• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2011.tde-01062011-094653
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Bittencourt Dutra dos Santos
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2011
Orientador
Banca examinadora
Janson, Guilherme dos Reis Pereira (Presidente)
Abrao, Jorge
Henriques, Jose Fernando Castanha
Título em português
Comportamento da ausência de selamento labial passivo ao longo do tempo
Palavras-chave em português
Cefalometria
Extração dentária
Lábio
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento do selamento labial passivo em longo tempo pós-tratamento de pacientes com má oclusão de Classe I e Classe II tratados ortodonticamente e verificar a possível influência do comprimento labial, padrão de crescimento e tratamento com ou sem extrações de 3 ou 4 pré-molares na variação do espaço interlabial neste mesmo período. Para tanto, selecionou-se 183 telerradiografias de 61 pacientes os quais apresentavam ausência de selamento labial passivo pré e pós-tratamento. Em seguida, dividiu-se esta amostra em dois grupos: Grupo 1, constituído de 30 pacientes que apresentavam inicialmente má oclusão de Classe I e Grupo 2, composto de 31 pacientes os quais possuíam inicialmente má oclusão de Classe II. Foi medida a distância interlabial em longo tempo pós-tratamento para os Grupos 1 e 2 (6,66 e 6,79 anos, respectivamente) e comparada através do teste t pareado com a distância obtida ao término do terapêutica ortodôntica. O comportamento do selamento labial foi comparado inter-grupos através do teste t, e ainda, foi verificada sua relação com as variáveis estudadas a partir da análise de regressão linear múltipla. Houve redução significativa na distância interlabial de 1,64 mm e 1,72 mm nos Grupos 1 e 2, respectivamente, mas não houve diferença estatisticamente significante entre esses grupos. Dentre os fatores avaliados, apenas a execução ou não de exodontias durante o tratamento ortodôntico se mostrou estatisticamente significante para a redução do espaço interlabial em longo tempo pós-tratamento. Pacientes os quais não foram submetidos à extração dentária apresentaram uma maior redução da distância interlabial em longo prazo (2,7 mm) do que os pacientes que se submeteram à extração de 3 ou 4 pré-molares (1,3 mm).
Título em inglês
Interlabial gap behavior with time
Palavras-chave em inglês
Cefalometry
Lip
Tooth extraction
Resumo em inglês
The purpose of this study was to evaluate the long-term behavior of the interlabial gap in Class I and Class II malocclusion subjects after orthodontic treatment and to investigate if interlabial gap behavior is related to lip length, facial pattern and treatment with or without extractions. Lateral head-films at the pre, posttreatment and long-term follow-up stages were obtained from 61 patients who initially had Class I (group 1) and Class II malocclusions (group 2) and with pre and posttreatment lip incompetence. There was significant interlabial gap reduction of 1.64 mm and 1.72 mm in groups 1 and 2, respectively, but there was no significant intergroup difference. Multiple linear regression was used to assess the relationship between lip length, facial pattern and non-extraction or extraction treatment with interlabial gap behavior. Non-extraction patients had significantly greater interlabial gap reduction (2.7 mm) than extraction patients (1.3 mm) in the long-term. Therefore it was concluded that the interlabial gap decreases similarly with time in treated Class I and Class malocclusion patients and that non-extraction treatment has greater interlabial gap reduction than extraction treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.