• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2011.tde-06122011-104734
Documento
Autor
Nome completo
Ivanildo Inacio de Lima
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2011
Orientador
Banca examinadora
Abramides, Dagma Venturini Marques (Presidente)
Ferrari, Deborah Viviane
Morato, Henriette Tognetti Penha
Título em português
Modelo Transteórico de aconselhamento (MTT) no período de pré-adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI)
Palavras-chave em português
Aconselhamento
Auxiliares de audição
Perda auditiva
Resumo em português
A deficiência auditiva pode ter impacto negativo na qualidade de vida do indivíduo interferindo nas esferas das atividades e participação. O Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) é uma alternativa viável de tratamento para grande parte desta população. Entretanto, a simples aquisição de AASI não garante a resolução da deficiência. Estudos vêm apontando benefícios do aconselhamento de ajuste pessoal ao usuário de AASI desde a etapa de diagnóstico audiológico, favorecendo o processo de adaptação. Neste sentido, o objetivo deste estudo foi analisar o modelo transteórico de aconselhamento (MTT) que tem permitido uma abordagem mais ampla do indivíduo de maneira a englobar o sistema de crenças e aspectos motivacionais em candidatos a uso de AASI. Participaram deste estudo 20 candidatos (10 homens e 10 mulheres), com idades entre 25 e 64 anos (média = 52,95 anos) e deficiência auditiva neurossensorial bilateral de grau variando entre leve e severa. As estratégias utilizadas para o aconselhamento foram: a Escala de Prontidão (EP) e a Balança Decisória (BD), ambas propostas pelo Ida Institute, e as Proposições de Babeu et al. (2004). O aconselhamento foi realizado em três sessões: após o diagnóstico audiológico; no retorno para o teste com AASI, mas antes do mesmo; e após, ao menos, uma semana de utilização do AASI. Em cada sessão eram aplicadas as três ferramentas. As atitudes dos participantes foram avaliadas nos três momentos por meio do Questionário de Atitudes frente à Deficiência Auditiva (ALHQ). Como resultado, os participantes de modo geral mostraram por meio da EP, nos três momentos, que consideravam ser muito importante a melhora da audição e percebiam-se preparados para o uso do AASI. A BD indicou os elementos a serem trabalhados e que levaram os participantes a atribuírem valores na EP e a escolha nas Proposições de Babeu et al. (2004) por meio de reflexões quanto às vantagens e desvantagens com relação à audição prejudicada e ao uso de AASI. Tanto a BD quanto as Proposições de Babeu et al. (2004) possibilitaram a discriminação do estágio de mudança a que cada participante se encontrava. A maioria dos participantes indicou o estágio de ação para a sua condição motivacional nos três momentos. Comparando as atitudes dos participantes nesses três momentos, foram evidenciadas diferenças estatisticamente significantes somente com a influência da experiência com AASI (subescalas de Negação da perda auditiva e Estratégias negativas de enfrentamento). Embora não tenham sido evidenciadas diferenças estatisticamente significantes sem esta influência, a diminuição na amplitude do desvio padrão nas subescalas de Estima Relacionada à Audição e Associações Negativas sugere uma tendência maior à disposição para mudanças a qual pode ser atribuída ao aconselhamento uma vez que nesta etapa o participante ainda não utilizava AASI. Conclui-se que, o MTT aplicado às etapas iniciais do processo de adaptação do AASI constitui em uma proposta objetiva e factível para que este processo englobe aspectos importantes tais como o sistema de crenças, ideias, sentimentos e a condição motivacional do candidato, permitindo identificar as diferenças individuais bem como organizar as próximas etapas do processo de adaptação.
Título em inglês
Transtheoretical Model of counseling (MTT) in the pre-fitting of Hearing Aids (HA)
Palavras-chave em inglês
Counseling
Hearing loss
Hearing Aids
Resumo em inglês
Hearing loss can negatively impact the quality of life of individuals, interfering their activities and participation. Hearing aids (HA) can be a viable treatment alternative for most of this population. However, the mere acquisition of HA does not guarantee the resolution of hearing loss. Researchers have emphasized the benefits of personal adjustment counseling for hearing aid users from audiology diagnostic step , facilitating the fitting process. This study, in particular, analyzed the transtheoretical model of counseling (MTT), which allows a broad approach to each individual, encompassing a system of beliefs and motivational aspects of the candidates who will begin using HA. This study included 20 volunteers10 men and 10 women) aged between 25 and 64 years (mean = 53 years) with bilateral sensorineural hearing loss varying between mild and severe. Three strategies were employed for counseling the volunteers, (1) the Readiness Scale (RS) strategy and (2) the Decisional Balance (DB) strategy, both from the Ida Institute, and (3) the Propositions of Babeu et al. (2004) strategy. Counseling was conducted during three sessions, (1) after the audiological diagnosis, (2) just prior to the first test with HA, and (3) after at least one week of using HA. During each session, the three strategies were applied. The attitudes of the participants were also evaluated over these three time periods using the Attitudes towards Loss of Hearing Questionnaire (ALHQ). Under the context of the RS strategy, the subjects demonstrated during the three sessions that was very important to improve ones hearing and perceived themselves prepared for hearing aid use. The BD strategy indicated elements to be improved, allowing participants to assign the values of the RS and chose the propositions of Babeu et al. (2004) by analyzing the advantages and disadvantages in relation to impaired hearing and the use of HA. Both the BD strategy and the propositions of Babeu et al. (2004) strategy allowed the discrimination of the stages of change that each participant experienced. Most participants indicated the action stage for their motivational condition during the three sessions. When comparing the attitudes of participants during these three sessions, significant differences were found only after using HA (subscales of "denial of hearing loss" and "negative coping strategies"). Although no statistically significant differences without this influence were found, the decrease in the amplitude of the standard deviation in the subscales of hearing-related esteem and negative associations might suggest that patients with out HA are more willing to change after counseling . It is concluded that when the MTT is applied to the initial steps of the hearing aid fitting process that an objective and feasible proposal can incorporate important aspects such as beliefs, ideas, feelings and motivational conditions of candidates, to identify their individual differences and organize the next steps of the fitting process, facilitating this process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.