• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2009.tde-29092009-081641
Documento
Autor
Nome completo
Tessa de Lucena Botelho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Pinto Júnior, Décio dos Santos (Presidente)
Mantesso, Andrea
Mendonça, Elismauro Francisco de
Pereira, Cláudio Maranhão
Pontes, Helder Antonio Rebêlo
Título em português
Expressão imunoistoquímica das proteínas c-erbB-2 e vimentina em carcinomas epidermóides bucais em correlação com características clínicas e prognóstico
Palavras-chave em português
Carcinoma epidermóide
ErbB-2
Prognóstico
Vimentina
Resumo em português
Das neoplasias malignas que ocorrem na boca, 95% são representados pelo Carcinoma Epidermóide Bucal. Esta é uma doença usualmente agressiva, com comportamento biológico imprevisível e prognóstico desfavorável sendo a infiltração local e consequente emissão de metástases a principal causa de morte dos pacientes. A identificação de marcadores moleculares que possam predizer o curso clínico da doença, orientar a determinação do tratamento, bem como conduzir o desenvolvimento de novas terapias que melhorem os índices de sobrevida, tem sido o objetivo de inúmeras pesquisas. O presente estudo procurou determinar a correlação da expressão imunoistoquímica da c-erbB-2 e vimentina com características clínicas da neoplasia e o prognóstico dos pacientes a partir da análise retrospectiva de 65 casos de Carcinoma Epidermóide Bucal. c-erbB-2 e vimentina estavam expressos em 61,54% e 70,8% das amostras analisadas, respectivamente. Não foi observada correlação estatisticamente significante entre a expressão destes marcadores e as características clínicas avaliadas, porém houve uma tendência à expressão imunoistoquímica da vimentina em relação ao índice N. Quanto à sobrevida dos pacientes, esta foi influenciada pelo gênero dos pacientes, hábito de fumar cigarro, estádio clínico da doença, índice N e modalidade de tratamento submetido, sendo o gênero o único fator prognóstico independente detectado. A expressão imunoistoquimica da c-erbB-2 e vimentina não se demonstraram preditivos de sobrevida em carcinomas epidermóides de boca.
Título em inglês
Protein expression by immunohistochemistry of c-erbB-2 and vimentin in oral squamous cell carcinoma correlated with clinical features and prognosis
Palavras-chave em inglês
ErbB-2
Oral squamous cell carcinoma
Prognosis
Vimentin
Resumo em inglês
About of malignancies in oral mucosa, 95% are represented by oral squamous cell carcinoma (OSCC). This disease is usually aggressive, with unpredictable biological behavior and poor prognosis and the local infiltration and consequent metastases the main cause of death of patients. The identification of molecular markers that may predict the clinical course of disease, guide the treatment as well as lead the development of new therapies that improve the rates of survival, has been the goal of many studies. This study examined the correlation of immunohistochemical expression of c-erbB-2 and vimentin with clinical features and prognosis of OSCC patients from the retrospective analysis of 65 cases. c-erbB-2 and vimentin were expressed in 61.54% and 70.8% of samples, respectively. There was no statistically significant correlation between the expression of these markers and clinical characteristics, but a tendency to vimentin expression in the lymph node status. The patients survival, was influenced by their gender, smoking habits the, clinical stage of disease, N index and modalities of treatment. The gender was the only independent prognostic factor detected. The immunohistochemical expression of c-erbB-2 and vimentin did not show up predictive of survival in oral cavity squamous cell carcinoma.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.