• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2017.tde-06032017-134731
Documento
Autor
Nome completo
Rosane Pérez Baldasso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Rogerio Nogueira de (Presidente)
Biazevic, Maria Gabriela Haye
Chilvarquer, Israel
Maahs, Marcia Angelica Peter
Título em português
Emprego da fotoantropometria para compreensão do perfil de envelhecimento facial
Palavras-chave em português
Antropometria
Envelhecimento
Face
Identificação
Imagem
Odontologia Legal
Resumo em português
Muitas são as tentativas de projetar a aparência de uma pessoa através do tempo. Um recurso muito utilizado para este fim é a simulação de progressão de idade, que consiste na modificação de uma fotografia de uma pessoa, representando o efeito do envelhecimento sobre a sua aparência por meio de processamento de imagem digital ou de desenhos artísticos. Porém, as metodologias utilizadas usualmente são subjetivas. A inexistência de uma metodologia cientificamente consolidada capaz de simular mudanças ocorridas na face, por meio de imagens, evidencia a necessidade de estudos na área, visando subsidiar o perito criminal para a execução da técnica e sua aplicação como auxiliar nos exames de Identificação Facial Forense (IFF). A principal premissa envolvida em qualquer método de Identificação Humana é a da "unicidade" da informação utilizada como meio de comparação. Por unicidade, entende-se a individualidade (ou não repetitividade) do parâmetro estudado, que deve ser mensurada com a realização de estudos populacionais específicos, sendo que algumas características faciais se mantêm ao longo dos anos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar modificações no padrão métrico da face do indivíduo adulto em função da idade, em específico no que diz respeito ao crescimento das orelhas, crescimento de nariz e alteração da espessura dos lábios, visando a compreensão do processo de envelhecimento e o desenvolvimento de metodologias para estimativas de progressão de idade em casos de desaparecidos e foragidos, dando subsídios ao perito criminal para execução da técnica de simulação de envelhecimento da face em imagens. Para tanto, foram utilizadas imagens faciais padronizadas de 700 indivíduos adultos brasileiros, do sexo feminino e do sexo masculino, da região Sul, ancestralidade branca e em idades de 20, 30, 40, 50, 60, 70 e 80 anos, todas em norma frontal oriundas do Sistema Nacional de Passaporte (SINPA), gerenciado pela Polícia Federal. Os resultados apontaram um aumento gradual e mensurável da altura das orelhas, intimamente relacionado com o aumento dos lóbulos, aumento da largura do nariz, bem como a diminuição da porção mucosa dos lábios, levemente mais evidente no lábio inferior, sendo estas alterações progressivas ao longo dos grupos etários estudados e diferente entre os sexos. Assim, concluiu-se ser possível determinar metricamente as modificações que ocorrem na face do indivíduo adulto em função da idade, em específico no que diz respeito a alterações de nariz, lábios e orelhas, visando a compreensão do processo de envelhecimento e fornecendo subsídios para execução da técnica de simulação de progressão de idade da face em imagens.
Título em inglês
Use of fotoanthropometry for understanding of facial aging profile
Palavras-chave em inglês
Aging
Anthropometry
Face
Forensic Dentistry
Identification
Image
Resumo em inglês
There are many attempts to design the look of a person over time. A widely used resource for this purpose is the simulation of age progression, which is the modification of a person's photograph, representing the effect of aging on their appearance through digital image processing or artistic designs. However, the methodologies commonly used are subjective. The absence of a scientifically consolidated methodology capable of simulating changes in the face, through images, highlights the need for studies in the area, in order to support the criminal expert for technical execution, for their application to assist in the Forensic Facial Identification (FFI). The main premise involved in any method of human identification is the "uniqueness" of information used as a comparison. For uniqueness means individuality (or non-repeatability) of the studied parameter, which should be measured to perform specific population studies, with some facial features that are maintained over the years. This study evaluated changes in the metric pattern of the face of adult people according to age, in particular with regard to the growth of ears, nose and change in the thickness of the lips, aiming to understand the aging process and the development of methodologies for age progression to estimate in cases of missing persons and fugitives, giving subsidies to perform the face of the aging simulation technique images. Therefore, were used facial images of 700 South Brazilian adults of both sexes, white ancestry and 20 30, 40, 50, 60, 70 and 80 ages, all in the frontal picture, coming from the National Passport System managed by the Federal Police. Results showed a gradual and measurable increase the height of the ears closely related with the increase of the lobes, increased nose width, as well as decreasing mucous portion of the lips slightly more evident in the lower lip, and these incremental changes over the age groups studied and are different between the sexes. Thus, it was found possible to determine metrically changes that occur in the face of adult individuals depending on age, in particular as regards the nose changes, lips and ears, aiming to understand the aging process and providing data to running the technique of simulating the progression of age in face images.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.