• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2014.tde-11072014-153726
Documento
Autor
Nome completo
Jéssika Barcellos Giuriato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Vieira, Glauco Fioranelli (Presidente)
Oda, Margareth
Sato, Claudio Tadaaki
Título em português
Estética em odontologia: percepções de acadêmicos de odontologia e pacientes
Palavras-chave em português
Educação em Odontologia
Estética Dental
Estudantes de odontologia
Pacientes
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento de estética facial e bucal adquirido pelos alunos no curso de odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP) e comparar com o que os pacientes que frequentam a Clínica Odontológica da FOUSP almejam como estética. Esse estudo foi realizado com 200 indivíduos de 18 a 50 anos, sendo: 100 (cem) pacientes, 50 (cinquenta) acadêmicos de primeiro ano e 50 (cinquenta) do último ano do curso de odontologia. Foram aplicados dois questionários aos grupos, um questionário sobre o perfil socioeconômico e um sobre a percepção estética. Os questionários são do tipo Escala Visual Analógica (VAS). Para medir a percepção do indivíduo sobre a estética foram abordados os seguintes aspectos: estética facial, como tipo de cabelo, tamanho dos olhos, forma da boca; e estética bucal, como posição, tamanho e forma dos dentes, gengiva e lábios. De acordo com os resultados obtidos por meio dos questionários foi possível comparar e correlacionar os grupos analisados utilizando os testes ANOVA e qui-quadrado. Após a análise estatística observou-se que não houve diferença estatisticamente significante (p=0,49) entre as respostas apresentadas pelos alunos tanto em relação à estética bucal, quanto em relação à estética facial. Na análise comparativa entre alunos e pacientes, pode-se observar que houve diferença entre à percepção bucal (p<0,001), mas não quanto à facial (p=0,26). Na amostra estudada observou-se que a resposta do grupo de pacientes comparada a dos estudantes divergiu significantemente. Este resultado pode ser atribuído ao fato dos estudantes observarem com mais rigor a questão da estética dental/bucal, enquanto o grupo de pacientes valorizarem mais a estética facial, buscando a harmonia do conjunto. Cabe ressaltar que os fatores que influenciaram nas respostas apresentadas nos questionários foram à idade, classe econômica e grau de escolaridade. Entender como o paciente enxerga estética e o que ele almeja quando se submete a um procedimento é importante para que o profissional realize um trabalho que satisfaça e eleve a autoestima deste paciente. Tendo isso em mente, o presente trabalho pode contribuir para nortear os profissionais da área quanto ao foco que devem ter ao realizar um procedimento estético, ou seja, entender o que o paciente busca e, concomitantemente, realizá-lo com as necessidades funcionais.
Título em inglês
Dental aesthetics: perceptions of patients and dental students, University of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Dental Patients
Dental Students
Education
Esthetics Dental
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the knowledge of facial and oral aesthetics acquired by students in the course of Dentistry Faculty of Dentistry, University of São Paulo (FOUSP) and compare it with what the patients attending the Dental Clinic aims FOUSP as aesthetics. This study was conducted with 200 subjects aged 18 to 50 years, as follows: one hundred (100) patients, fifty (50) students of first year and fifty (50) of the final year of dentistry. Two questionnaires to groups, a questionnaire on socioeconomic and one on the aesthetic perception were applied. Questionnaires are the type Visual Analogue Scale (VAS). To measure the individual's perception of aesthetics the following aspects were addressed: facial aesthetics such as hair type, eye size, mouth shape; and oral aesthetics, such as position, size and shape of the teeth, gums and lips. According to the results obtained through the questionnaires was possible to compare and correlate the groups analyzed using ANOVA and chi-square tests. After statistical analysis revealed that there was no statistically significant difference (p = 0.49) between the responses given by students in relation to both oral aesthetics, and in relation to facial aesthetics. The comparative analysis between students and patients, it can be observed that there were differences between the oral perception (p < 0.001), but not regarding facial (p = 0.26). In this sample we observed that the response of the patient group compared to the students diverged significantly. This result can be attributed to the fact that students observe more strictly the issue of dental/oral aesthetics, while the group of patients give greater facial aesthetics, seeking the harmony of the whole. Note that the factors that influenced the answers given in the questionnaire were age, economic status and educational level. Understand how the patient sees aesthetics and he craves when it undergoes a procedure is important for the provider performs a job that fits and raise the self-esteem of the patient. Keeping this in mind, the present study may contribute to guide the professionals about the focus that should have when performing an aesthetic procedure, ie, to understand what the patient looks and concomitantly performing it with operational requirements.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-09-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.