• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2011.tde-21032012-154845
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Federico Franco Alvarez
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2011
Orientador
Banca examinadora
Sant'Ana, Adriana Campos Passanezi (Presidente)
Greghi, Sebastiao Luiz Aguiar
Ruiz, Karina Gonzales Silvério
Título em português
Influência do ângulo entre a crista óssea e a superfície radicular na profundidade do sulco gengival clínico
Palavras-chave em português
Gengiva ceratinizada
Influência do ângulo dente/crista óssea
Profundidade do sulco gengival
Resumo em português
Foi desenvolvido projeto de pesquisa clínica e radiográfica para avaliar a influência do ângulo formado entre a superfície dental e a crista óssea na determinação da profundidade de sondagem do sulco gengival e complementarmente no comportamento da margem gengival por vestibular de dentes molares inferiores inclinados para mesial. Para tanto foram incluídos 30 sítios mesiais e 30 distais no grupo teste, com igual número de sítios controles de molares inferiores com inclinação normal. Nos dentes que forneceram esses sítios também foi feita a determinação da profundidade do sulco gengival na região vestibular central do dente, identificando-se a qualidade e quantidade de gengiva ceratinizada, respectivamente pela metodologia de Kan et al. (2010) e pela mensuração com sonda periodontal da distância da margem gengival à junção mucogengival. Foram incluídos pacientes periodontal e sistemicamente saudáveis, excluindo-se pacientes que tivessem sido submetidos a procedimentos ósseos regenerativos prévios nas áreas de interesse, diabéticos relutantes ao controle médico, usuários de drogas e/ou álcool, portadores de alterações sistêmicas que interfiram no metabolismo ósseo (como por exemplo, osteoporose e hiperparatireoidismo). Os exames foram realizados por examinador competente, devidamente calibrado. Para análise radiográfica as imagens foram transferidas para o computador, realizando-se as mensurações dos ângulos interessados com o programa de computador MB-Ruler Pro (MB-Software solutions). A análise estatística foi realizada no programa GraphPad Prism versão 5.03 para Windows (GraphPad, Usa). Os resultados obtidos em linhas gerais mostraram que houve influência significativa do ângulo entre a superfície dental e a crista óssea (p > 0,0001) na determinação do sulco gengival proximal em áreas de dentes inclinados, porém não há essa influência na profundidade de sondagem do sulco gengival por vestibular para áreas com qualidade e quantidade de gengiva comparáveis ao controle (p=0,08). A despeito desses resultados, não se encontrou correlação definida entre nenhum dos parâmetros de interesse analisados. Dentro dos limites do estudo os resultados também evidenciaram que, embora possam ocorrer variações desses parâmetros, a saúde periodontal pode ser mantida pelo indivíduo nas condições analisadas.
Título em inglês
Influence of the angle between the bone crest and root surfaces in the depth of the clinical gingival sulcus
Palavras-chave em inglês
Gingival sulcus depth
Keratinized gingiva
Tooth/bone crest angle influence
Resumo em inglês
A clinical and radiographic research project was developed to assess the influence of the angle formed between the tooth surface and the alveolar bone crest in determining the probing depth of the gingival sulcus and complementary also to evaluate the behavior of the buccal gingival margin of mesially inclined molars. Therefore, 30 mesial and 30 distal sites of inclined lower molars were included in the test group, with an equal number of sites of lower molars with normal inclination in the control group. In addition in all the teeth of both test and control groups the depth of the clinical gingival sulcus at the central buccal region of the tooth was assessed by measuring with a periodontal probe, identifying the quality of the keratinized gingiva through the methodology of Kan et al. (2010) and determining the width of keratinized gingiva by measuring the distance from the free gingival margin to the mucogingival junction. The study was done in systemic and periodontally healthy individuals, excluding patients who had undergone bone-regenerative procedures in the areas of interest, diabetics reluctant to medical control, alcohol and / or drug users, and individuals suffering from systemic conditions that might interfere with bone metabolism (like osteoporosis and hyperparathyroidism). The examinations were performed by a competent and properly calibrated examiner. The radiographic images were then transferred to a computer in order to analyze the measurements of the involved angles with the computer program MB-Ruler Pro (MB-Software solutions). Statistical analysis was performed using GraphPad Prism version 5.03 for Windows (GraphPad, Usa). The results in general showed that there was significant influence of the angle between the tooth surface and the alveolar bone crest on the depth of the gingival sulcus in proximal areas of inclined teeth (p > 0,0001), but there was no such influence in the probing depth of the buccal gingival sulcus of these inclined molars provided that the quality and quantity of gingiva were similar to controls comprised by molars with normal inclination (p=0,08). Despite this significance, there was no definite correlation between any of the analyzed parameters of interest. The results also showed that, although there may be variations of these parameters, within the limits of this study the conditions of periodontal health can be maintained by the individual.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.