• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2007.tde-16102007-160125
Documento
Autor
Nome completo
Rafael dos Santos Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2007
Orientador
Banca examinadora
Conti, Paulo César Rodrigues (Presidente)
Camparis, Cinara Maria
Capelozza, Ana Lúcia Alvares
Merrill, Robert
Mollo Junior, Francisco de Assis
Título em português
Análise do impacto da enxaqueca e de outros subgrupos de disfunção temporomandibular na severidade da dor miofascial da musculatura mastigatória e cervical
Palavras-chave em português
Disfunção Temporomandibular
Dor Orofacial
Enxaqueca
Fatores psicológicos
Incapacidade
Resumo em português
Objetivos: Avaliar o impacto da Enxaqueca e de outros subgrupos de DTM na severidade da Dor Miofascial da musculatura mastigatória e cervical. Adicionalmente, comparar índices de depressão e ansiedade, além da intensidade de dor subjetiva e outras características associadas entre pacientes com Dor Miofascial com e sem o diagnóstico adicional de Enxaqueca. Material e Métodos: Foram selecionados 203 pacientes, com idade média de 40,3 anos (89,2% do gênero feminino), que se apresentaram à Clínica de Dor Orofacial da UCLA-USA, todos com diagnóstico primário de Dor Miofascial. Pacientes com diagnóstico secundário de Enxaqueca, Cefaléia Tipo-Tensional, Osteoartrite e Capsulite também foram incluídos. Para a análise do impacto, foi utilizado o teste de Regressão Linear Múltipla. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para comparar o grupo 1 (Dor Miofascial) com o 2 (Dor Miofascial +Enxaqueca) quanto à intensidade de dor objetiva (palpação) e subjetiva (EAV), ansiedade (BAI) e depressão (BDI), estado de humor, problemas com a função e qualidade do sono (EAV), e incapacidade (EAV e MIDAS). Em todos os testes foi adotado um nível de significância de 5%. Resultados: O modelo de regressão demonstrou um impacto significante de todos os diagnósticos incluídos na amostra (p<0,05) na severidade da Dor Miofascial, com valores de beta maiores para Osteoartrite (0,314), seguido da Enxaqueca (0,299), Capsulite (0,244) e Cefaléia Tipo-Tensional (0,232). O grupo 2 apresentou níveis de dor à palpação muscular estatisticamente maiores que o grupo 1 (p<0,05). Ao se analisar a intensidade de dor subjetiva obtida através de EAV, o grupo 2 apresentou níveis maiores em todas as medições, com significância estatística para "dor no momento" e "dor máxima" (p<0,05). Da mesma maneira, o grupo 2 mostrou níveis maiores, obtidos através de EAV, de problemas com humor, incapacidade, problemas com a função mandibular e problemas com sono/descanso, sendo que apenas o último apresentou significância estatística (p<0,05). Níveis estatisticamente maiores de ansiedade e depressão foram encontrados também no grupo 2 em relação ao 1 (p<0,05). A análise dos resultados do questionário MIDAS demonstrou que o grupo 2 apresentou níveis de incapacidade (dias perdidos por causa da cefaléia) significativamente maiores em 4 das 5 perguntas e no total de dias (p<0,05). Conclusões: O diagnóstico adicional de Enxaqueca, numa população com Dor Miofascial, exerce forte impacto na severidade da dor e na qualidade de vida do paciente.
Título em inglês
Impact of migraine and TMD subgroups on pain intensity in patients with myofascial pain
Palavras-chave em inglês
Disability
Migraine
Orofacial pain
Psychological factors
Temporomandibular disorders
Resumo em inglês
Objectives: To assess the impact of migraine, tension-type headache and TMD subgroups on pain levels of masticatory and cervical Myofascial Pain (MFP) patients. Moreover, to compare anxiety and depression scores, pain intensity and associated characteristics in MFP patients with and without migraine. Material and Methods: The sample was comprised by 203 consecutive patients, mean age of 40,3 (89.9% of females), primarily diagnosed with MFP, who presented to the UCLA Orofacial Pain Clinic. Secondary diagnoses of Migraine, Tension-Type Headache, Osteoarthritis and Capsulitis were also included. Linear Regression Analysis was used to assess the impact. In order to compare group 1 (Myofascial Pain) with group 2 (Myofascial Pain + Migraine) regarding pain objective (palpation scores) and subjective (VAS) levels, anxiety (BAI) and depression (BDI) scores, mood problems, jaw function problems and sleep quality (VAS), and disability levels (VAS and MIDAS), Mann-Whiney test was performed. A significance level of 5% was adopted. Results: The regression model detected a significant impact of all diagnoses included (p<0,05) on the pain levels of the MFP patients, with higher beta values for Osteoarthritis (0,314), followed by Migraine (0,299), Capsulitis (0,224) and Tension-Type Headache (0,232). Mann- Whitney test revealed that group 2 presented significantly higher pain levels on palpation of masticatory and cervical muscles in comparison to group 1 (p<0,05). Group 2 also presented higher levels of subjective pain, with statistical significance for "pain at the moment" and "highest pain" (p<0,05). Additionally, the group 2 showed higher levels of mood problems, disability, jaw function impairment and sleep problems than group 1 with statistical significance for the later (p<0,05). Significant higher levels of anxiety and depression were found in group 2 as well (p<0,05). MIDAS questionnaire revealed that group 2 presented significantly higher levels of disability (number of missed days due to the headache) on 4 out of 5 questions and on the total of missed days (p<0,05). Conclusions: Additional diagnosis of Migraine demonstrated a significant impact on pain intensity and life quality of patients with Myofascial Pain. Clinicians should approach both conditions in order to achieve better treatment outcomes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.