• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2016.tde-08082016-182646
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Fernandes Godoy
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Brasolotto, Alcione Ghedini (Presidente)
Fabron, Eliana Maria Gradim
Honório, Heitor Marques
Mourão, Lucia Figueiredo
Silverio, Kelly Cristina Alves
Título em português
Efetividade do programa terapia vocal para idosos nas formas convencional e intensiva
Palavras-chave em português
Distúrbios da voz
Envelhecimento
Treinamento vocal
Resumo em português
A terapia vocal é a opção inicial de tratamento em casos de alterações vocais decorrentes do envelhecimento. Existem poucas propostas de intervenção específicas para esta situação e as análises dos seus efeitos são limitadas. O tratamento ocorre tradicionalmente na frequência de uma ou duas vezes semanais, no entanto algumas propostas sugerem uma abordagem intensiva, não havendo clareza quanto à melhor forma de aplicação. Sendo assim, este estudo tem o objetivo de verificar os efeitos de um programa de Terapia Vocal para idosos (TVI) e se há diferenças entre a administração do tratamento no formato intensivo e convencional. Foram encaminhados para terapia vocal 27 idosos randomizados em dois grupos, sendo que o Grupo Intensivo (GI) realizou 16 sessões quatro vezes por semana e o Grupo Convencional (GC), 16 sessões duas vezes semanais. Para a comparação dos efeitos da terapia foram avaliados os aspectos de qualidade de vida por meio do protocolo Qualidade de Vida em Voz (QVV), qualidade vocal por meio da avaliação perceptivoauditiva e laríngeos por meio da análise perceptivo-visual dos exames. O profissional que aplicou o tratamento foi cego quanto aos procedimentos de avaliação, realizados na semana anterior ao início dos atendimentos, na semana seguinte ao término do mesmo e um mês após. O programa TVI envolveu exercícios de diversas técnicas com potencial para melhorar os aspectos vocais impactados pelo envelhecimento Finalizaram o tratamento 25 idosos, 13 do GI e 12 do GC. Os resultados evidenciaram melhora quanto a qualidade de vida relacionada a voz e em relação à qualidade vocal, mas não nos aspectos laríngeos. Após um mês foi mantida a melhora no QVV e na qualidade de voz, soprosidade e instabilidade durante emissões sustentadas e qualidade vocal e rugosidade na fala. Não foram observadas diferenças entre a terapia intensiva e convencional à exceção do arqueamento de pregas vocais que diminuiu em 38,46% dos participantes do GI e em nenhum do GC. A conclusão do estudo é de que o programa TVI traz benefício na qualidade de vida relacionada a voz e na qualidade vocal de idosos, de maneira que a melhora é observada imediatamente e um mês após o tratamento. Além disso, a terapia no formato intensivo traz benefícios semelhantes à terapia convencional, porém o modelo intensivo pode trazer mais benefícios em relação ao arqueamento de pregas vocais. Os aspectos individuais de cada paciente devem ser considerados no momento da escolha da frequência do tratamento.
Título em inglês
Effectiveness of the method vocal therapy for elderly in the conventional and intensive approach
Palavras-chave em inglês
Aging
Vocal training
Voice disorders
Resumo em inglês
The voice therapy is the initial treatment option in cases of vocal changes due to aging. There are few specifics intervention proposals for these cases and the assessments of its effects are limited. The treatment traditionally occurs at the frequency of once or twice a week, however some methods suggests an intensive approach, there is no clarity as to the best way for applying. Therefore, this study aims to verify the effects of the method Vocal Therapy for Elderlies (VTE) and whether there are differences between the treatment administration in the intensive and conventional format. Underwent the vocal therapy 27 elderly randomized into two groups, whereas the Intensive Group (IG) accomplished 16 sessions four times a week and the Conventional Group (CG) 16 sessions twice a week. For the comparison of the effects of therapy were evaluated aspects of quality of life through the voice-related quality of life (V-RQOL) protocol, vocal quality through the auditory perceptual and laryngeal through the visual perceptive analysis of the exams. The professional who administered the treatment was blind as to the assessment procedures, accomplished in the week before the beginning of the sessions in the week following the end of it and one month after. The VTE method involved exercises of various techniques with potential to improve the vocal aspects impacted by aging. Finished the treatment 25 elderly, 13 in IG and 12 of CG. The results showed improvement as the voice related quality of life and in relation to perceptual vocal quality, but not in the laryngeal aspects. After a month was maintained improvement in V-RQOL and general vocal quality, breathiness and instability during sustained vocal emissions and general vocal quality and roughness in speech. No differences were found between the intensive therapy and conventional except the vocal fold bowing that decreased in 38.46% of participants of the IG and in none of the CG. The conclusion of the study is that the VTE method brings the benefit of voice related quality of life and vocal quality, so that the improvement is observed immediately and a month after the treatment. In addition, the therapy in intensive format provides similar benefits to conventional therapy, but the intensive approach can bring more benefits in relation to the vocal fold bowing. The individual aspects of each patient must be considered at the choice moment of the frequency of the treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.