• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.25.2004.tde-26042005-094037
Documento
Autor
Nombre completo
Karina Santana Cruz
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2003
Director
Tribunal
Janson, Guilherme dos Reis Pereira (Presidente)
Gurgel, Julio de Araujo
Henriques, Jose Fernando Castanha
Moro, Alexandre
Ramos, Adilson Luiz
Título en portugués
Posição dos terceiros molares na má oclusão de Classe II, subdivisão
Palabras clave en portugués
maloclusão de angle classe II
terceiro molar
Resumen en portugués
Este trabalho objetivou comparar os espaços destinados à irrupção dos terceiros molares superiores e inferiores, e suas angulações, de ambos os lados, na má oclusão de Classe II, subdivisão. A amostra foi composta de um grupo experimental (grupo 1) contendo 29 pacientes, com más oclusões de Classe II, subdivisão, apresentando relação dos molares de Classe II completa de um lado e Classe I do outro lado, sendo 17 do gênero masculino e 12 do feminino, com média de idade de 14,73 anos. Dois subgrupos foram classificados dentre o total de casos do grupo 1, de acordo com duas etiologias da Classe II, subdivisão: subgrupo Tipo 1 (18 casos) caracterizado pela coincidência da linha média dentária superior em relação ao plano sagital mediano e desvio da linha média inferior em direção ao lado da Classe II. O subgrupo Tipo 2 (6 casos) apresentava coincidência da linha média dentária inferior em relação ao plano sagital mediano e desvio da linha média dentária superior em sentido contrário ao lado da Classe II. O grupo controle de oclusão normal (grupo 2) constituiu-se de 17 pacientes, sendo 11 do gênero feminino e seis do masculino, com média de idade de 21,73 anos. Foram obtidas quatro radiografias: uma submentoniana, duas oblíquas corrigidas (lados direito e esquerdo) e uma panorâmica dos 46 participantes desta pesquisa. Os testes t pareados de Student foram empregados nas comparações entre os lados de cada grupo e subgrupos, individualmente. Foram realizados os testes t independentes para as comparações das assimetrias lineares e angulares do espaço e das angulações dos terceiros molares do grupo e subgrupos experimentais com o grupo controle. Os resultados demonstraram que houve diferenças nos espaços disponíveis superior e inferior e nas angulações dos terceiros molares inferiores entre os lados de Classe I e de Classe II, na má oclusão de Classe II, subdivisão. No subgrupo Tipo 1, os espaços disponíveis para os terceiros molares superiores e inferiores e as angulações dos terceiros molares inferiores refletiram as características do posicionamento dentoalveolar em suas bases apicais nesse tipo de má oclusão. No subgrupo Tipo 2, os espaços disponíveis para os terceiros molares superiores e suas angulações tenderam a refletir as características assimétricas dentoalveolares deste grupo.
Título en inglés
THIRD MOLAR POSITION IN CLASS II, SUBDIVISION MALOCCLUSION
Resumen en inglés
The purpose of this research was to compare the available space and inclination of the mandibular and maxillary third molars between the Class I and Class II sides in subjects presenting Class II, subdivision malocclusions. An experimental group of 29 Class II, subdivision patients (17 males and 12 females) with a mean age of 14.73 years and a normal occlusion control group of 17 patients (11 females and 6 males) with a mean age of 21.73 years were used in this study. Two subgroups were selected among the total subdivision group according to the two different etiologies: Type 1 subgroup (18 cases) presented a coincidence of the maxillary dental midline with the facial midline and a deviation of the mandibular dental midline. Type 2 subgroup (6 cases) presented deviation of maxillary midline and coincidence of mandibular midline with the facial midline. One submentovertex, two obliques and one panoramic radiograph were taken from each of the 46 subjects of the groups. Dependent t tests were used to compare the available space and the third molar angular measurements of both sides among each group and subgroups individually. Independent t tests were used to compare the linear and angular asymmetries of the available space and angulation of the third molars between the experimental and the control groups. Results demonstrated that there were differences between the Class I and the Class II sides in the available space for the maxillary and mandibular third molars and in the angulation of the mandibular third molars in Class II subdivision malocclusions. In Type 1 Class II subdivision malocclusions the available maxillary and mandibular spaces and the mandibular third molar angulation reflected their characteristic dentoalveolar positioning in their apical bases in this type of malocclusion. In Type 2 Class II subdivision malocclusions the available maxillary and mandibular spaces and the mandibular third molar angulation tended to reflect their characteristic dentoalveolar positioning in their apical bases in this type of malocclusion.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
KarinaSantanaCruz.pdf (5.02 Mbytes)
Fecha de Publicación
2005-05-31
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.