• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.25.1999.tde-21122004-160851
Document
Author
Full name
Adriana Maria Botelho
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Bauru, 1999
Supervisor
Committee
Mondelli, Jose (President)
Ávila Júnior, Geraldo de
Franco, Eduardo Batista
Lanza, Lincoln Dias
Machado, Maria Aparecida de a Moreira
Title in Portuguese
Avaliação da Infiltração Marginal em Cavidades de Classe II Restauradas com Resina Composta Associada a Outros Materiais Restauradores.
Keywords in Portuguese
materiais dentários
restauração dentária permanente
Abstract in Portuguese
As resinas compostas vêm sofrendo inúmeras alterações, com o objetivo de tornar o seu uso adequado para restaurações de dentes posteriores, entretanto, problemas clínicos associados à sua utilização são comumente observados, dentre eles, a microinfiltração marginal. Algumas alternativas clínicas têm sido sugeridas, na tentativa de reduzir as falhas decorrentes do emprego deste material, principalmente em restaurações estendidas à região de cemento, local este onde os problemas se agravam. O objetivo deste trabalho consistiu, portanto, em estudar a efetividade do vedamento marginal de diferentes materiais aplicados no terço cervical com término em cemento para, em associação à resina composta, restaurar esteticamente cavidades de classe II, através da técnica mista, avaliandose com esta finalidade o índice de infiltração marginal tanto na interface cemento/material, quanto na interface dos materiais restauradores. Cavidades MOD com margens cervicais estendidas além da junção amelocementária foram confeccionadas em 84 dentes pré-molares humanos livres de cáries, os quais foram distribuídos em grupos de 12 elementos cada, correspondendo a 7 condições experimentais: 8 grupo 1 (controle) - Scotchbond MP/Z-100; 8 grupo 2 - verniz Copalite/Dispersalloy/Scotchbond MP/Z-100; 8 grupo 3 - Vitremer/Scotchbond MP/Z-100; 8 grupo 4 - Prime & Bond 2.1/Dyract/Scotchbond MP/Z-100; 8 grupo 5 - Prime & Bond 2.1/Dyract-AP/Scotchbond MP/Z-100; 8 grupo 6 - Stae/Freedom/ Scotchbond MP/resina composta Z-100; 8 grupo 7 - One Step/Bisfil-2B/Z-100. No sentido de evitar penetração da solução corante em áreas indesejadas, em todos os dentes os forames apicais foram obstruídos com amálgama. Após 24 horas, as restaurações foram polidas com discos Sof-Lex de granulação fina e submetidas posteriormente a um tratamento térmico correspondente a 500 ciclos de 20 segundos cada, nas temperaturas de 5ºC e 55ºC. Imediatamente após a termociclagem, os espécimes tiveram a superfície totalmente coberta por 2 camadas de esmalte de unha, exceto 1mm aquém e além da interface cemento/material em uma das caixas proximais e da interface dos materiais restauradores na caixa proximal oposta, sendo então imersos em solução de azul de metileno à 2%, onde permaneceram durante 24 horas, mantidos à 37ºC. Decorrido este período, os dentes foram incluídos em bases acrílicas apropriadas para serem adaptadas à máquina de corte, obtendo-se cerca de 4 a 5 cortes para cada espécime. Para avaliar o índice de penetração da solução corante nas interfaces das restaurações, optou-se pela análise qualitativa, através da atribuição de escores previamente determinados. Os resultados obtidos foram então organizados e submetidos aos cálculos estatísticos, concluindo-se que: - nenhum material restaurador utilizado foi apto em impedir 100% a penetração da solução corante nas margens cervicais em cemento; - o Dyract-AP e o Vitremer promoveram respectivamente os melhores resultados de selamento marginal, não ocorrendo entre os mesmos diferenças do ponto de vista estatístico, distinguindo-se significantemente em relação aos demais materiais utilizados; - o Bisfil-2B ocupou uma posição intermediária, diferenciando-se estatisticamente dos demais materiais, sendo porém de maneira desfavorável em relação ao Dyract-AP e ao Vitremer e favorável em comparação ao Dispersalloy, Z-100, Dyract e Freedom, os quais apresentaram, nesta ordem, os piores índices de infiltração marginal, não ocorrendo entre os mesmos diferenças estatisticamente significantes; - referindo-se à interface dos materiais restauradores resinosos, a maioria dos espécimes apresentava-se praticamente isenta de infiltração, apresentando-se esta severa na interface amálgama/resina composta.
Abstract in English
Marginal leakage is one of the clinical problem associated with posterior resin composite restoration. The aim of this research was to determine the effectiveness of the marginal sealing of different materials applied at the cervical third of class II cavities in association with resin composite. Microleakage at the cement/material interface and between the restorative materials was measured. Eigth-four human non carie premolars were randomly distributed into seven groups as follow: ¨ group 1 - (control) –Scotchbond MP/Z-100; ¨ group 2 - Copalite/Dispersalloy/Scotchbond MP/Z-100; ¨ group 3 - Vitremer/ Scotchbond MP/Z-100; ¨ group 4 - Prime & Bond 2.1/Dyract/Scotchbond MP/Z-100; ¨ group 5 - Prime & Bond 2.1/Dyract-AP/Scotchbond MP/Z-100; ¨ group 6 - Stae/Freedom/Scotchbond MP/composite resin Z-100; ¨ group 7 - One Step/Bisfil-2B/Z-100. Before the teeth were prepared and restored with the various materials, the apexes were sealed with amalgam. After 24 hours the restorations were polished with Sof-Lex discs and thermocycled alternately soaked at 5 oC and 55 oC for 20 seconds for a total of 500 cycles. After thermocycling the specimens were coated with 2 layers of fingernail polish, but the surface sealant did not approximate to the cement/material interface of the preparation closer than 1.0 mm in one of the proximal boxes and between the restorative materials interface in the opposite proximal box. The teeth were immersed in a 2% methylene blue solution for 24 hours at 37 oC. After this period, the teeth were embeded in acrylic bases and sectioned in 4 to 5 different planes parallel to one another in a cutting machine. Microleakage was determined by a qualitative analysis and allowed the following conclusions: ¨ None of the testing materials avoid 100% microleakage at cervical margins; ¨ Dyract-AP and Vitremer showed statistically significant better results for marginal sealing, when compared to the other materials; ¨ Bisfil-2B presented better results than Dispersalloy, Z-100, Dyract and Freedom which showed the worst rates of marginal leakage; ¨ It was not registred dye penetration at the interface materials/resin composite, except for the amalgam/resin composite interface.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
adriana.pdf (9.65 Mbytes)
Publishing Date
2005-01-18
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2019. All rights reserved.