• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2016.tde-06122016-110049
Documento
Autor
Nome completo
Neli Pialarissi Caçador
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2003
Orientador
Banca examinadora
Greghi, Sebastiao Luiz Aguiar (Presidente)
Sant Ana, Adriana Campos Passanezi
Svidzinski, Terezinha Inez Estivalet
Título em português
Estudo comparativo sobre a colonização por leveduras no sulco gengival de diabéticos tipo 1
Palavras-chave em português
Diabetes mellitus
Doenças periodontais
Gengiva
Resumo em português
Comparou-se pacientes diabéticos tipo 1 com pacientes controles saudáveis, para avaliar as condições periodontais e da mucosa, identificar, qualificar e inter-relacionar, com o nível glicêmico do diabético, a presença de leveduras na gengiva e na saliva, através de: teste de hemoglobina glicosilada, índice de placa, índice gengival, índice de sangramento gengival, o nível de inserção, a profundidade de sondagem, exame radiográfico, inspeção da mucosa, teste de fluxo salivar e exame microbiológico. As diferenças não foram significantes quanto às condições periodontais e de mucosa, entre os pacientes, nem quanto à prevalência de leveduras entre os locais amostrados, exceto que os pacientes diabéticos mais velhos apresentaram nível de inserção clínica 77% maior que os mais jovens e o dobro de leveduras que os demais grupos. A C. albicans foi a levedura mais freqüente. Concluiu-se que houve uma leve tendência dos pacientes diabéticos apresentarem uma susceptibilidade aumentada à doença periodontal e maior frequência de leveduras, não podendo generalizar e estender os resultados de uma população tão pequena, sugerindo que se avalie uma população maior.
Título em inglês
Comparative study of yeast colonization in the gingival crevice of diabetes mellitus type 1 patients
Palavras-chave em inglês
Diabetes mellitus
Gingiva
Periodontal diseases
Resumo em inglês
This work assessed (a) the differences of periodontal and soft tissue conditions, between diabetics type 1 patients, (b) the prevalence and comparison of yeast in gingival and saliva, (c) possible association between yeast with glycaemic conditions of the diabetic patients. Twenty-four patients were subdivided in 3 groups: diabetic subjects aging from 13 to 19 years (A) and aging from 20 or more years (B) and healthy controls (C) with periodontal diseases, aging from 20 or more years. There were performed the hemoglobin glycated test, radiological examination, anamnestic information, periodontal and soft tissues condition, salivary flow and microbiological analysis of the gingival and saliva; the plaque index, gingival index, bleeding sulcular index, clinical attachment level and probing depth were recorded. There were no significant differences in relation to the periodontal and mucosa conditions between diabetic patients, exception was to group B that showed 77% more attachment loss than group A. The results showed no significant differences in the prevalence of yeast, however there were twice more numbers of yeast in group B. C. albicans was the most frequent detected yeast. Although data from this study were not significant, a slightly tendency to a high prevalence of yeast and an increased susceptibility to periodontal diseases in diabetic population were shown. So, it would be prudent to elucidate in a greater population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.