• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.23.2017.tde-10062017-111123
Documento
Autor
Nombre completo
Gisele Ebling Artes
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Witzel, Andréa Lusvarghi (Presidente)
Cordas, Taki Athanassios
Corrêa, Luciana
Romano, Marcelo Munhóes
Samuelian, Adrianna Loduca Ribeiro
Título en portugués
Influência da reabilitação oral na qualidade de vida de pacientes com bulimia e anorexia nervosa purgativa
Palabras clave en portugués
Anorexia nervosa
Bulimia nervosa
Qualidade de vida
Reabilitação Bucal
Transtornos Alimentares
Resumen en portugués
A proposta deste estudo foi avaliar alguns parâmetros clínicos (sensibilidade dental, IMC, condição periodontal, índice de erosão e a qualidade de vida) de pacientes com bulimia e anorexia nervosa purgativa, antes e depois da reabilitação oral. Também houve a pretensão de auxiliar esses pacientes, através da devolução da função e da estética, na motivação para o controle do transtorno alimentar, avaliada por meio da classificação da gravidade da doença. A casuística foi composta por 30 pacientes, com idade acima de 18 anos, ambos os gêneros, sendo que 20 receberam tratamento de reabilitação oral e foram classificados como grupo A1, e 10 (grupo A2) não continuaram o tratamento. Os pacientes, inicialmente, responderam à ficha de anamnese e a dois questionários, um para mensurar o impacto da saúde bucal na qualidade de vida (OHIP-14) e outro para avaliação apenas da qualidade de vida (WHOQOL-100). Foi avaliada presença de cáries, de erosão ácida, sensibilidade, condição periodontal e demais alterações da saúde bucal. Os pacientes do grupo A1 responderam novamente aos questionários após 30 dias do término do tratamento. Para análise dos dados foram utilizados os testes: t-Student, Wilcoxon, exato de Fisher e McNemar. As análises foram processadas no software estatístico IBM SPSS Statistics 20, e a significância estatística foi verificada para valores de p< 0,05 (5%). O transtorno alimentar que prevaleceu foi a bulimia nervosa (83,3%), o restante dos pacientes tinha o diagnóstico de anorexia nervosa purgativa. A média de idade dos pacientes foi de 30,67 anos, com média de idade de início do TA de 20,1 anos ±5,1 anos. A média do número de dentes cariados no grupo A2 foi bem maior do que o grupo A1, tendo pacientes com até 10 dentes cariados, mostrando que a condição de saúde bucal desses pacientes era pior. No grupo A1, antes do tratamento de reabilitação oral, 60 % dos pacientes necessitavam de raspagem e polimento, remoção de excesso de restaurações e orientação de higiene bucal, 35% apresentaram índice médio ou alto de erosão ácida, 80% relatavam sensibilidade e 95% praticavam a indução de vômitos após as refeições. Após o tratamento de reabilitação oral, apenas 50% dos pacientes relatou sensibilidade e 35% parou de vomitar, sendo que a classificação de gravidade da doença melhorou para esse grupo. Já no grupo A2, considera-se quanto à classificação da doença, 30% leve, 10% grave e 50% extrema. Através dos dois instrumentos o grupo A1 apresentou melhora na qualidade de vida após o tratamento de reabilitação oral, com diferenças significantes quando comparado ao grupo A2 através do WHOQOL-100 nos domínios 1 (p=0,009), 2 (p=0,013), e 3 (p=0,02). O tratamento de reabilitação oral influenciou na melhora da sensibilidade dental, na diminuição da frequência de vômitos autoinduzidos e na melhora da qualidade de vida de pacientes com Anorexia nervosa purgativa e Bulimia nervosa.
Título en inglés
Influence of oral rehabilitation on the quality of life of patients with Bulimia and Purgative Anorexia
Palabras clave en inglés
Anorexia Nervosa
Bulimia nervosa
Eating Disorders
Mouth Rehabilitation
Quality of life
Resumen en inglés
The purpose of this study was to evaluate some clinical parameters (dental sensibility, BMI, periodontal condition, erosion index and quality of life) of patients with bulimia and purgative anorexia nervosa, before and after mouth rehabilitation. There was also the intention to help these patients, through the return of function and aesthetics, in the motivation for the control of eating disorder, evaluated through the classification of the severity of the disease. The sample consisted of 30 patients, aged over 18 years, both genders, 20 of whom received full mouth rehabilitation treatment and were classified as A1, and 10 (group A2) did not continue treatment. Patients initially responded to the anamnesis form and two questionnaires, one to measure the impact of oral health on OHIP-14 quality of life and another to assess WHOQOL-100 quality of life only. The presence of cavities, acid erosion, sensitivity, periodontal condition and other changes in oral health were evaluated. Patients in group A1 responded to the questionnaires again 30 days after the end of treatment. To analyze the data, the following tests were used: t-Student, Wilcoxon, Fisher exact and McNemar. The analyzes were processed in the statistical software SPSS Statistics 20, and the statistical significance was verified for values of p <0.05 (5%). The prevailing eating disorder was bulimia nervosa (83.3%), the rest of the patients had a diagnosis of purgative anorexia nervosa. The mean age of the patients was 30.67 years, mean age at onset of TA was 20.1 years ± 5.1 years. The mean number of decayed teeth in the A2 group was much higher than the A1 group, with patients with up to 10 decayed teeth, showing that the oral health status of these patients was worse. In the A1 group, 60% of the patients required scaling and polishing, removal of excess restorations and orientation of oral hygiene, 35% presented medium or high acid erosion index, 80% reported sensitivity and 95% inducing vomiting after meals. After the mouth rehabilitation treatment, only 50% of the patients reported sensitivity and 35% stopped vomiting, and the severity rating of the disease improved for this group. In group A2, 30% are considered mild, 10% severe and 50% extreme, regarding the classification of the disease. The A1 group presented improvement in the quality of life after mouth rehabilitation treatment, with significant differences when compared to the A2 group through the WHOQOL-100 in domains 1 (p = 0.009), 2 (p = 0.013), and 3 (p = 0.02). Mouth rehabilitation treatment may influence the improvement of dental sensitivity, the reduction of the frequency of self-induced vomiting and the improvement of the quality of life of patients with purgative anorexia and bulimia nervosa.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-06-20
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.