• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2013.tde-21022014-164919
Documento
Autor
Nome completo
Simone Soares Pedrosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Cardoso, Paulo Eduardo Capel (Presidente)
Klautau, Eliza Burlamaqui
Miranda Junior, Walter Gomes
Silva, Cecy Martins
Turbino, Miriam Lacalle
Título em português
Efeito de materiais contendo compostos bioativos na remineralização de lesões de erosão no esmalte bovino: estudo in vitro
Palavras-chave em português
Dentifrícios
Desmineralização do dente
Dureza
Erosão Dentária
Esmalte Dentário
Remineralização Dentária
Resumo em português
A erosão dentária ocasiona a perda da estrutura dental através da dissolução da sua porção mineralizada por ácidos de origem não bacteriana. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar a capacidade de materiais contendo compostos bioativos de remineralizar o esmalte bovino submetido a desafio erosivo e se o método de quantificação da fluorescência induzida por luz (QLF) tem correlação com os resultados do teste de microdureza Knoop. 120 fragmentos de esmalte bovino foram distribuídos entre os grupos experimentais, sendo n=5 para o teste de microdureza (3 x 3 x 2 mm) e n=10 para o método do QLFTM (5 x 5 x 3 mm). Os corpos-de-prova foram analisados em três momentos diferentes (inicial, após 2 dias de protocolo de erosão e após 6 dias de tratamento remineralizador). As amostras foram submetidas a 2 dias de protocolo de erosão, através de imersão em ácido cítrico a 0,3% pH 3,2, por 2 minutos e manutenção das mesmas em saliva artificial (pH 7,0) durante 24 horas. Na sequência, foram realizados os tratamentos remineralizadores por 6 dias consecutivos: 1 gota de saliva foi depositada sobre as amostras e após 1 hora foram imersas por 2 minutos em suspensão aquosa preparada com os seguintes materiais: G1-Pro-Argin+NaMFP, bicarbonato de arginina + carbonato de cálcio + monofluorfosfato de sódio (Colgate® Sensitive Pró-Alívio); G2-Recaldent+NaF, fosfopeptídeo de caseína com fosfato de cálcio amorfo + fluoreto de sódio (MI Paste Plus); G3-ACP+NaF, fosfato de cálcio amorfo + fluoreto de sódio + nitrato de potássio (Relief ACP); G4-CaGP+KF, glicerofosfato de cálcio + fluoreto de potássio (Flúor Protector Gel); G5-NovaMin®+NaF, fosfosilicato de cálcio e sódio + fluoreto de sódio (Nupro® Sensodyne®); G6-NovaMin®+NaMFP, fosfosilicato de cálcio e sódio + monofluorfosfato de sódio (Sensodyne® Repair&Protect); G7-NaF, fluoreto de sódio + nitrato de potássio (Sensodyne® Cool Gel) e G8-saliva artificial (controle negativo). Após 2 horas de imersão em saliva foi repetido o protocolo de erosão. Foram realizadas análises estatísticas para o teste de microdureza e QLF (=0,05). A ANOVA de dois fatores para medidas repetidas mostrou diferenças estatisticamente significativas apenas para os momentos da análise e para a interação dos fatores tratamentos x momentos da análise. O teste de Tukey mostrou diferenças significativas na comparação entre todos os momentos da análise e na interação momentos da análise x tratamentos: valores iniciais x após erosão e após tratamento e entre os valores após erosão x após tratamento (NovaMin®+NaF, NovaMin®+NaMFP, NaF e saliva). O teste de Tukey na comparação dos tratamentos no momento final da análise mostrou diferenças significativas na análise da microdureza para o Recaldent+NaF x NovaMin®+NaF, NovaMin®+NaMFP e NaF; mas no QLF, as diferenças ocorreram entre o Pro-Argin+NaMFP x NaF e saliva; Recaldent+NaF x NovaMin®+NaMFP, NaF e saliva e ACP+NaF x NaF. Nenhum dos tratamentos foi capaz de remineralizar totalmente o esmalte dental, mas os materiais Pro-Argin+NaMFP, Recaldent+NaF, ACP+NaF e CaGP+KF foram capazes de estabilizar o processo de erosão do esmalte com resultado superior aos demais tratamentos. O método do QLF mostrou uma correlação positiva significativa com os resultados do teste de microdureza.
Título em inglês
Effect of materials with bioactive compounds on remineralization of bovine enamel with erosion lesions: in vitro study
Palavras-chave em inglês
Dental Enamel
Dentifrices
Hardness
Tooth Demineralization
Tooth erosion
Tooth Remineralization
Resumo em inglês
Dental erosion leads to loss of the tooth structure by dissolving its mineral portion by acids for non-bacterial origin. The objective of this study is evaluate the ability of materials with bioactive compounds to remineralize bovine enamel subjected to erosive challenge and verify the possible correlation between the datas from the quantitative light-induced fluorescence method (QLF) and the Knoop surface microhardness test. 120 bovine enamel pieces were distributed among experimental groups with n=5 for microhardness testing (3 x 3 x 2 mm) and n=10 for the QLF method (5 x 5 x 3 mm) and were analysed at three different times (initial, after 2 days of erosion protocol and after 6 remineralizing days of treatment).The samples were subjected to two-days erosion protocol, through its immersion into 0,3% citric acid solution pH 3,2 for 2 minutes and maintaining them into artificial saliva for 24 hours (pH 7,0). Following remineralizing treatments were performed for 6 consecutive days: the samples were covered with 1 drop of saliva and after 1 hour were immersed for 2 minutes in the slurry prepared with the following materials: G1-Pro-Argin+NaMFP, arginine bicarbonate + calcium carbonate + sodium monofluorophosphate (Colgate® Sensitive Pro-Alívio); G2-Recaldent+NaF, casein phosphopeptide-amorphous calcium phosphate + sodium fluoride (MI Paste Plus); G3-ACP+NaF, amorphous calcium phosphate + sodium fluoride + potassium nitrate (Relief ACP); G4-CaGP+KF, calcium glycerophosphate + potassium fluoride (Fluor Protector Gel); G5- NovaMin®+NaF, calcium sodium phosphosilicate + sodium fluoride (Nupro® Sensodyne®); G6-NovaMin®+NaMFP, calcium sodium phosphosilicate + sodium monofluorophosphate (Sensodyne® Repair&Protect); G7-NaF, sodium fluoride + potassium nitrate (Sensodyne® Cool Gel) and G8-Artificial saliva (negative control). After 2 hours of soaking in saliva the erosion protocol was repeated. Statistical analyzes were conducted for microhardness and QLF with coincidence of the results (=0,05). A two-factors ANOVA for repeated measures showed statistically significant differences only for the time of analysis and the interaction treatments x time of analysis. The Tukey test showed statistically significant differences when comparing the three times of analysis and the interaction between times of analysis x treatments: baseline values with values after erosion and after treatment and the values after erosion x after treatment (NovaMin®+NaF, NovaMin®+NaMFP, NaF and saliva). The Tukey test when comparing the treatments x final times of analysis showed statistically significant differences in microhardness test for Recaldent+NaF x NovaMin®+NaF, NovaMin®+NaMFP and NaF; in QLF method the differences occurs between Pro-Argin+NaMFP x NaF and saliva; Recaldent+NaF x NovaMin®+NaMFP, NaF and saliva; ACP+NaF x NaF. None of the treatments was able to completely remineralize bovine enamel, but Pro-Argin+NaMFP, Recaldent+NaF, ACP+NaF and CaGP+KF materials were able to stabilize the eroding enamel, thus demonstrating a score higher than others and the QLF method showed a significant and positive correlation with the microhardness test results.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-03-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.