• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2007.tde-15062007-130717
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Picoli
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2007
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Ivaldo Gomes de (Presidente)
Bramante, Clóvis Monteiro
Sousa Neto, Manoel Damião de
Tanomaru Filho, Mario
Taveira, Luis Antonio de Assis
Título em português
Avaliação da limpeza das paredes dos canais radiculares e da permeabilidade dentinária, após o uso da solução de EGTA isoladamente, ou sem associação com tensoativos
Palavras-chave em português
endodontia
limpeza dentinária
permeabilidade dentinária
soluções irrigantes
Resumo em português
Objetivou-se avaliar a limpeza das paredes dos canais radiculares instrumentados e a permeabilidade dentinária, após o uso da solução de EGTA isolada ou em associação com tensoativos. Para a análise da capacidade de limpeza, foram usados 25 incisivos centrais superiores humanos, instrumentados pela técnica step-back com limas tipo K e irrigados com hipoclorito de sódio a 2%. Após a instrumentação, os canais foram irrigados por um período de 5 minutos, com 10ml das seguintes soluções a serem testadas: Grupo 1- água destilada (controle negativo); Grupo 2 - EGTA a 15%; Grupo 3 - EGTA-C a 15%; Grupo 4 - EGTA-T a 15%; Grupo 5 - EDTA a 17% (controle positivo). Em seguida, os canais foram lavados com 10ml de água destilada, secos com cones de papel e as raízes foram fraturadas longitudinalmente e preparadas para microscopia eletrônica de varredura. Uma grade quadriculada, confeccionada digitalmente, foi sobreposta às fotomicrografias, obtidas dos terços cervical, médio e apical dos canais de cada grupo experimental, o que permitiu o cálculo da porcentagem de limpeza da superfície dentinária pela contagem do número de quadrantes limpos. Para a avaliação da permeabilidade dentinária, foram usadas 25 raízes de incisivos centrais superiores humanos instrumentados com as seguintes soluções irrigadoras: Grupo 1 - água destilada (controle negativo); Grupo 2 - EGTA a 15%; Grupo 3 - EGTA-C a 15%; Grupo 4 - EGTA-T a 15%; Grupo 5 - EDTA a 17%. Foram utilizados 3ml da solução estudada a cada troca de instrumento. Os canais foram, então, irrigados com 10ml de água destilada, e secos. A superfície externa das raízes foi impermeabilizada com exceção do ápice e da superfície cervical. Em seguida as raízes foram imersas em sulfato de cobre e, posteriormente, em ácido rubeânico, ambos sob vácuo. Foram, então, obtidos fragmentos dos terços cervical, médio e apical, por meio de cortes transversais das raízes de cada grupo experimental. Estes fragmentos foram fotografados, e a área de penetração dos íons cobre na dentina, evidenciada pela reação com o ácido rubeânico (coloração negra), foi mensurada em computador (programa ImageTool 3.0), o que possibilitou quantificar a permeabilidade dentinária. Os testes estatísticos permitiram concluir que, tanto em relação à capacidade de limpeza da superfície dentinária, como em relação à capacidade de promover o aumento da permeabilidade dentinária, as soluções irrigadoras estudadas puderam ser agrupadas em ordem decrescente do seguinte modo: EDTA, EGTA-T, EGTA-C, EGTA, Água destilada. A adição de tensoativos à solução de EGTA resultou em uma melhora de sua capacidade de limpeza da superfície dentinária e no aumento da permeabilidade da dentina. Apenas a solução de EGTA-T a 15% apresentou resultados estatisticamente semelhantes à solução de EDTA a 17%, tanto em relação à limpeza, quanto à permeabilidade da dentina. Houve uma correlação diretamente proporcional entre os resultados obtidos nos dois experimentos realizados: quanto maior a capacidade de limpeza promovida pela solução quelante estudada, maior a permeabilidade da dentina das paredes do canal.
Título em inglês
Evaluation of the root canal walls cleanness and dentin permeability, after the use of the EGTA solution isolated or associated with tensoactives
Palavras-chave em inglês
dentin cleanness
dentin permeability
endodontics
irrigating solutions
Resumo em inglês
The objective was to evaluate the root canal dentin cleanness and the dentin permeability, after the use of the EGTA solution isolated or in association with tensoactives. For the analysis of the dentin cleanness capacity, 25 human upper central incisors were used, prepared by the step-back technique with K type files and irrigated with 2% sodium hypoclorite. Then, the root canals were irrigated for 5 minutes, with 10ml of the following solutions: Group 1 - distilled water (negative control); Group 2 - 15% EGTA; Group 3 - 15% EGTA-C; Group 4 - 15% EGTA-T; Group 5 - 17% EDTA (positive control). Soon afterwards, the root canals were irrigated with 10ml of distilled water and dryed with paper points. The roots were fractured longitudinally and prepared for scanning electronic microscopy. A digitally manufactured grid was superposed to the obtained digital photomicrographs of the cervical, middle and apical thirds of each specimen of the experimental groups. That allowed the calculation of the cleanness percentage of the root canals dentinal surface by counting the number of clean quadrants. For the evaluation of the dentin permeability, 25 roots of human upper central incisors were prepared with the following irrigating solutions: Group 1 - distilled water (negative control); Group 2 - 15% EGTA; Group 3 - 15% EGTA-C; Group 4 ? 15% EGTA-T; Group 5 - 17% EDTA (positive control). During instrumentation, at each instrument change, the root canals were irrigated with 3ml of the studied solution. After instrumentation, the root canals were irrigated with 10ml of distilled water and dryed. The external surface of the roots was made waterproof, except for the apex and the cervical surface. Then, the roots were immersed in copper sulfate and, later, in rubeanic acid, both under vacuous condition. Fragments of the cervical, middle and apical thirds were obtained through transverse cuts of the roots of each experimental group. These fragments were photographed, and the area of penetration of the copper ions into the dentine, evidenced by its reaction with the rubeanic acid (black coloration), was mensured in the computer (ImageTool 3.0 software). That made possible to quantify the dentin permeability. The data obtained in both experiments were submitted to the statistical analysis. The results showed that the studied solutions could be arranged in a decreasing order of dentin cleanness capacity and dentin permeability: EDTA, EGTAT, EGTA-C, EGTA, distilled Water. The tensoactive addition to the EGTA solution resulted in an improvement of its dentin cleanness capacity and an increase of the dentin permeability. Only the 15% EGTA-T experimental solution presented statistical similar results as the ones presented by the 17% EDTA solution (p>0,05) (for both the dentin cleanness, and the dentin permeability). There was a directly proportional correlation among the results obtained in the two accomplished experiments: the greater the cleanness capacity promoted by the studied solution, the greater the dentin permeability of the root canal walls.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FabioPicoli.pdf (4.11 Mbytes)
Data de Publicação
2007-07-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.