• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2017.tde-07062017-163621
Documento
Autor
Nome completo
Yvette Alania Salazar
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Braga, Roberto Ruggiero (Presidente)
Cenci, Maximiliano Sérgio
Raggio, Daniela Prócida
Tenuta, Livia Maria Andalo
Título em português
Estudo in vitro sobre a remineralização de lesões cariosas com o uso de materiais resinosos contendo partículas de fosfato dicálcico dihidratado funcionalizadas com TEGDMA
Palavras-chave em português
Fosfato de cálcio
Remineralização dentária
Resinas Compostas
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de compósitos experimentais contendo nanopartículas de fosfato dicálcico dihidratado (DCPD) na remineralização de lesões artificiais em esmalte, em função do conteúdo de partículas de DCPD e da funcionalização destas com dimetacrilato de trietileno glicol (TEGDMA). Cinco compósitos contendo uma concentração equimolar de dimetacrilato de glicidila bisfenol A (BisGMA) e TEGDMA e 60 vol% de partículas foram manipulados. A fase inorgânica foi constituída por partículas de vidro de bário silanizadas e 0% (controle: Sem DCPD), 10% ou 20% (em volume) de partículas de DCPD, funcionalizadas (F) ou não (NF) com TEGDMA. Foram produzidas lesões artificiais subsuperficiais em fragmentos de esmalte humano mediante a imersão destes em 30 ml de solução desmineralizante (pH 5.0) por 12 dias a 37°C. Os blocos de esmalte foram divididos em 6 grupos (n=6 - 10), de acordo ao compósito aplicado na lesão: Sem DCPD, 20% DCPD NF, 20% DCPD F, 10% DCPD NF, 10% DCPD F além de um grupo sem a aplicação do compósito (Sem tratamento, ST) e expostos a ciclagem de pH (16 dias, 4 h em solução desmineralizante/pH=5 e 20 h em solução remineralizante/pH=7). As soluções foram trocadas a cada 4 dias, e coletadas para calcular o conteúdo de cálcio e fosfato mediante espectrofotometria. Os corpos de prova foram seccionados longitudinalmente e avaliados mediante microradiografia transversal (TMR). Os parâmetros analisados foram a profundidade da lesão (LD, ?m), a perda mineral integrada (?Z, vol%.?m) e a média da perda mineral (R). Foi calculado o ??Z (%, [100x(?Zinitial - ?Ztreatment)/?Zinitial]) para estimar a porcentagem de remineralização. Os dados foram submetidos a análise de variância (ANOVA) a um critério e o teste de Tukey para comparações múltiplas (alfa = 0.05). Todos os grupos restaurados mostraram recuperação mineral entre 3 a 23%. Houve diferencia significativa entre o ??Z do grupo ST e os contendo DCPD funcionalizado. No entanto, devido à alta dispersão de dados (particularmente no grupo Sem DCPD), não foi observada diferença significativa entre os grupos cuja lesão foi recoberta por compósito. Todos os grupos contendo DCPD mostraram maior recuperação mineral nos terços médio e profundo da lesão. O grupo ST mostrou desmineralização adicional. A concentração de íons cálcio e fosfato no meio de imersão não foi influenciada pela presença de DCPD, independentemente da funcionalização ou da porcentagem de DCDP no compósito. Concluiu-se que os compósitos contendo DCPD foram capazes de promover a recuperação mineral nas áreas mais profundas da lesão.
Título em inglês
Remineralization potential of resin composites containing TEGDMA-functionalized calcium phosphate particles
Palavras-chave em inglês
Calcium phosphate
Composite resins
Tooth remineralization
Resumo em inglês
The aim of the study was to evaluate the effect of experimental composites containing dicalcium phosphate dihydrate (DCPD) nanoparticles on remineralization of artificial enamel lesions, as a function of DCPD particle content and their functionalization with triethylene glycol dimethacrylate (TEGDMA). Five composites containing equal parts (in mols) of bisphenol A glycidyl methacrylate (BisGMA) and TEGDMA and 60 vol% of filler content were manipulated. Filler phase was constituted by silanized barium glass (BG) and 0% (control: no DCPD), 10% or 20% (by volume) of DPCD particles, either functionalized (F) or non-functionalized (NF) with TEDGMA. Artificial subsurface lesions were produced in human enamel fragments by immersing them in 30 ml of demineralization solution (pH 5.0) for 12 days at 37°C. Fragments were divided into six groups (n= 6 - 10), according to the composite applied on the lesion: no DCPD, 20% DCPD NF, 20% DCPD F, 10% DCPD NF, 10% DCPD F plus an unrestored group (non treated, NT) and exposed to pH cycling (16 days, 4 h in demineralization solution/pH=5 and 20 h in remineralization solution/pH=7). Every 4 days the solutions used were changed and collected to calculate calcium and phosphate content through spectrophotometry. Specimens were sectioned longitudinally and evaluated using transverse microradiography (TMR) for lesion depth (LD, in ?m) and integrated mineral loss (?Z, vol%.?m). ??Z% [100x(?Zinitial - ?Ztreatment)/?Zinitial] was used to estimate remineralization. Data were analyzed by one-way ANOVA/Tukey test (alpha: 0.05 for all tests). All restored groups showed enamel remineralization, ranging from 3% to 23%. Significant differences were observed between NT group and groups containing functionalized DCPD. However, due to high data scattering (particularly in the group without DCPD), no statistically significant differences were found between the groups that had their lesions covered by composite. Groups containing DCPD showed more mineral recovery in the middle and the deepest third of the lesion. NT group showed further demineralization. Calcium and phosphate ion concentrations were not influenced by the DCPD particle content or its functionalization with TEGDMA. In conclusion, all composites containing DCPD particles were able to promote mineral recovery of the enamel lesion, mainly on the deeper areas of the lesion.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.