• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2010.tde-03072010-103139
Documento
Autor
Nome completo
Maria Angelica Lopes Chaves Mendonça
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Ramos, Dalton Luiz de Paula (Presidente)
Melani, Rodolfo Francisco Haltenhoff
Penna, Luiz Alberto Placido
Rode, Sigmar de Mello
Silva, Ricardo Henrique Alves da
Título em português
Estimativa de custo direto de lesões traumáticas maxilofaciais em crianças e adolescentes em um hospital público do Município de São Paulo
Palavras-chave em português
Custos
Odontologia-legal
Ressarcimento do dano
Trauma
Resumo em português
O presente estudo procurou obter uma estimativa dos custos diretamente ligados ao atendimento de lesões traumáticas maxilofaciais em crianças e adolescentes, comparados com a população adulta acometida do mesmo agravo, bem como o perfil sóciodemográfico da população atendida em um Hospital Público do Município de São Paulo, Brasil,com o intuito de fornecer evidências para avaliação quantitaiva do dano em perícias odontolegais,. Material e Método. Os dados dos prontuários foram colhidos, no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2008 dos pacientes atendidos no serviço de Cirurgia Buco-Maxilofacial de um hospital do município de São Paulo. As variáveis classificatórias foram descritivamente apresentadas em tabelas de contingência contendo frequências absolutas (n) e relativas (%). A associação entre elas foi avaliada com o teste Qui-quadrado ou teste da razão de verossimilhança. Para a análise dos custos diretos foram utilizados os valores de referência da Tabela do Sistema de Informações de Tratamento Ambulatorial do Sistema Único de Saúde- SIA-SUS do Ministério da Saúde. Resultados Do1.200 casos analisados, 419preencheram os requisitos da pesquisa. O grupo caso obteve 108 registros (faixa etária até 19 anos), e os demais foram classificados, como grupo controle (acima de 20 anos de idade). O grupo caso apresentou uma incidência de 1,5% ao ano de lesões traumáticas, e a média de idade no grupo caso foi de 14,35 +- 4,76 e no grupo controle foi de 33,65 +- 11,73 anos de idade. Em relação ao sexo predominaram os indivíduos do sexo masculino em ambos os subgrupos O tipo de tratamento cirúrgico prevaleceu em ambos os subgrupos, e o tempo de internação em dias foi cerca de duas vezes maior no grupo controle em relação ao grupo caso, entretanto as complicações foram mais freqüentes no grupo caso em relação ao grupo controle. Os tipos de lesões mais freqüentes no grupo caso foram as fraturas nasais/dentárias, seguidas das fraturas e mandíbula, e que no grupo controle o quadro inverteu-se. A distribuição de custos teve o maior número de casos na faixa de custos até R$500,00 em ambos os subgrupos amostrais A freqüência de ocorrência de complicações foi significativamente maior no grupo caso, em relação ao grupo controle, da mesma forma que os retornos ambulatoriais foram também significativamente maiores neste grupo. Conclusões A distribuição de custos teve o maior número de casos na faixa de custos até R$500,00 em ambos os subgrupos amostrais; esses custos foram calculados com base no repasse de verbas da Tabela de Valores do Sistema Único de Saúde, onde não esta discriminado o custo dos honorários profissionais. A valoração do dano nas atividades periciais deve considerar, além dos custos diretamente envolvidos com o atendimento do traumatizado, as consequências para suas atividades diárias especialmente quando se trata de criança ou adolescentes cuja função social ainda está por se definir
Título em inglês
Direct cost estimate of maxillofacial trauma injuries in children and adolescents admitted in a public hospital in Sao Paulo
Palavras-chave em inglês
Costs
Forensic dentistry
Reimbursement
Trauma
Resumo em inglês
The aim of this study is to provide evidence for the quantitative assessment of injury in forensic dentistry investigation, thorough the estimate of costs directly linked to the care of maxillofacial trauma lesions in children and adolescents, compared to adults who suffered the same injuries, as well as trace a social demographic profile of the patients admitted in a public hospital in Sao Paulo. Material and Method. The hospital chart data were collected from January 2002 to December 2008 and the charts belonged to patients cared for by the Buco-Maxillofacial Surgery Department of a hospital in Sao Paulo. Classification variables were described in contingency tables which comprise absolute (n) and relative (%) frequencies. Their association was assessed using the chi-square test. Reference prices from the Ambulatory Care Price Table, provided by the Unified Health System (SIA-SUS), the government managed Public Health System in Brazil, were used to determine direct costs. Outcome: out of the 1200 cases analyzed, 419 matched the requisites of this survey. The case group comprised 108 cases (up to 19 years old) and the other 311 were classified as the control group (above 20 years old). The incidence rate of trauma lesions was of 1,5% per year in the case group and the average age was of 14,35 +-4,76, while in the control group, the average age was 33,65 +- 11,73. Male individuals prevailed in both groups and so did the surgical treatment. The number of days of hospital stay was about twice as big in the control group in relation to the case group. Complications, however, were more frequent in the case group. The most frequent kinds of lesion in the case group were the dental or nasal fractures, followed by jaw fractures, and this was directly opposite to what happened in the control group. The Unified Health System (SUS) reimbursed treatments of up to 500 reais in both groups. The frequency of complications and returns to the Ambulatory Care facilities were significantly higher in the case group. Conclusion: The reimbursement of expenses happened more frequently when treatment cost up to 500 reais in both sample groups. These costs were calculated taking reference prices from the Ambulatory Care Price Table, provided by Unified Health System (SUS). The prices dont include professional fees. When calculating how much to refund, the Government should take into account not only the direct costs involved in caring for the injured patient, but also the consequences such treatments have on their daily activities, especially when we consider that children and adolescents do not have a their social roles defined yet.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-07-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.