• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Marcella Goetz Moro
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Caldeira, Marinella Holzhausen (Presidente)
Saraiva, Luciana
Franco, Gilson Cesar Nobre
Prates, Renato Araujo
Título en portugués
Avaliação do efeito do antagonismo do receptor de leucotrienos na modulação da periodontite experimental em ratos
Palabras clave en portugués
Antagonistas de leucotrieno
Leucotrieno B4
Leucotrieno D4
Ratos
Resumen en portugués
Na doença periodontal, quando ativada a resposta imunoinflamatória do hospedeiro, os leucotrienos (LTs) participam do processo de lesão tecidual pela quimiotaxia de leucócitos e ativação osteoclástica. O uso de antagonista do receptor de LTs está relacionado com a expressão de moléculas pró-inflamatórias e osteoclastogênese. No entanto, suas implicações na progressão da DP ainda não foram estudadas. Sendo assim, o trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de antagonista do receptor de LTs (Montelucaste - MT) na modulação da periodontite experimental induzida pelo método da ligadura em ratos. Ratos Wistar machos (6-8 semanas, 200-250 gramas) foram divididos (12 animais/ grupo) nos seguintes grupos experimentais: Sham - sem ligadura/ sem tratamento (carboximetilcelulose - CMC 0,5%, via gavagem); Periodontite - com ligadura/ sem tratamento; MT 10 - com ligadura/ com tratamento (Montelucaste 10 mg/kg/dia, via gavagem); MT 30 - com ligadura/ com tratamento (Montelucaste 30 mg/kg/dia, via gavagem). Após período experimental (7, 14 e 21 dias) os animais foram submetidos à eutanásia e as hemimandíbulas retiradas para realização da análise de perda óssea alveolar (POA) macroscópica, análise histológica (H&E - histopatológico; picrosirius - colágeno), ELISA (LTB4), atividade de mieloperoxidase (MPO), avaliação de marcadores do estresse oxidativo (glutationa, expressão de proteínas carboniladas e proteínas modificadas por 4HNE) e expressão gênica de receptor do ativador de fator nuclear kappa B (RANK), ligante de RANK (RANKL), osteoprotegerina (OPG), fator de transcrição relacionado ao runt 2 (RUNX2), Colágeno tipo I, receptor de LT 1 (BLT1), receptor 1 de cisteinil-leucotrieno (CisLTR1), LTA4 hidrolase (LTA4H) e LTC4 sintase (LTC4S) (ANOVA, pós teste Sidak, p<0,05). O grupo Periodontite apresentou maior POA em comparação ao grupo Sham nos três períodos experimentais avaliados (p<0,05). MT passou a ser efetivo na redução da POA a partir do 14º dia (p<0,05). Ao analisar a degradação de colágeno, no 21º dia os grupos Periodontite e MT apresentaram maior perda em comparação ao grupo Sham (p<0,05). Não foram encontradas diferenças estatísticas quanto à expressão de LTB4 pelo teste ELISA (p>0,05), bem como na avaliação de marcadores de estresse oxidativo, independente do teste realizado (p>0,05). Em relação à MPO, o grupo Periodontite apresentou valores estatisticamente maiores em comparação ao grupo Sham nos três períodos experimentais (p<0,05). Nos períodos de 7 e 14 dias (30 mg/kg) o grupo MT promoveu diminuição da infiltração granulocítica em comparação ao grupo Periodontite (p<0,05), sem diferença em relação ao grupo Sham (p>0,05). Observou-se que a expressão de colágeno tipo 1 não apresentou diferença significante entre os grupos (p>0,05), e que o grupo MT 30 apresentou maior expressão de RUNX2 em comparação aos grupos Sham e Periodontite (p<0,05). No grupo MT 30 houve uma redução significante da expressão de LTA4H, BLT1 e LTC4S (p<0,05). A expressão de CysLTR1 não diferiu entre os grupos (p>0,05). Conclui-se que o uso de antagonista de receptor de LTs foi efetivo na redução do infiltrado granulocítico e da POA, com aumento de RUNX2.
Título en inglés
Cysteinyl leukotriene receptor antagonism modulates experimental periodontitis in rats
Palabras clave en inglés
Leukotriene Antagonists
Leukotriene B4
Leukotriene D4
Rats
Resumen en inglés
In periodontal disease (PD), by activation of host immune-inflammatory response, leukotrienes (LTs) participate in the process of tissue damage by leukocyte chemotaxis and osteoclastic activation. Cysteinyl LT receptor activation is associated with the expression of proinflammatory molecules and osteoclastogenesis. However, its implications on PD progression have not been studied. The present study evaluated the effect of cysteinyl LT receptor antagonism (Montelukast - MT) on experimental periodontitis induced by ligature in rats. Male Wistar rats (6-8 weeks, 200-250 grams) were randomly divided into four groups (12 animals/ group): Sham - non-ligated group, no treatment (carboxymethylcellulose - 0.5% CMC via gavage); Periodontitis - ligature group; MT group - ligature placed and systemic administration of two different doses of MT (10 or 30 mg/kg/day, MT 10 and MT 30, respectively). The amount of alveolar bone loss (ABL), as well as the histological analysis of collagen content and inflammatory markers, myeloperoxidase (MPO) activity, and protein expression of LTB4, and gene expression of Collagen I, BLT1, CysLTR1, LTA4H, LTC4S, and bone metabolism and oxidative stress markers were determined at 7, 14 and 21 days (ANOVA, post-test Sidak, p<0.05). Periodontitis group presented higher ABL compared to Sham group in the three experimental periods (p<0.05). MT significantly reduced the expression of LTA4H, BLT1 and LTC4S (p<0.05), and was effective in reducing ABL at 14 and 21 days (p <0.05), with no significant effects on gingival collagen content and expression of oxidative stress markers (p>0.05). MT significantly increased RUNX2 expression and decreased gingival MPO at 7 and 14 days (p<0.05). It was concluded that leukotriene receptor antagonism by MT was effective in reducing granulocytic infiltrate and ABL, with increased RUNX2 expression.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-11-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.