• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.23.2007.tde-13082007-161742
Documento
Autor
Nombre completo
Juliana Lucena Schussel
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2007
Director
Tribunal
Martins, Marília Trierveiler (Presidente)
Pereira, Cassius Carvalho Torres
Pinto Júnior, Décio dos Santos
Título en portugués
Avaliação da expressão imunoistoquímica das proteínas survivina e b- catenina em queilite actínica e carcinoma epidermóide de lábio
Palabras clave en portugués
b-catenina
Carcinoma epidermóide de lábio
Queilite actínica
Survivina
Resumen en portugués
A queilite actínica é uma lesão causada pela exposição excessiva aos raios ultra-violeta (UV). Atingindo mais homens a partir da 5º década de vida e de pele clara, possuindo grande potencial de malignização, quando originará o carcinoma epidermóide de lábio, a malignidade mais comum em boca. Seu diagnóstico na maioria das vezes é tardio e quando isto ocorre sua taxa de sobrevida é de apenas 5 anos. O processo de progressão da carcinogênese está relacionado com a quebra no balanço entre os processos de proliferação/diferenciação celular e apoptose. A survivina é uma proteína com importantes funções na inibição da apoptose e progressão da mitose. Sua expressão desregulada, presente na maioria dos cânceres humanos, está relacionada a um prognóstico pobre e uma diminuição na sobrevida dos pacientes. Acredita-se que ela participe de eventos chaves na carcinogênese. Pode ser gene alvo da b-catenina, uma proteína de adesão com funções de transcrição relacionada com a via Wnt. A b-catenina presente nas junções aderentes da membrana celular junto com a caderina- E, quando livre no citoplasma é translocada para o núcleo onde faz a transcrição de gens reguladores do ciclo celular. O objetivo deste estudo foi avaliar a expressão imunoistoquímica da survivina e b-catenina nas lesões de queilite actínica e carcinoma epidermóide de lábio, e relacionar a expressão das duas proteínas e a participação na carcinogênese dessa lesão. Além disso, as lesões de queilite actínica foram classificadas quanto às alterações morfológicas por duas classificações: a proposta pela OMS, 2005 e por um sistema binário de graduação proposto por Kujan et al. em 2006. Foram realizadas reações de imunoistoquímica para verificação da expressão das duas proteínas. Os resultados mostraram, para b-catenina, expressão de membrana em todos os casos e marcação citoplasmática em 85% os casos de queilite actínica e marcação nuclear em 22%. A survivina foi positiva em 42% dos casos de queilite, com padrão de marcação irregular. Os carcinomas epidermóides foram positivos em 83% dos casos para b-catenina e nenhum deles teve marcação nuclear, e foram 100% positivos para survivina. Os resultados mostram alterações nas lesões de displasia, evidenciando o potencial maligno. Mais estudos são necessários para relacionar a expressão das duas proteínas e para esclarecer o papel da survivina na carcinogênese das lesões de lábio.
Título en inglés
Evaluation of the immunohistochemical expression of the survivin and b-catenin proteins in actinic cheilitis and squamous cell carcinoma of the lip
Palabras clave en inglés
Actinic cheilitis
b-catenin
Squamous cell carcinoma of the lip
Survivin
Resumen en inglés
The actinic cheilitis is caused by excessive exposure to ultra violet (UV) radiation, most common in men after the 5º decade and fair skin, it has a great potencial of malignization, when it will become the squamous cell carcinoma of the lip, the malignancy most frequent in the mouth. The diagnosis is late in most cases which leads to a decrease of the survival to only 5 years. The progression of carcinogenesis is related to the balance between cell proliferation/ differenciation and apoptosis. Survivin is a protein with important functions on the inhibition of apoptosis and progression of mitosis. It?s desregulated expression, present in most human cancers, is related to a poor prognosis and a decrease of overall survival. Many authors believe that it participates and is key event on early carcinogenesis. Survivin might be a target gene of b-catenin, that is a adhesion protein with transcription functions related with the Wnt pathway. b-catenin is present in the adherens junctions of the cellular membrane in complex with the E-cadherin, and when free on the cytoplasm, it?s translocated to the nucleus, where it?s responsible for the transcription of cell-cycle regulators genes. The aim of the study was to evaluate the immunohystochemical expression of survivin and b-catenin in actinic cheilitis and squamous cell carcinoma lesions, and correlate the expression of the two proteins and the participation on the carcinogenesis of this lesion. Besides, the actinic cheilitis samples were classified as the epithelial changes by two methods: one proposed by the World Health Organization (WHO), in 2005 and the other, a binary system of graduation proposed by Kujan et al. in 2006. The results showed, for the b-catenin, membrane expression in all cases, and cytoplasmatic staining in 85% of the actinic cheilitis lesions, and 22% of nuclear staining. Survivin was positive in 42% of the actinic cheilitis, with an irregular pattern of staining. The squamous cell carcinomas were positives in 83% for b-catenin and none of them had nuclear staining, and were a 100% positive for survivin. The results showed alterations on the dysplasic lesions, proving their malignant potencial. More studies are needed to correlated the expression of the two proteins and to elucidate the role of survivin in the carcinogenesis of lip lesions.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2008-03-14
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.