• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2009.tde-19122009-114706
Documento
Autor
Nome completo
Karla Baumotte de Carvalho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Bombana, Antonio Carlos (Presidente)
Cai, Silvana
Caldeira, Celso Luiz
Habitante, Sandra Marcia
Paisano, Adriana Fernandes
Título em português
Identificação das características microbiológicas de canais radiculares de dentes permanentes jovens portadores de infecção primária
Palavras-chave em português
Dentes jovens
Infecção primária
Microorganismos
Resumo em português
Em condições de normalidade o cemento e o esmalte atuam como barreira protetora da dentina e do tecido pulpar. Entretanto fatores etiológicos mecânicos, químicos e microbianos podem determinar a perda dessa proteção, conseqüentemente expondo a dentina e, eventualmente, o tecido pulpar ao ambiente bucal, viabilizando sua contaminação. O complexo dentino-pulpar pode reagir de diversas formas a presença de microorganismos, entretanto, quando alterações inflamatórias irreversíveis enfim sucedem-se provocam uma desordem tecidual na região periapical denominada de periodontite apical. A terapia das periodontites apicais deriva de um correto diagnóstico, o qual se encontra na dependência do conhecimento da natureza e complexidade das infecções endodônticas. Inúmeras pesquisas delinearam o tipo de microbiota presente em condição de periodontite apical crônica nos dentes completamente formados. Todavia nenhum estudo investigou os tipos de microorganismos presentes em canais radiculares de dentes jovens portadores de periodontite apical crônica, onde diferenças anatômicas, histológicas e morfofuncionais poderiam afetar as características do processo infeccioso. O presente estudo tem por objetivo delinear a característica microbiológica de canais radiculares de dentes permanentes jovens portadores de infecção primária. Foram selecionados 12 pacientes com necessidade de tratamento endodôntico em um ou mais dentes unirradiculares, portadores de rizogênese incompleta, diagnóstico clínico de necrose pulpar, em decorrência de injúria traumática, e condição de infecção endodôntica primária. Após o acesso, dezenove espécimes microbiológicos foram obtidos do interior dos canais radiculares com auxílio de cones de papel, os quais foram transferidos, imediatamente, para frascos contendo 2 mL de meio de transporte pré-reduzido VMGA III. As amostras foram diluídas e semeadas em placas do tipo Petri contendo meios de cultura seletivos para detecção de espécies de enterococos, de espécies de leveduras e para crescimento de bactérias totais. As placas semeadas foram incubadas em tempo e temperatura adequados ao crescimento dos microorganismos alvo. Ao final do período de incubação foi realizada uma análise quantitativa do crescimento microbiano presente segundo a contagem das unidades formadoras de colônias. Microorganismos anaeróbios foram recuperados de todos os canais e o número médio de células por canal foi de 5,7 x 106. Quatro amostras (21,05%) evidenciaram o crescimento de Bacteroides produtores de pigmento negro e número médio de células por canal foi de 6,5 x 105. Um espécime (5,25%) exibiu o crescimento de espécies de enterococos e o número médio de células neste canal foi de 1,5 x 104.
Título em inglês
Identification of microbiological characteristics of root canal of young permanent teeth patients with primary infection
Palavras-chave em inglês
Microorganisms
Primary endodontic infection
Young teeth
Resumo em inglês
Normally cement and enamel act as protective barrier to the dentin and the pulp. However, mechanical, chemical and microbial factors should destroy this protection and display the dentin and, even the pulp, to the oral environment, making possible their contamination. The pulpo-dentin complex reacts in different forms at the presence of microorganisms. However, when irreversible inflammatory alterations are succeeded, they occasion a tecidual clutter on periradicular region. The therapy of periradicular pathosis results from a correct diagnostic, which depends on the knowledge of the nature and complexity of endodontic infections. Several studies have been conducted to disclose microorganisms in the root canal system and/or to investigate the structure of the root canal microbiota in chronic periodontits in teeth completely formed. However there is no information on the microbiology of primary endodontic infection in young teeth where anatomic, histologic and morfologic differences could affect the characteristics of the infectious process. The aim of the current study was to investigate the microbiological status of the root canals from permanent young teeth with primary endodontic infection. Twelve patients with the need for endodontic treatment participated in the study. The selected teeth (one or more tooth per patient) were uniradicular, containing a single root canal and an incomplete root formation, their pulp chamber was without visual communication with the oral fluid, they presented with untreated necrotic pulp, and showed radiographic evidence of periapical periodontits. After the access, nineteen microbiological samples were obtained from the root canals with sterile paper points. Afterwards, the paper points were pooled in a sterile tube containing 2mL of pre-reduced transport fluid (VMGA III). The samples were diluted and spread onto plates with selective medium for enterococcus (agar m-Enterococcus) and for yeast species (agar Sabouraud-dextrose) and onto plates with nonselective medium (agar Brucellasangue). A quantitative analysis was performed. The mean number of cultivable bacterial cells in the root canals was 5,7 x 106. In four samples (21.05%) Black Pigmented Bacteroides species were recovered and the mean number of cells was 6,5 x 105. One specimen (5.25%) showed the growth of enterococos species and the mean number of cells in this case was of 1,5 x 104.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-01-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.