• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-04122013-091051
Documento
Autor
Nome completo
Ana Beatriz Sacomano Montassier
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Abramides, Dagma Venturini Marques (Presidente)
Azoni, Cíntia Alves Salgado
Costa, Aline Roberta Aceituno da
Título em português
Atenção visual em crianças e adolescentes com distúrbio de aprendizagem
Palavras-chave em português
Aprendizagem
Atenção
Tempo de reação
Resumo em português
A atenção encontra-se incluída no grupo de funções psíquicas, agrupadas sob o nome de funções cognitivas que subsidiam o processo de aprendizagem escolar. Em relação à atenção visual, a literatura vem apontando a existência de diferenças no tempo de reação a estímulos visuais entre escolares com e sem distúrbios de aprendizagem (DA). Neste sentido, o objetivo deste estudo foi caracterizar a função atencional visual em escolares com DA. Participaram deste estudo 50 escolares, sendo 25 com o diagnóstico de distúrbio de aprendizagem, formando o grupo de estudo (GE), e 25 crianças sem queixas escolares, formando o grupo controle (GC), com faixa etária entre oito e 14 anos de idade. Os instrumentos utilizados foram o Teste de Atenção Visual (TAVIS4), um teste computadorizado composto por três tarefas para avaliar a capacidade atentiva de sustentar, selecionar e mudar o foco de atenção para estímulos visuais e da impulsividade motora, e a Escala de Conners na forma abreviada para professores, apropriado para discriminar crianças com problemas de comportamento e com sintomas de TDAH. Os resultados evidenciaram que o tempo de reação médio (TRM) do GC foi significativamente menor que o do GE na tarefa de atenção sustentada. O GE também apresentou diferença estatística significativa na atenção alternada, com menor número de acertos (NA), maior número de erros por omissão (EO) e maior número de erros por ação (EA). Na Escala de Conners a pontuação do GE foi maior do que do GC. Houve correlação entre os testes nas tarefas de atenção alternada e nas tarefas de atenção sustentada para o número de acertos (NA), erros por omissão (EO) e erros por ação (EA). Podemos inferir que as crianças com DA apresentam déficit dos processos atencionais, embora não possam ser caracterizadas com o TDAH. No subgrupo dos adolescentes houve diferença significativa na atenção seletiva para o número de erros por omissão (EO), no TRM da atenção sustentada e na atenção alternada para número de erros por omissão (EO) e erros por ação (EA). Houve correlação entre os testes, neste subgrupo do GE e GC na atenção seletiva para o número de acertos (NA), erros por omissão (EO) e erros por ação (EA). Portanto, os maiores índices apontados na escala (déficit atencional) estão associados aos piores resultados dos participantes nas tarefas de atenção alternada e sustentada. Pode-se observar que quanto maior a idade dos participantes, melhor é a capacidade de atenção seletiva, sustentada e alternada. Desta maneira, o TMR mais baixo do subgrupo dos adolescentes em comparação com o grupo geral pode evidenciar a melhora da atenção com o desenvolvimento. Porém, os adolescentes do GE apresentaram melhor desempenho do que as crianças, ou seja, algumas alterações notadamente persistem quando comparadas ao GC sugerindo uma disfunção dos mecanismos neuropsicológicos subjacentes ao processamento da atenção visual nos adolescentes com DA.
Título em inglês
Visual attention in children and adolescents with learning disorder
Palavras-chave em inglês
Attention
Learning
Reaction time
Resumo em inglês
Attention is included in the group of psychic functions, grouped under the name of cognitive functions, and that support the learning process in school. Regarding the visual attention, literature has pointed to the existence of differences in reaction time to visual stimuli between students with and without learning disabilities (LD). In this sense, the purpose of this study was to characterize the visual attentional function in children with LD. A total of 50 students, including 25 with learning disorders without signs of Attention Deficit Disorder and Hyperactivity Disorder (ADHD), forming the study group (SG), and 25 children without impairments, forming the control group (CG) , aged between eight and 14 years old. The instruments used were the Test of Visual Attention (TAVIS4), computerized test consists of three tasks to assess the ability to sustain attentional, select and change the focus of attention to visual stimuli and motor impulsivity, and the Scale of the Conners abbreviated form for teachers, appropriate to discriminate children with behavior problems and ADHD signs. The results showed that the hit reaction time (HRT) of the CG was significantly less than the SG in the sustained attention task. SG also showed statistically significant differences in the alternating attention, with less number of right answers (RA), higher number of omission errors (OE) and higher number of commissions errors (CE). Scale of the Conners scores of GE was higher than the GC. There was a correlation between tests in alternating attention tasks and sustained attention tasks to the number of right answers (RA), omission errors (OE) and commission errors (CE). We may deduce that children with LD have deficits of attentional processes, although they cannot be characterized with ADHD. In the subgroup of adolescents was significant difference in selective attention to the number of omission errors (OE), the HRT of sustained attention and alternating attention to the number of omission errors (OE) and commission errors (CE). There was a correlation between tests, this subgroup of SG and CG in selective attention to the number of right answers (RA), omission errors (EO) and commissions errors (CE). So, the highest rates indicated on the scale (attentional deficits) are associated with worse outcomes of participants in the tasks of sustained and alternating attention. It can be observed that the higher the age of the participants, the better the ability of selective attention, sustained attention and alternating attention. That way, the HMT less subgroup of adolescents compared with the overall group may show an improvement in attention to development. However, adolescents SG improved their attentional capacity, but some changes persist especially when compared to CG suggesting a dysfunction of neuropsychological mechanisms underlying the processing of visual attention in adolescents with LD.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.