• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2012.tde-11092012-115336
Documento
Autor
Nome completo
Carla Silva Siqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Fernando Ricardo Xavier da (Presidente)
Cardoso, Sérgio Vitorino
Jaguar, Graziella Chagas
Nunes, Fabio Daumas
Sousa, Suzana Cantanhede Orsini Machado de
Título em português
Diagnóstico de sífilis em lesões orais. Estudo comparativo utilizando-se as técnicas histoquímica e imuno-histoquímica
Palavras-chave em português
Diagnóstico precoce
Sífilis
Técnicas e procedimentos diagnósticos
Resumo em português
A sífilis é uma doença infecciosa, cujo agente etiológico é o Treponema pallidum. Pode ser transmitida sexualmente ou verticalmente, via placenta. Seus estágios variam entre sífilis primária, sífilis secundária, sífilis latente e sífilis congênita. Dentre os diagnósticos mais eficazes, encontram-se os testes sorológicos, porém os falsos positivos e falsos negativos no estágio primário levam à procura de uma forma mais eficaz de se determinar, precocemente, a doença. Além disso, por várias razões, nem sempre o profissional clínico suspeita das lesões presentes na mucosa oral, cogitando de outras hipóteses diagnósticas. O objetivo deste trabalho foi avaliar imuno-histoquimicamente e histoquimicamente lesões bucais biopsiadas cujo aspecto histológico levou à suspeita de sífilis, buscando identificar os microorganismos, bem como correlacionar o quadro sorológico quando positivo. Para o estudo foram incluídas 34 lesões suspeitas de sífilis, que foram submetidas à reação imuno-histoquímica com o anticorpo anti-treponema e técnica histoquímica de coloração pela prata. Dos 34 casos avaliados 13 foram positivos para o anticorpo anti-treponema, todos posteriormente diagnosticados como sífilis secundária, com positividade sorológica, exceto por um caso em que a sorologia não foi realizada. Quando se comparou os métodos de diagnóstico, a técnica de coloração por prata obteve sensibilidade de 46,15% e a de imuno-histoquímica foi de 92,3%. Os aspectos histológicos variaram em um grande número de achados, dentre eles: intensa exocitose, infiltrado inflamatório predominantemente plasmocitário (justaepitelial e perivascular), áreas de ulceração, epitélio paraqueratinizado, edema, espongiose e hiperplasia epitelial. A marcação imuno-histoquímica dos treponemas foi, principalmente, epitelial (61,5%) e esse método se mostrou um meio de diagnóstico rápido, simples e eficiente no diagnóstico de lesões orais de Sífilis.
Título em inglês
Diagnosis of syphilis in oral lesions. A comparative study using techniques of histochemistry and immunohistochemistry
Palavras-chave em inglês
Diagnostic techniques and procedures
Early diagnosis
Syphilis
Resumo em inglês
Syphilis is an infectious disease, whose etiologic agent is Treponema pallidum. It can be transmitted sexually or vertically via the placenta. Its stages include primary syphilis, secondary syphilis, latent syphilis and congenital syphilis. Among the diagnoses most effective are the serological tests, but false positives and false negatives in the primary stage lead to demand for a more effective way to determine the disease earlier. In addition, for various reasons, not always the professional clinical suspicion of lesions present in the oral mucosa, thinking in other possible diagnoses. The objective of this study was to identify microorganisms and set the best way forward to a diagnostic framework confirmed positive serology. The results for syphilis lesions in the oral mucosa corresponded to 13 cases, all of secondary iinjuries,with positive serology for syphilis and in only one of them serology had not been held. In a comparison of diagnostic methods, the technique of silver staining achieved sensitivity of 46.15% and immunohistochemistry was 92.3%. The histological features varied in a large number of findings, including: intense exocytosis, inflammatory infiltrate, predominantly plasmacytic (banda-like and infiltrate perivascular), areas of ulceration, parakeratinized epithelium, edema, spongiosis and epithelial hyperplasia. The immunohistochemical staining of treponemes was mainly epithelial (61.5%) and this method was a rapid, simple and efficient means in the diagnosis of oral lesions of syphilis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-26
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SIQUEIRA, C.S., et al. Diagnostic approaches in unsuspected oral lesions of syphilis [doi:10.1016/j.ijom.2014.09.014]. International Journal of Oral and Maxillofacial Surgery [online], 2014.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.