• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2012.tde-12062012-161706
Documento
Autor
Nome completo
Tatiane Cristina Pereira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2012
Orientador
Banca examinadora
Hage, Simone Rocha de Vasconcellos (Presidente)
Costa, Aline Roberta Aceituno da
Misquiatti, Andréa Regina Nunes
Título em português
Normatização de Protocolo de Observação Comportamental (PROC): aspectos comunicativos e cognitivos de crianças com desenvolvimento típico de linguagem
Palavras-chave em português
Desenvolvimento da linguagem
Observação comportamental
Protocolo
Testes de linguagem
Resumo em português
Um grande número de crianças com menos de quatro anos de idade procura serviços de atendimento fonoaudiológico por estarem apresentando suspeitas de dificuldades quanto ao desenvolvimento adequado da linguagem. Entretanto, apesar de tal demanda, o fonoaudiólogo clínico ainda não encontra à sua disposição procedimentos sistematizados de avaliação que possam auxiliá-lo no sentido de promover um diagnóstico adequado. No intuito de contribuir para o delineamento do perfil comunicativo e cognitivo de crianças pequenas, este trabalho teve por objetivo obter valores de referência para protocolo de observação comportamental (PROC) sobre o desenvolvimento de habilidades comunicativas e de esquemas simbólicos em crianças com desenvolvimento típico de linguagem. Foram avaliadas 44 crianças entre 24 e 47 meses de ambos os gêneros, selecionadas em escolas de educação infantil, por meio de triagem do desenvolvimento global Denver II (TTDD II) e questionário com os pais. Todas as crianças foram filmadas durante 30 minutos em interação com um adulto em atividade envolvendo brinquedos. As gravações foram analisadas por meio do PROC. A análise estatística descreveu valores de média, mediana, valores mínimos e máximos. Foi utilizado o teste T de Student para comparação das idades. Foi considerado significativo valor de p<0,05. No que tange às habilidades comunicativas, as crianças do estudo mostraram evolução com a idade (média para três e dois anos, respectivamente: 58,12 e 51,44), apesar de não ter sido encontrada diferença estatisticamente significante para as faixas etárias comparadas (p=0,486). Na análise dos subitens habilidades dialógicas e funções comunicativas, a média das pontuações obtidas foram semelhantes para as duas faixas etárias, sendo que a função mais observada foi a instrumental para ambas. Já para os subitens meios de comunicação e nível de contextualização da linguagem, as crianças de três anos apresentaram maior pontuação. Quanto ao item compreensão verbal, as crianças de três anos obtiveram melhor desempenho que as de dois (respectivas médias: 59,41 e 50,70), havendo diferença estatisticamente significante (p=0,0000020). Em relação ao item aspectos do desenvolvimento cognitivo, as crianças de três anos apresentaram melhor desempenho em comparação com as de dois (respectivas médias: 44,53 e 31,96), havendo diferença estatisticamente significante entre as pontuações obtidas (p=0,00364), mostrando que as crianças evoluem na hierarquia do simbolismo. Em relação aos subitens forma de manipulação dos objetos, nível de desenvolvimento do simbolismo, nível de organização do brinquedo e imitação, as crianças de três anos obtiveram melhor pontuaçao que as de dois, excetuando-se no subitem Imitação. Portanto, na pontuação total do instrumento PROC, considerando todos os três itens avaliados, as crianças de três anos obtiveram maior pontuação em comparação às de dois, havendo diferença estaticamente significante entre os valores obtidos paras as faixas etárias, excetuando-se para o item Habilidades Comunicativas. A obtenção de valores de referência para o PROC veio combinar análise qualitativa e quantitativa, contribuindo, além do diagnóstico, para o acompanhamento objetivo de processos terapêuticos.
Título em inglês
Standardization of Behavioral Observation Protocol (PROC): communicative and cognitive aspects of children with typical language development
Palavras-chave em inglês
Behavior observer
Language development
Language tests
Protocol
Resumo em inglês
A large number of children under 4 years old go to speech therapy services because they are presenting difficulties on appropriate language development. However, although this demand, the speech pathologist does not have at his disposal systematized assessment procedures that can assist in promoting a proper diagnosis, differentiating possible language problems affecting this age group, or even make the appropriate guidance of the case, in terms of therapy, in terms of referrals to other professionals. In order to create standard procedures to contribute to a better evaluation of language development in children, this study aims to obtain reference values for behavioral observation protocol (PROC) on the development of communicative and symbolic schemes of children with typical language development. It has been evaluated 44 children between 24 and 47 months, both genders, selected from three different primary schools using Denver II development screening methodology (TTDD II) and also a questionnaire submitted to the parents. All children were filmed 30 minutes interacting with the researcher and playing with toys. The recordings were analyzed through PROC. The values that compose the statistical analysis are average, median, maximums and minimums. It has been used the T Student test to compare the ages. The significance was p<0.05. In regards to communication abilities, children had shown an evolution with age (average of three and two years old respectively 58.12 and 51.44), even though no significant statistical change was found in the range of ages compared (p=0.486). In the sub-item analysis performed over dialogical abilities and communication functions, the averages were similar for both age groups, being the instrumental function the one most observed. For the sub-items communication medium and language contextualization level, the three years old children had higher scores. In regards do verbal comprehension, children aged three presented better results than children aged two (averages: 59.41 and 50.70 respectively) with statistical significance variance (p=0.0000020). In cognitive development, three years old children presented better performance compared to two years old children (averages: 44.53 and 31.96 respectively), significant difference between results (p=0.00364) showing that children evolve in the hierarchy of symbolism. In the sub-items object manipulation, symbolism development level, toys organization level and imitation, three years old children had also better score than two years old children, except for imitation. Therefore, the total score of PROC, considering the three items evaluated, showed better results for three years old children compared to two years old children with significant statistical difference between the group ages, except for communication abilities. The values obtained in PROC combined qualitative and quantitative analysis, contributing, besides diagnosis, to a more objective therapeutic process evaluation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-06-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.