars, is inversely proportional to the bond strength of high viscosity glass ionomer cements. It was observed in all groups which bond strength after 24 hours is higher than in 12 months, indicating degradation of the interface over time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-06-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.