• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.25.2001.tde-15032005-105759
Documento
Autor
Nombre completo
José Alfredo Gomes de Mendonça
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2001
Director
Tribunal
Passanezi, Euloir (Presidente)
Bosco, Alvaro Francisco
Greghi, Sebastiao Luiz Aguiar
Ruiz, Luis Fernando Naldi
Souza Junior, Mario Honorato da Silva e
Título en portugués
Avaliação e análise das distâncias biológicas do periodonto mediante nova metodologia.
Palabras clave en portugués
distâncias biológicas
doenças periodontais
periodontia
periodonto
Resumen en portugués
A multifatoriedade da causa da doença periodontal dificulta sobremaneira o diagnóstico, prognóstico e plano de tratamento. Com o desenvolvimento da biotecnologia dos materiais, acreditamos que a solução para o tratamento das sequelas da doença periodontal esteja próxima de um desfecho favorável ao clínico e ao paciente. Os métodos de controle da doença periodontal ainda são limitados e o surgimento de equipamentos de alta sensibilidade se faz necessário para viabilizar a detecção prévia da perda de inserção. Os parâmetros das distâncias biológicas preconizadas por Gargiulo e colaboradores, atualmente ditam os protocolos dos procedimentos protéticos, estéticos, cirúrgicos e de manutenção dos pacientes periodontalmente tratados, com a finalidade de garantir a homeostasia dos periodontos de sustentação e proteção. Foram realizados por um único operador 396 medidas em 66 dentes adjacentes de 32 pacientes que se submeteriam à tratamento de fixação de implantes osseointegrados, sem distinção de raça ou sexo, com idade compreendida entre 15 e 68 anos, 13 do sexo masculino e 19 do sexo feminino, 4 fumantes e 28 não fumantes. O objetivo da investigação foi analisar a espessura dos tecidos moles com o uso do equipamento SDM - (técnica não invasiva), correlacionando-o com parâmetros já conhecidos para análise das distâncias biológicas como: profundidade de sondagem clínica manual, espessura da crista óssea, distância da margem gengival até o nível ósseo e índice dicotômico de sangramento à sondagem, na tentativa de determinar uma correlação mais acurada entre os parâmetros já conhecidos das distâncias biológicas dos periodontos de proteção e sustentação. Pelos resultados obtidos, concluiu-se neste trabalho que uma crista óssea fina suporta tecido com conteúdo de colágeno mais frágil e condição homeostática pior; a distância da margem gengival à crista óssea apresentou uma média ligeiramente inferior a 2.73mm encontrada por GARGIULO e colaboradores13, ficando na casa dos 2,507mm; as distâncias biológicas nos dentes anteriores são maiores do que nos dentes posteriores; a largura da mucosa ceratinizada é maior nos incisivos e caninos em relação a pré-molares e molares. Existem fortes correlações entre: a profundidade de sondagem e a espessura da mucosa ceratinizada; a profundidade de sondagem e a distância da margem gengival até a crista óssea; a largura e a espessura da mucosa ceratinizada; a profundidade de sondagem (PS) e a distância da margem gengival à crista óssea para os incisivos e caninos. Nos sítios com espessura óssea normal existe uma forte correlação entre a profundidade de sondagem e a distância da margem gengival-crista óssea, assim como entre a largura da mucosa ceratinizada e distância da margem gengival-crista óssea. Nos sítios com espessura óssea grossa, quanto maior a profundidade de sondagem, maior a espessura da mucosa ceratinizada.Quando o índice gengival=0, a espessura da mucosa ceratinizada apresenta também uma forte correlação com a profundidade de sondagem e com a largura da mucosa ceratinizada.
Título en inglés
Valuation and analyses of biologic width of periodontics according to new methodology
Resumen en inglés
The multiple causes for periodontal disease makes very difficult the diagnosis, prognostic and the treatment planning. With the development of material biotechnology, we believe that the solution to the sequelae from periodontal disease is close to have a favourable outcome both to the clinician and to the patient. The methods to control periodontal disease are still limited and the appearance of high sensitive equipment is necessary to make feasible the previous detection of attachment loss. The parameters of the periodontal spaces advocated by Gargiulo and cols determine the prosthetic, esthetic, and surgical current protocols as well as the maintenance of the treated patients in order to garantee the homeostasis of both protection and supporting periodontium. Three hundred ninety-six measures in adjacent teeth of 32 patients were made by only one clinician, these patients would undergo osseointegrated implants, and they were not distinguished by race or gender, the age group was from 15 to 68 years old, 13 males and 19 females, 4 smokers and 28 non-smokers. The objective of this investigation was to analyse the effectiveness of a sonar to evaluate the soft tissues thickness – SDM – (non-invasive technique), making a relationship with the known parameters of the periodontal spaces such as manual probing depth, the alveolar bone thickness, the distance between the gingival margin to the bone crest and the dichotomic bleeding following probing; trying to determine a more accurated relationship among the parameters of the periodontal spaces already known. According to the obtained results, we concluded that a thin bone crest support a tissue with a more fragile collagen and with worse homeostasis, the distance between the gingival margin to the bone crest showed an average of 2,507 mm, slightly smaller than the one found by Gargiulo and cols, which was 2,73mm; the periodontal spaces in the anterior teeth are bigger than in the posterior ones; the keratinized mucosa width is bigger in incisives and canines than in premolars and molars. There are strong relationships between probing depth and keratinized mucosa thickness; probing depth and distance from gingival margin to bone crest, width and thickness of keratinized mucosa; probing depth and the distance from the gingival margin to the bone crest for incisives and canines. Where there is normal bone thickness, there is a strong relashionship between probing depth and the distance from the gingival margin to the bone crest, as well as between the keratinized mucosa width and the distance from the gingival margin to the bone crest. Where the bone thickness is dense, the bigger is the probing depth, the bigger is the keratinized mucosa thickness. When the gingival index is 0, the keratinized mucosa thickness shows a strong relationship with the probing depth and with the keratinized width.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
JoseAlfredo.pdf (1.96 Mbytes)
Fecha de Publicación
2005-04-04
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.