• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.25.2011.tde-16082011-102128
Documento
Autor
Nombre completo
Ricardo Cesar Gobbi de Oliveira
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2011
Director
Tribunal
Freitas, Marcos Roberto de (Presidente)
Cançado, Rodrigo Hermont
Fuziy, Acácio
Janson, Guilherme dos Reis Pereira
Taveira, Luis Antonio de Assis
Título en portugués
Avaliação da correlação da recidiva da sobressaliência e da sobremordida com a recidiva do apinhamento anterior em casos tratados com extrações
Palabras clave en portugués
Extração dentária
Recidiva
Tratamento ortodôntico
Resumen en portugués
Tendo em vista a imprevisibilidade da estabilidade oclusal pós correção ortodôntica, este estudo objetivou correlacionar a recidiva da sobremordida e da sobressaliência com a recidiva do apinhamento ântero-superior e ântero-inferior, em casos com má oclusão de Classe I e Classe II de Angle, tratados ortodonticamente com extração de 4 pré-molares, tratados pela técnica Edgewise. Para isso, foram selecionados 40 pacientes (20 do gênero feminino e 20 do gênero masculino), 25 pacientes portadores de má oclusão de Classe I e 15 de Classe II de Angle, com idade média inicial de 13,01 anos, que foram tratados por um tempo médio de 2,15 anos, e avaliados na fase pós-contenção após um período médio de 5,43 anos. Todos os pacientes apresentavam pelo menos 3 mm de sobremordida e 4mm de sobressaliência ao início do tratamento ortodôntico. Foram utilizados os modelos de gesso das fases do início do tratamento (T1), final de tratamento (T2) e da fase pós-contenção, em média 5 anos após o término do tratamento (T3) de todos os casos selecionados para que fossem quantificadas as recidivas dessas duas variáveis, assim como a recidiva do apinhamento anterior. Utilizou-se a análise de variância a um critério de seleção, e em caso de resultado significante, o teste de Tukey, para comparação intragrupos dos 3 tempos avaliados. Para verificação da presença de correlação entre a recidiva da sobressaliência e da sobremordida, com o apinhamento anterior, utilizou-se o teste de correlação de Pearson. A comparação intergrupos foi realizada por meio do teste t independente. Os resultados mostraram que houve uma correção significante do trespasse horizontal, vertical e apinhamento com o tratamento. Não houve uma recidiva significante do trespasse horizontal, vertical e do apinhamento ântero-superior no período pós-contenção, ao contrário do apinhamento ântero-inferior, que apresentou uma recidiva significante. Houve correlação significante da recidiva do trespasse horizontal com a recidiva do trespasse vertical. Não houve correlação significante entre a recidiva do trespasse horizontal e a recidiva do apinhamento anterior. Não houve correlação entre a recidiva do trespasse vertical e a recidiva do apinhamento anterior, assim como também não houve correlação entre a recidiva do apinhamento ântero-inferior e ântero-superior. Houve diferença intergrupos apenas para o apinhamento ântero-inferior ao início do tratamento, que foi maior no grupo Classe I, que apresentou também uma maior correção com o tratamento e um maior apinhamento na fase pós-contenção.
Título en inglés
Evaluation of the correlation of the overjet and overbite relapse with the relapse of anterior crowding in extraction cases
Palabras clave en inglés
Orthodontic treatment
Relapse
Tooth extraction
Resumen en inglés
Due to the unpredictability of the occlusal stability after orthodontic correction, this study aimed to correlate the relapse of overbite and overjet with the relapse of maxillary and mandibular anterior crowding, in cases of Class I and Class II malocclusions, treated orthodontically with four premolars extraction and Edgewise technique. For this, 40 patients were selected (20 females and 20 males), 25 patients with Class I malocclusion and 15 with Class II, with initial age of 13.01 years, which were treated for a mean period of 2.15 years, and evaluated postretention after a mean period of 5.43 years. All patients had at least 3mm of overbite and 4mm of overjet at the beginning of orthodontic treatment. The dental casts from pretreatment (T1), posttreatment (T2) and postretention, on average 5 years after completion of treatment (T3), were used. It was used the one-way ANOVA, and in case of a significant result, Tukey's tests were used for intragroup comparison of the three times evaluated. To verify the presence of correlation between the relapse of overjet and overbite, with the relapse of anterior crowding, the Pearsons correlation test was used. Intergroup comparison was performed with independent t tests. The results showed a significant correction of the overjet, overbite and crowding during treatment. There was not a significant postretention relapse of overjet, overbite and crowding of the maxillary anterior segment, unlike the mandibular anterior crowding, which presented a significant relapse. There was a significant correlation of relapse of the overjet with the relapse of the overbite. No significant correlation between relapse of overjet and relapse of anterior crowding. There was no correlation between relapse of the overbite and relapse of anterior crowding, and there was also no correlation between mandibular anterior crowding relapse and maxillary anterior crowding relapse. There were differences between groups only for the mandibular crowding at pretreatment, which was higher in Class I, which also showed a larger correction with treatment and greater relapse of this crowding in the postretention.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2011-08-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.