• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2009.tde-26022010-090028
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Aparecida Ferreira de Camargo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Antunes, Jose Leopoldo Ferreira (Presidente)
Alonso, Luis Garcia
Duarte, Danilo Antonio
Frias, Antônio Carlos
Pedro, Paulo Frazão São
Título em português
Incidência de cárie em crianças e adolescentes com paralisia cerebral no contexto brasileiro
Palavras-chave em português
AACD-SP
Assistência odontológica
Cárie dentária
Epidemiologia
Paralisia cerebral
Resumo em português
O objetivo deste estudo é determinar a incidência de cárie e sua relação com fatores sociodemográficos, clínicos e comportamentais em pacientes com paralisia cerebral no período de quatro anos. Uma única dentista efetuou o exame bucal em 118 crianças e adolescentes (5 a 20 anos de idade) com paralisia cerebral, entre fevereiro e junho de 2008, seguindo os critérios propostos pela Organização Mundial da Saúde para levantamentos epidemiológicos de saúde bucal (condição de coroa dentária e necessidade de tratamento). A coorte foi iniciada em 2004 para o Estudo da prevalência de cárie em pacientes portadores de paralisia cerebral na Associação de Assistência à Criança Deficiente de São Paulo. As informações sociodemográficas (renda familiar, grau de instrução do cuidador, condição de moradia, distância percorrida da residência ao local da assistência), clínicas (tipo e distribuição da paralisia cerebral, prevalência prévia de cárie) e comportamentais (condição de higiene bucal, ingestão de açúcar e medicamentos) foram obtidas por meio de questionário semiestruturado aplicado em entrevista com o cuidador. A experiência de cárie foi expressa pelos índices CPO-D e ceo-s. Os resultados mostraram incidência de cárie relativamente elevada, com uma média de 1,91 dentes afetados por pessoa no período de estudo. Na análise multivariada, a incidência de cárie associou-se com fatores sociodemográficos, sendo mais elevada para pacientes com um ou mais irmãos e cuidadores familiares com baixo grau de instrução. A frequência elevada de ingestão de açúcar foi identificada como fator comportamental associado à incidência de cárie; e a experiência prévia de cárie foi indicada como fator clínico associado à incidência do agravo. O reconhecimento de fatores associados à incidência de cárie pode contribuir para o planejamento da assistência odontológica e outras iniciativas de promoção da saúde bucal desses pacientes.
Título em inglês
Caries incidence in children and adolescents with cerebral palsy in the Brazilian context
Palavras-chave em inglês
AACD-SP
Cerebral palsy
Dental care
Dental caries
Epidemiology
Resumo em inglês
This study aimed to assess the incidence of caries and its association with sociodemographic, clinical and behavioral factors in patients with cerebral palsy during four years. One only dentist performed dental examinations in 118 children and adolescents (5 to 20 years old) with cerebral palsy, from February to June, 2008, observing standards set up by the World Health Organization to oral health surveys (dentition status and dental treatment needs). The cohort was established in 2004 to the Study of dental caries prevalence in patients with cerebral palsy in the Association for Assistence of Handicapped Children in São Paulo. Sociodemographic (familiar income, education of the familiar caretaker, household conditions, distance from the household to the healthcare unit), clinical (type and distribution of cerebral palsy, previous prevalence of caries) and behavioral (dental hygiene, sugar intake and medicines) information were obtained by a semi-structured questionnaire applied in a interview with the familiar caretaker. The experience of caries was assessed by the DMFT and dmft indices. Results showed a relatively high incidence of dental caries, with 1.91 teeth per person, in average, affected by dental caries in the study period. The multivariate model showed the association between dental caries and socio-demographic factor; a higher incidence affected patients with one or more siblings and familiar caretakers with low schooling level. A high frequency of sugar intake was identified as behavioral factor of dental caries incidence; and the previous experience of caries was indicated as clinical factor associated with the incidence of the disease. Acknowledging factors associated with dental caries incidence can contribute to the planning of dental care and other initiatives of oral health promotion aimed at these patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-03-05
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • FERREIRA DE CAMARGO, Marcela Aparecida, FRIAS, Antonio Carlos, and ANTUNES, José Leopoldo Ferreira. The incidence of dental caries in children and adolescents who have cerebral palsy and are participating in a dental program in Brazil [doi:10.1111/j.1754-4505.2011.00213.x]. Special Care in Dentistry [online], 2011, vol. 31, n. 6, p. 210-215.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.