• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2010.tde-01062011-111413
Documento
Autor
Nome completo
Isabel Cristina Meneghetti
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2010
Orientador
Banca examinadora
Assis, Gerson Francisco de (Presidente)
Cestari, Tânia Mary
Damasceno, Débora Cristina
Título em português
Efeito terapêutico do chá verde na morfologia das glândulas submandibulares de ratos com diabetes induzido pela estreptozotocina
Palavras-chave em português
Camellia sinensis
Diabetes Mellitus
Glândula submandibular
Resumo em português
A Camellia sinensis, vem sendo amplamente estudada, em função das suas propriedades medicinais, devido aos polifenóis com funções antioxidantes, tendo seu uso propostos como terapêutica para algumas doenças metabólicas como o Diabetes mellitus. A ingestão diária de antioxidantes, principalmente com compostos fenólicos pode retardar o aparecimento destas doenças. O atual trabalho o avaliou possível efeito terapêutico do chá verde (Camellia Sinensis) em ratos diabéticos induzido pela estreptozotocina, parâmetros clínicos (peso, ingestão hídrica) e laboratoriais (glicemia de jejum, colesterol total, triglicérides, proteínas totais, albumina e uréia) esse efeito na glândula submandibular pelo método morfométrico. Cento e sessenta ratos machos com 2 meses de idade foram distribuídos inicialmente em controle (n = 80) e diabéticos (n = 80). Os animais do grupo controle água (CA) e diabético água (DA) consumiram água como dieta líquida e os animais dos grupos controle chá (CC) e diabético chá (DC) receberam apenas dieta líquida de chá verde. Os parâmetros bioquímicos e morfométricos foram avaliados nos períodos experimentais de 15, 30, 60 e 90 dias (n = 5), após a indução. Os resultados mostraram que: a) a ingestão hídrica dos animais dos grupos DA e DC foram em média 6 vezes maior em relação aos controles; b) aos 15 dias, todos os animais dos grupos CA, CC e DA apresentaram aumento nos índices glicêmicos final de, respectivamente, 45 mg/dL, 65 mg/dL e 88mg/dL em relação ao período inicial, enquanto que todos os animais do grupo DC tiveram seus índices glicêmicos reduzidos em média de 119 mg/dL; c) nos ratos diabéticos o perfil bioquímico das proteínas totais e albumina foram menores em relação aos controles e o da uréia maior, enquanto que, o colesterol total, triglicérides não apresentaram diferenças; d) os ácinos das glândulas submandibulares dos animais dos grupos DA e DC exibiram aumento da eosinofilia citoplasmática e ausência da bosofilia basal, indicativos de alteração no conteúdo protéico e na síntese protéica, além de núcleos picnóticos, indicativos de morte celular por apoptose. Morfometricamente, o volume individual das células acinosas aumentou, enquanto que, o número total de células diminuiu, mantendo o volume total dos ácinos constante durante todo período experimental; e) os ductos granulosos, no grupo CA apresentaram aumento de 125% no seu volume total entre 15 e 90 dias, decorrente do desenvolvimento desta estrutura, aumentando o número e o volume celular. Já, nos DA e DC, o número e o volume individual das células mantiveram-se constante durante todo período experimental. Com base nos resultados obtidos, podemos inferir que a glândula submandibular é um órgão afetado pelo diabetes e a terapêutica utilizada neste experimento (Camellia sinensis) não foi efetiva para o tratamento do diabetes crônica.
Título em inglês
Therapeutic effect of green tea on the morphology of the submandibular glands streptozotocin-induced diabetic rats
Palavras-chave em inglês
Camellia sinensis
Diabetes mellitus
Submandibular gland
Resumo em inglês
The Camellia sinensis, has been widely studied because of their medicinal properties due to the polyphenols with antioxidant functions, and proposed its use as treatment for various metabolic disorders such as diabetes mellitus. The daily intake of antioxidants, mainly phenolic compounds may prevent or delay onset of these diseases. In this study, the possible therapeutic action of green tea (Camellia Sinensis) in diabetic rat induced chemically by streptozotocin was evaluated by clinical (weight, water intake) and laboratory parameters (fasting glucose, total cholesterol, triglycerides, total protein, albumin and urea) and its effect in the submandibular glands by morphometric methods. One hundred and sixty male rats with 2 months of age were distributed initially in control (n = 80) and diabetic (n = 80). The animals of the water control (WC) and water diabetic (WD) groups received only regular drinking water and green tea control (GTC) and green tea diabetic (GTD) groups received green tea solution ad libitum. Morphometric and biochemical parameters were evaluated after 15, 30, 60 and 90 days (n = 5) after induction. The results showed that: a) the water intake of animals from group WD and GTD were six times higher on average than control groups; b) at 15 days, all animals of the WC, WD and GTC groups showed an increase of the glycemic index of, respectively, 45 mg/dL, 65 mg/dL and 88 mg/dL compared to the initial period, while that all animals in CTD group, showed a decrease of 119mg/dL; c) in the diabetic rats of WD and GTD groups the total protein and albumin levels were lower than control groups and urea level higher, whereas, the total cholesterol and triglyceride did not show significant differences, d) the acini of submandibular glands of animals in groups WD and GTD showed increase of the cytoplasmic eosinophilia and absence of the basal basophilia, which may be indicative of changes in protein content and/or structure, and pyknotic nuclei indicative of cell death. Morphometrically, the volume of acinar cells increased, whereas the cell number decreased, maintaining the total volume of acini constant throughout the experimental period, e)the granular convoluted tubules in development showed an increase of 125% between 15 and 90 days in the WC group, due to increase in the number and volume of its cells. In DA and DC groups, the number and volume of cells remained constant throughout the experimental period. Based on the results, we infer that the submandibular gland is an organ affected by diabetes and that the green tea (Camellia sinensis) therapy used in this experiment is not effective for the treatment of chronic diabetes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.