• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.23.2010.tde-21092011-165727
Documento
Autor
Nombre completo
Karen Müller Ramalho
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2010
Director
Tribunal
Eduardo, Carlos de Paula (Presidente)
Aranha, Ana Cecilia Corrêa
Lampert, Friedrich
Oliveira, Marcella Esteves
Rocha, Rodney Garcia
Título en portugués
Prevenção da erosão em esmalte dental irradiado com laser de CO2: estudo in situ
Palabras clave en portugués
Erosão
Esmalte
Flúor
Laser
Resumen en portugués
A incidência de lesões dentais não cariosas vem aumentando nos últimos anos, entre outros fatores devido a mudanças de hábitos alimentares da população, assim como ao aumento na freqüência de indivíduos que apresentam distúrbios gastro-esofágicos ou doenças como bulimia. Esse estudo teve como objetivo avaliar se o laser de CO2 associado ou não ao flúor poderia prevenir a erosão ácida causada por ácido cítrico em esmalte. 10 voluntários participaram desse estudo in situ e cruzado, onde 4 tratamentos foram testados: G1 controle, sem tratamento; G2 irradiação com laser de CO2 através dos parâmetros: 0.3J/cm2-5s-226Hz; G3 aplicação tópica de flúor (1.25% - 3 minutos); G4 aplicação tópica de flúor + laser de CO2). Durante cada tratamento os voluntários utilizaram durante o dia e noite, exceto durante as refeições e higiene bucal, dispositivo palatino removível contando amostras de esmalte bovino esterilizadas. A desmineralização das amostras foi realizada através da imersão do dispositivo palatino contendo as amostras em 80 ml de ácido cítrico (0.05M pH 2.3) durante 20 minutos 2 vezes ao dia (entre 6:00 e 9:00 horas a primeira imersão e entre 18:00 e 21:00 horas na segunda imersão). Durante toda a pesquisa a higiene bucal foi realizada pelos voluntários com pasta dentifrícia sem flúor e sem o dispositivo palatino in situ. Antes e durante os tratamentos o intervalo de 7 dias foi mantido. Duas amostras foram coletadas do dispositivo palatino de cada voluntário nos dias 1, 3 e 5 (n=20/dia/tratamento). A perda de estrutura foi medida utilizando-se um perfilômetro digital. Mensurações da quantidade de flúor através da técnica de biópsia e espectroscopia de fluorescência de Raios-X por energia dispersiva (EDX) e análises morfológicas foram realizadas nos grupos nos dias 1, 3 e 5. Nos testes realizados in vitro, os mesmos tratamentos foram realizados durante os mesmos tempos, no entanto, ao invés das amostras estarem presas ao dispositivo palatino na cavidade bucal dos voluntários, as mesmas foram armazenadas em água deionizada em temperatura ambiente (n=12/dia/tratamento). Os resultados mostraram que os grupos laser e flúor + laser apresentaram uma redução significante (p<0.05) na perda de estrutura de esmalte em todos os tempos tanto no modelo in situ quanto in vitro. O grupo flúor apresentou uma redução significativa apenas no modelo in vitro (p<0.05). A análise por EDX mostrou que o grupo flúor + laser apresentou um aumento significativo quantidade de flúor comparado aos outros grupos, assim como as mensurações de flúor através da técnica de biópsia revelaram que apenas no dia 1 os grupos flúor + laser e flúor apresentaram uma quantidade significativa de flúor (p<0.05). A irradiação com laser de CO2 com os parâmetros de baixa fluência (0.3J/cm2, 5s e 226Hz), associada ou não ao flúor, deixou a superfície de esmalte mais resistente a erosão do causada por ácido cítrico tanto in situ quanto in vitro.
Título en inglés
Prevention of enamel erosion through CO2 laser irradiation. An in situ study
Palabras clave en inglés
Enamel
Erosion
Fluoride
Laser
Resumen en inglés
Dental erosion is increasing as consequence of changing habits from the population, as well as increase of prevalence gastric reflux or vomiting. The possibility of making dental enamel more resistance to erosion is the objective of this study. 10 volunteers participated in the in situ study, in a crossover design with 4 treatments (G1 control, no treatment; G2 CO2 laser irradiation; 0.3J/cm2-5s-226Hz; G3 topical fluoride treatment 1.25% - 3 min; G4 - CO2 laser + fluoride treatment). For each treatment the volunteers used palatal appliances containing fixed sterilized bovine enamel samples during day and night except for meals. For erosive demineralization the mouth appliances were immersed extra-orally in 80ml of 0.05M citric acid (pH 2.3) for 20 minutes twice daily. Individual oral hygiene was performed with fluoride-free products and without the appliance in situ. Before and between the treatment periods, a 1 week wash out period was included. Two samples were collected from the appliances for analysis on days 1, 3 and 5 (n=20/day/treatment). Surface loss was measured by digital profilometer. Additional fluoride measures, morphological analyses and EDX analyses were performed. For the in vitro model all the procedures were repeated, but instead of maintaining the samples in oral cavity, they were maintained for the same time in deionized water (n=12/day/treatment) and the surface loss was analyzed by digital profilometer. The results showed that the groups laser and fluoride + laser presented significant lower surface loss in all times both in situ and in vitro models. Fluoride presented significant surface loss only in the in vitro model. The EDX analysis, showed that fluoride + laser group presented significant more fluoride than the others groups, and the fluoride measurements of the samples showed that only in the first day the groups fluoride and fluoride + laser presented significant more fluoride that the other groups. CO2 laser irradiation at 0.3J/cm2 (5s, 226Hz) associated or not with fluoride decreases enamel erosive surface loss caused by citric acid, in situ and in vitro.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2011-10-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.