• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2011.tde-01062011-161918
Documento
Autor
Nome completo
Taiana de Oliveira Baldo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2011
Orientador
Banca examinadora
Janson, Guilherme dos Reis Pereira (Presidente)
Freitas, Marcos Roberto de
Masi, Marcia
Título em português
Eficiência do tratamento da má-oclusão de Classe II, subdivisão com extrações de três pré-molares e quatro pré-molares
Palavras-chave em português
Assimetria facial
Extração dentária
Má Oclusão de Angle Classe II
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi comparar o grau de eficiência do tratamento da má-oclusão de Classe II subdivisão em pacientes tratados com extrações simétricas e com extrações assimétricas. Para tanto, foi selecionado, a partir das mais de 4000 documentações do arquivo da Disciplina de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Bauru, da Universidade de São Paulo, uma amostra composta pelas documentações de 71 pacientes com má-oclusão de Classe II subdivisão completa. Em seguida, esta amostra foi dividida em dois grupos, apresentando as seguintes características: Grupo1, constituído por 40 pacientes tratados com extrações de quatro pré-molares e com idade inicial média de 13,37 ± 1,31 anos (mínima de 10,25 anos e máxima de 15,91 anos) e Grupo 2, constituído por 31 pacientes tratados com extrações de três pré-molares (dois pré-molares superiores e um pré-molar inferior no lado de Classe I) e com idade inicial média de 14,44 ± 2,83 anos (mínima de 10 anos e máxima de 24,25 anos). Para comparar o grau de eficiência do protocolo de tratamento aplicado a cada grupo, os resultados oclusais do tratamento foram avaliados em modelos de gesso por meio dos índices oclusais IPT e PAR, enquanto que o tempo despendido no tratamento de cada grupo foi calculado a partir das anotações clínicas presentes nos prontuários. Avaliação da quantidade de desvio inicial e final da linha média dentária, assim como a melhora da correção desse desvio também foi realizada para ambos os grupos. O grau de eficiência foi calculado pela porcentagem de melhora oclusal, avaliada pelo IPT e pelo PAR, dividida pelo tempo de tratamento. Os índices oclusais iniciais e finais, o tempo de tratamento, o grau de eficiência dos protocolos de tratamento dos grupos e as variáveis da linha média foram comparados por meio do teste t, adotando-se um nível de significância de 5%. Os resultados mostraram uma diferença estatisticamente significante apenas na quantidade de desvio final de linha média e na melhora da correção desse desvio entre os grupos: o Grupo 2 apresentou um menor desvio da linha média final, assim como uma melhor correção do desvio da linha média dentária. Apesar de o grau de eficiência entre os grupos não ter dado uma diferença estatisticamente significante, a melhora da relação da linha média no grupo 2, em relação ao grupo 1, demonstra que o protocolo de tratamento com extrações de três pré-molares apresenta vantagem em relação ao protocolo de tratamento com extrações de quatro pré-molares.
Título em inglês
Efficiency of Class II subdivision malocclusion treated with three premolar and four premolar extractions
Palavras-chave em inglês
Angle Class II Malocclusion
Facial asymmetry
Tooth extraction
Resumo em inglês
The aim of this study was to compare the efficiency of Class II subdivision malocclusion treatment with symmetric extractions and asymmetric extractions. Therefore, it was selected from over 4,000 documentations from the files of the Orthodontic Department at Bauru Dental School, University of São Paulo, a sample of 71 patients with complete Class II subdivision malocclusion. Then, this sample was divided into two groups, with the following characteristics: Group 1, consisted of 40 patients treated with four premolar extractions and with initial mean age of 13.37 ± 1.31 years (minimum of 10.25 years and maximum of 15.91 years) and Group 2 consisted of 31 patients treated with three premolar extractions (two maxillary premolar and one mandibular premolar on the Class I side) with initial mean age of 14.44 ± 2.83 years (minimum of 10 years and maximum of 24.25 years). To compare the efficiency of the treatment protocol applied to each group, occlusal results of treatment were assessed on dental casts using the TPI and PAR occlusal indexes, while time spent in the treatment of each group was calculated from the clinical charts. Amount of initial and final midline deviation and improvement of midline deviation correction were also evaluated. Efficiency was calculated as the rate between occlusal improvement, as assessed by TPI and PAR occlusal indexes, by the treatment time. Initial and final occlusion rates, treatment time, efficiency of the treatment protocols of the groups and variables of midline were compared with t tests, adopting a significance level of 5%. The results showed a statistically significant difference only in final amount of midline deviation and in improvement of midline deviation correction: Group 2 showed a smaller final and better correction of midline deviation. Although the efficiency did not provide a statistically significant difference between the groups, the greater improvement of midline deviation correction in group 2 than in group 1 shows that the treatment protocol with three premolar extractions has advantages in relation to the treatment protocol with four premolar extractions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.