• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Geovanny Cascante Calderon
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Medeiros, Igor Studart (Presidente)
Rodrigues Filho, Leonardo Eloy
Sgura, Ricardo
Silva, Lucas Hian da
Título em português
Influência do aquecimento de agentes de acoplamento químico na resistência de união de um cimento resinoso à zircônia
Palavras-chave em português
Acoplamento químico
Adesivo universal
Aquecimento
Primer cerâmico
Resistência de união
Zirconia
Resumo em português
Esta pesquisa in vitro avaliou a influência do aquecimento de diferentes agentes de acoplamento na resistência de união de um cimento resinoso (Panavia F2.0®/Kuraray Noritake. Japão) e uma zircônia (Y-TZP - YZ ). Inicialmente, placas de zircônia foram silicatizadas com o sistema Rocatec (3M / ESPE). Foram aplicados os agentes de acoplamento químico: Single Bond Universal (3M/ESPE); Monobond N (Ivoclar Vivadent) e Clearfil Ceramic Primer (Kuraray Co); após, foram aquecidos em um forno resistivo em diferentes temperaturas (750C e 1000C) por 5 min, antes da cimentação resinosa de um cilindro de resina composta previamente confeccionado (diam. 0,8 mm). Os grupos controle de cada agente de acoplamento foram mantidos à temperatura ambiente (240C). Metade dos corpos-de-prova foi submetida imediatamente ao teste de microcisalhamento (0,5 mm/min) realizado com auxílio de um fio ortodôntico e a outra metade envelhecida por meio de a 2.000 ciclos térmicos (50C e 550C), seguido de armazenamento em água destilada a 370 C por 2 meses, antes do ensaio mecânico. A análise de variância de três fatores (ANOVA) e o teste de Tukey (p?0,05) mostraram que o aquecimento dos agentes químicos de acoplamento produziu maiores valores de resistência de união entre o cimento e a zircônia. A resistência de união imediata foi superior para o Monobond N (30 MPa) e Single Bond Universal (32,5 MPa). Após o envelhecimento, houve redução da resistência de união em todos os grupos e o grupo Monobond N (16,9 MPa) apresentou resistência de união superior à dos demais. A associação de um tratamento térmico simples a um agente de acoplamento é válida para produzir resistência de união superior entre o cimento resinoso e a zircônia.
Título em inglês
Influence of heating of chemical coupling agents on the bond strength of a resin cement to zirconia
Palavras-chave em inglês
Bonding strength
Chemical coupling agents
Heating
Primer ceramic
Universal adhesive
Zirconia
Resumo em inglês
This in vitro study evaluated the influence of the heating different coupling agents on microshear bond strength between zirconia (Y-TZP-YZ ) and a resin cement (Panavia F2.0® / Kuraray Noritake, Japan). Initially, the zirconia blocks were silicoated with the Rocatec system (3M / ESPE). After, the chemical coupling agents were applied: Single Bond Universal (3M / ESPE); Monobond N (Ivoclar Vivadent) and Clearfil Ceramic Primer (Kuraray Co). They were then heated in a resistive furnace at different temperatures (750C and 1000C) for 5 min prior to resin cementation of a preformed resin composite cilinder (0.8 mm diameter). Control groups were maintained at room temperature (240C). Half of the specimens were immediately submitted to the microshear test (0.5 mm/min) performed with an orthodontic wire and the other half was subjected to 2,000 thermal cycles (50C and 550C), followed by storage in distilled water at 370C for 2 months before the microshear test. 3-way ANOVA and Tukey's test (p<0.05) showed that the heating of the chemical coupling agents produced higher bond strength between the ceramic and resin cement. Immediate bond strength was superior for Monobond N (30 MPa) and Single Bond Universal (32,5 MPa). After aging, there was reduction of bond strength in all groups and the Monobond N group (16,9 MPa) was superior to the others. The combination of a simple heat treatment with a coupling agent is valid to produce greater bond strength.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.