• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2016.tde-28062016-083745
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Terezinha van Melis
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Abramides, Dagma Venturini Marques (Presidente)
Costa Junior, Florencio Mariano da
Ferrari, Deborah Viviane
Neme, Carmen Maria Bueno
Título em português
Treinamento de habilidades sociais com universitários da área de fonoaudiologia: análise de conteúdo
Palavras-chave em português
Análise de conteúdo
Fonoaudiologia
Treinamento de habilidades sociais
Universitários
Resumo em português
Além do aprendizado de conhecimentos básicos e técnicos, promover competência social e habilidades interpessoais de universitários da área da Saúde torna-se fundamental para o desenvolvimento de relações saudáveis e produtivas no contexto acadêmico e na linha do cuidado. O campo das Habilidades Sociais, uma área da Psicologia, tem fornecido fundamentação desde a metodologia de avaliação de repertório social, até programas de Treinamento de Habilidades Sociais (THS) em contextos educacionais. Atualmente, é crescente o interesse em pesquisas qualitativas na Saúde por englobar o universo de significados, motivos, crenças, valores e atitudes, correspondendo a um espaço mais profundo das relações humanas. Objetivos: Investigar do ponto de vista qualitativo o programa de THS com universitários, oferecido pela disciplina de Psicologia III no Curso de Fonoaudiologia; descrever as potencialidades e dificuldades do repertório de HS conforme a autopercepção dos universitários; identificar os ganhos percebidos pelos universitários ao longo do programa de THS; analisar a relação entre o THS com o autoconhecimento nas relações interpessoais e na relação profissional-paciente. Metodologia: Participaram desta pesquisa 22 universitários, com faixa etária entre 19 e 21 anos de ambos os sexos, que cursavam o segundo ano do Curso de Fonoaudiologia de uma Instituição de Ensino Superior do interior paulista. Empregaram-se abordagem qualitativa e análise de conteúdo dos relatos produzidos pelos universitários no 1o, 8o e 15o encontros do THS e das sínteses (8o e 15o). Resultados: Foram identificadas três temas para análise: "A importância do conhecimento teórico/técnico para a formação do fonoaudiólogo", "A importância do THS no contexto acadêmico e para a prática clínica" e "Avaliação dos universitários sobre os efeitos do THS". No que se refere ao conhecimento teórico/técnico, os relatos apontaram a importância de que este seja desenvolvido de maneira contínua, valorizando as metodologias ativas empregadas. Quanto ao treinamento, os participantes descreveram maior prevalência de potencialidades e dificuldades das habilidades assertivas nos relacionamentos interpessoais do contexto acadêmico. Também foi apontada maior dificuldade de empatia com colegas e na comunicação com professores. No contexto profissional, as dificuldades permearam a ansiedade de falar em público e ser assertivo ao trabalhar em grupo. Quanto aos ganhos identificados, prevaleceu a assertividade com os dois interlocutores envolvidos nesta pesquisa; porém, todas as habilidades sociais tiveram resultados considerados positivos nos dois contextos, destacando a comunicação empática com paciente como facilitadora do processo terapêutico. O THS foi avaliado positivamente, pois permitiu a identificação de potencialidades, dificuldades e ganhos no repertório de HS no contexto acadêmico, sendo apontado como uma forma de preparação para a prática clínica, promovendo o autoconhecimento, o desenvolvimento de comportamentos socialmente habilidosos e a generalização para outros contextos. Conclusão: A inserção do THS na formação profissional de universitários na Fonoaudiologia mostrou-se bastante promissora ao ampliar o repertório de habilidades e competências para além do conhecimento teórico/técnico, tendo o autoconhecimento papel central neste processo, culminando com mudanças de comportamento na vida pessoal e profissional. Salienta-se a relevância do THS em cursos de graduação na área da Saúde, pelo contexto da relação profissional-paciente.
Título em inglês
Social skills training with university students of speech therapy area: content analysis
Palavras-chave em inglês
Content analysis
Social skills training
Speech-Language Pathology
Undergraduate students
Resumo em inglês
Beyond learning of basic and technical knowledges, promote social competence and interpersonal abilities of undergraduate students from health area becomes fundamental to the development of healthy and productive relationship in the academic context and in the direction of care. The Social Skills (SS) field, an Psychology area, has provided grounds from assessment methodology of social repertoire, even the Social Skills Training programs (SST) in educational contexts. Currently, It is increasing the interest in qualitative research in Health encompassing the universe of meanings, reasons, beliefs, values and attitudes, corresponding to a deeper area of human relationships. Objectives: Investigating from the qualitative point of view of the SST program with university students, offered by the Psychology (III) discipline in the speech therapy course; describe the potentialities and difficulties of the SS repertoire according to the self-perception of the university students; identify the perceived gains from the university students throughout the SST program; analyze the relationship between the SST with the self-knowledge in interpersonal relations and professional-patient relationship. Methods: 22 undergraduate students participated this research, aged between 19 and 21 years of both genders, who attended the second year of Speech-Language Pathology course from an undergraduation school of São Paulo State. Were applied qualitative approach and content analysis from the reports produced by the undergraduate students on the 1st, 8th and 15th SST meetings and the summaries (8th and 15th). Results: Three themes have been identified for analysis: "The importance of theoretical/technical knowledge for the Speech-Language Pathologist training", "the importance of the SST in the academic context and for clinical practice" and "Evaluation of university students about the effects of the SST". As regards the theoretical/technical knowledge, the reports showed the importance that this is developed continuously, valuing the employed active methodologies. As for the training, the participants have described increased prevalence of potentialities and difficulties of assertive abilities in interpersonal relationships in the academic context. It was also pointed greater difficulty of empathy with colleagues and communicating with professors. In the professional context, the difficulties permeated the anxiety of public speaking and be assertive when working in a group. As to the identified gains, prevailed the assertiveness with the two parties involved in this research; however, all the social abilities had positive considered results in two contexts, highlighting the empathetic communication with patient as a facilitator of the therapeutic process. The SST was evaluated positively, because it allowed the identification of potentialities, difficulties and gains in the SA repertoire at the academic context, being appointed as a form of preparation for clinical practice, promoting the self-knowledge, the development of socially skillful behaviors and the generalization to other contexts. Conclusion: the insertion of the SST on vocational training of university students in speech-language pathology showed promising to expand the abilities repertoire and competencies in addition to the theoretical/technical knowledge, having the self-knowledge central role in this process, culminating with behavioral changes in personal and professional life. Emphasises the relevance of the SST in undergraduate courses in the Health area, in the context of the professional-patient relationship.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-06-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.