• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2010.tde-02062011-100210
Documento
Autor
Nome completo
Simone Eloiza Sita Faustino
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2010
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Denise Tostes (Presidente)
Crivelini, Marcelo Macedo
Lourenco, Simone de Queiroz Chaves
Miyazawa, Marta
Taveira, Luis Antonio de Assis
Título em português
VEGF-C e densidade de vasos linfáticos em carcinoma espinocelular de boca: associação com as metástases linfonodais ocultas e com o prognóstico dos pacientes
Palavras-chave em português
Carcinoma espinocelular
Metástase linfática
Metástase neoplásica
Neoplasias bucais
Prognóstico
Vasos linfáticos
Resumo em português
Este estudo avaliou a densidade vascular linfática (DVL) em relação a expressão do fator de crescimento endotelial vascular-C (VEGF-C) pelas células tumorais, bem como verificou a associação com variáveis clínicas e microscópicas de pacientes portadores de carcinoma espinocelular de boca (CEC). Oitenta e sete pacientes com CECs primários, clinicamente T1N0M0 ou T2N0M0, com metástase linfonodal oculta (pN+) e sem (pN0), foram analisadas após tratamento no Hospital do Câncer A.C. Camargo, São Paulo, Brasil. Amostras dos tumores emblocados em parafina foram seccionadas e coradas com os anticorpos primários anti-podoplanina e anti-VEGF-C humanos. Os vasos linfáticos foram contados nas regiões intratumoral (DLI) e peritumoral (DLP) em vinte campos microscópicos (400X) sequenciais e em cinco campos microscópicos (400X) por hot spot de cada tumor. As médias das densidades linfáticas, intratumoral e peritumoral, foram obtidas isoladamente e usadas como pontos de corte da amostra, dividindo-a em tumores com alta densidade linfática e baixa densidade linfática. As associações entre DLI / DLP e a expressão de VEGF-C ou em relação aos parâmetros clínicos e microscópicos avaliados foram obtidas pelo teste do qui-quadrado ou teste exato de Fisher. As taxas de sobrevidas, acumuladas em cinco e dez anos, foram calculadas pelo método de Kaplan-Meier e comparadas pelo teste log-rank (=5%). Não houve associação estatisticamente significativa entre a expressão de VEGF-C nos CECs de boca e os parâmetros clinicopatológicos avaliados. Os pacientes com alta DLP apresentaram maiores taxas de sobrevida específica por câncer (p=0,044) e sobrevida livre de doença (p=0,016). Houve associação estatística significativa entre a alta DLI e a maior ocorrência de recidiva regional nos pacientes da amostra (p=0,047). Entretanto, a alta DLI não foi suficiente para influenciar a sobrevida livre de doença desses pacientes do ponto de vista estatístico. DLP e DLI não se mostraram fatores preditivos para a ocorrência de metástases ocultas nos linfonodos regionais dos pacientes com CEC de boca em estádios clínicos precoces.
Título em inglês
VEGF-C and lymphatic vessel density in oral squamous cell carcinoma: association with occult lymph node metastasis and patients prognosis
Palavras-chave em inglês
Lymphatic metastasis
Lymphatic vessels
Mouth neoplasms
Neoplasm metastasis
Prognosis
Squamous cell carcinoma
Resumo em inglês
This study evaluated the lymphatic vesssel density (LVD) in correlation with the vascular endothelial growth factor-C (VEGF-C) expression by tumors cells and with clinical and pathological variables in patients with oral squamous cell carcinomas (OSCC). Eighty-seven patients with primary OSCC, clinically T1N0M0 or T2N0M0, with occult lymph-node metastases (pN+) and without (pN0), were analysed after treated in the A. C. Camargo Cancer Hospital, São Paulo, Brazil. Archived paraffin-embedded tumor specimens were sectioned and stained with anti- human podoplanin and VEGF-C antibodies. Lymphatic vessels were counted in intratumoral (ILVD) and peritumoral (PLVD) areas in twenty sequential high-power fields and in five hot spot high-power fields from each tumor. Average values were obtained and used as cutoff point. The correlations between ILVD/PLVD and VEGF-C expression as well as clinicopathological parameters were obtained by chi-square test or Fishers exact test. The 5 and 10-year survival rates were calculated by the Kaplan-Meier method and compared by log-rank test. No statistically significant difference was found between VEGF-C expression in OSCC in regard to clinicopathological parameters. An association between the ILVD and regional recurrence was found (p=0.047) and the PLVD showed associations with disease-specific survival (p=0.044) and disease-free survival (p=0.016). These findings indicate that high ILVD may influences the regional recurrence in neck lymph nodes of patients with early OSCC, however this data was not enough to influence the disease-free survival of these patients with a statistically significant association. PLVD or ILVD did not show predictive value for occult lymph-node metastases in the early stages of OSCC.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.