• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Giovanni Aguirra Liberatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Rios, Luciana Fávaro Francisconi dos (Presidente)
D'Alpino, Paulo Henrique Perlatti
Freitas, Maria Cristina Carvalho de Almendra
Wang, Linda
Título em português
Resistência de união à dentina erodida e erodido-abrasionada em função da aplicação de clorexidina para controle do desgaste
Palavras-chave em português
Abrasão Dentária
Adesivos Dentinários
Dentina
Desgaste Dentário
Digluconato de Clorexidina
Erosão Dentária
Inibidores de Proteases
Resistência de União
Resumo em português
O estabelecimento de interfaces adesivas no substrato dentinário artificialmente erodido, conceitualmente pobre em minerais, revestido por matriz orgânica exposta, é pouco promissor. Por ora, tornam-no similar àquele verificado para a dentina normal/hígida apenas a asperização ou, quando do uso de adesivos universais, a desproteinização com hipoclorito de sódio. Manter a camada de fibrilas colágenas, por meio do uso de inibidores de proteinases, talvez mesmo que compactada por abrasão, pode, porém, ser conveniente, já que desempenha importante papel nos processos de des e remineralização, inclusive contendo a progressão do desgaste erosivo e erosivo-abrasivo, e no estabelecimento de uma camada híbrida propriamente dita. Avaliou-se, pois, de imediato, a resistência de união do conjunto sistema adesivo condicione e lave simplificado-resina composta à dentina, considerando-se como fatores experimentais a condição desse substrato, em três níveis (N: normal; E: erodido; EA: erodido-abrasionado), e a aplicação de um gel para prevenção/controle do desgaste erosivo em três níveis (C: controle/sem aplicação; P: placebo/sem princípio ativo; CHX: digluconato de clorexidina a 0,12%). Para determinação do substrato normal, a dentina superficial oclusal de terceiros molares foi apenas submetida à ação de uma lixa de SiC (#600; 1 min; N); para a do erodido e do erodidoabrasionado, sequencialmente, de pronto, a desafio erosivo inicial (Coca-Cola®; 5 min). Aplicou-se sobre ela, então, ou não (controle/sem aplicação), um dos géis: placebo/sem princípio ativo; ou à base de CHX a 0,12%. Aquela de início desmineralizada ainda foi submetida à ciclagem de pH (Coca-Cola®; imersões de 5 min, 3x/dia, 5 dias), determinando-se, fatidicamente, o substrato erodido (E), ou a ciclagem de pH associada a escovação (escova elétrica/dentifrício com flúor diluído em água, 2,5 N, 30 s, 2x/dia, após 1º e último desafios ácidos), determinando-se o substrato erodido-abrasionado (EA). Após condicionamento (H3PO4 a 37%; 15 s; lavagem 30 s; secagem com papel absorvente), o adesivo AdperTM Single Bond 2® foi aplicado em todos os espécimes e a porção coronária, reconstruída com a resina FiltekTM Z350®. Transcorridas 24 h (água destilada / 37?C), os espécimes foram seccionados em palitos e testados (?TBS; 0,5 mm/min). Os valores de RU obtidos foram organizados considerando-se cada dente como unidade experimental e os testes de Análise de Variância a 2 critérios e de Tukey, aplicados (?=0,05). Um dente extra para cada grupo foi tratado exatamente como os outros, mas o corante fluorescente rodamina B foi previamente adicionado (0,16 mg/mL) ao sistema adesivo para permitir a avaliação qualitativa da interface adesiva por meio de Microscopia Confocal de Varredura a Laser. Diferentemente da variável aplicação de géis para prevenção/controle do desgaste erosivo (p=0,359), a variável condição do substrato dentinário exerceu influência significante sobre os resultados (p<0,001). Ademais, não houve interação entre elas (p=0,856). Os valores imediatos de RU ao substrato erodido e ao erodido-abrasionado, equivalentes entre si, foram sempre inferiores àqueles ao substrato normal, independentemente da aplicação, ou não, do gel de CHX, ou placebo, para prevenção/controle do desgaste erosivo. No tocante ao padrão de fratura dos palitos testados, as falhas adesivas e mistas foram predominantes em relação às coesivas, independentemente se em dentina ou em resina. Quanto à análise qualitativa, nota-se que tags resinosos se manifestam em maior número e comprimento nos substratos submetidos a desafio erosivo inicial, ou seja, o erodido e o erodido-abrasionado, independentemente da aplicação de qualquer estratégia para controle da progressão do desgaste. Dentre eles, para o substrato erodido, há uma identificável camada escura subjacente à de adesivo propriamente dito, entre os tags resinosos, representação da menor concentração de material marcado por rodamina B. Para o substrato erodido-abrasionado, verifica-se camada híbrida devidamente expressa por anuviado vermelho subjacente à camada de adesivo, mais e menos espessa, respectivamente, que a estabelecida no substrato normal e erodido. Destarte, conclui-se que o gel de CHX não foi capaz de determinar, por meio da preservação/controle do desgaste erosivo, ou erosivo-abrasivo, substrato tão favorável à adesão com os materiais resinosos quanto o normal, mesmo que não o tenha desajudado ainda mais.
Título em inglês
Bond strength to eroded and eroded-abraded dentin depending on the application of chlorhexidine for the control of tooth wear
Palavras-chave em inglês
Bond Strength
Dentin
Dentin-Bonding Agents
Protease Inhibitors, Tooth Abrasion
Tooth Erosion
Tooth Wear, Chlorhexidine Digluconate
Resumo em inglês
The establishment of adhesive interfaces on artificially eroded dentin substrate, conceptually poor in minerals, coated with an exposed organic matrix, is little promising. For the time being, only diamond bur surface roughening and deproteinization with sodium hypochlorite, when universal adhesives are used, make it similar to the obtained for normal/sound dentin. Maintaining the layer of collagen fibrils, using protease inhibitors, perhaps even when compressed by abrasion, may, however, be convenient, since it plays an important role in the demineralization and remineralization processes, including the erosive and erosive-abrasive wear progression, and in establishing a hybrid layer itself. The aim of this study was to evaluate, immediately, bond strength (BS) of an etch-and-rinse adhesive system plus a composite to dentin, considering the condition of its substrate in three levels (N: normal; E: eroded; EA: eroded-abraded), and the application of a gel for the prevention/control of the erosive wear in three levels (C: control / without application, P: placebo / without an active principle, and CHX: 0.12% chlorhexidine digluconate). To determine the normal substrate, occlusal dentin from third molars was subjected solely to the action of a SiC sandpaper (# 600; 1 min; N); to determine the eroded and eroded-abraded, it was sequentially, and readily, subjected to an initial erosive challenge (Coca-Cola®, 5 min). One of the gels were applied, or not (control / without application), on it: placebo / without active principle; or containing 0.12% CHX. The initial demineralized one was still submitted to a pH cycling (Coca-Cola®, immersions of 5 min, 3x /day, 5 days), determining the eroded substrate (E), or to the pH cycling associated to brushing (electric toothbrush/fluoride toothpaste diluted in water, 2.5 N, 30 s, 2x/day, after 1st and last acid challenges), determining the eroded-abraded substrate (EA). After acid-etching (37% H3PO4, 15 sec, 30 sec washing, drying with absorbent paper), Adper(TM) Single Bond 2® adhesive was applied to all specimens and resin composite buildups constructed with Filtek(TM)Z350®. After 24 h (distilled water / 37?C), specimens were sectioned in beams and tested (?TBS, 0.5 mm/min). BS values obtained were organized considering each tooth as an experimental unit and a twoway ANOVA and Tukey test, applied (?=0.05). An extra tooth for each group was treated exactly like the others, but rhodamine B fluorescent dye was previously added (0.16 mg / mL) to the adhesive system to allow qualitative evaluation of the adhesive interface by means of Confocal Laser Scanning Microscopy. Differently from the variable application of gels for prevention/control of erosive wear (p=0.359), the condition of the dentin substrate had a significant influence on the results (p<0.001). In addition, there was no interaction between them (p=0.856). Immediate BS values to eroded and eroded-abraded substrates, equivalent to each other, were always lower than that to the sound substrate, regardless of the application, or not, of the CHX or the placebo gel for prevention/control of erosive wear. Concerning the fracture pattern of the tested beams, adhesive and mixed failures were predominant in relation to the cohesive, regardless of whether in dentin or in resin composite. As for the qualitative analysis, it is noticed that resinous tags are manifested in greater number and length in the substrates submitted to erosive initial challenge, that is, eroded and erodedabraded substrates, regardless of the application of any strategy to control progression of wear. Among them, for the eroded substrate, there is an identifiable dark layer underlying that of the adhesive itself, among the resin tags, representing the lowest concentration of material marked by rhodamine B. For the eroded-abraded substrate, hybrid layer is duly expressed by a red blur underlying the layer of adhesive, more and less thick than that established in the normal and eroded substrates, respectively. Therefore, it is concluded that the CHX gel was not able to determine, while preserving/controlling the erosive or erosive-abrasive wear, a substrate as favorable to bonding with resinous materials as a sound one, even if it has not impaired it even more.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.