• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2016.tde-13092016-100000
Documento
Autor
Nome completo
Jefrey Elias Rojas Paulus
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Rezende, Maria Lucia Rubo de (Presidente)
Macarini, Valmir Campos
Sant'Ana, Adriana Campos Passanezi
Título em português
Efeito da desmineralização do enxerto ósseo autógeno particulado no reparo de defeitos críticos em calvária de ratos. Estudo microscópico e microtomográfico
Palavras-chave em português
Acido citrico
Enxerto ósseo
Periodontia
Proteinas osseas morfogeneticas
Resumo em português
O processo de desmineralização óssea tem sido mostrado vantajoso em procedimentos de enxertia óssea empregando blocos osseos, porem a sua utilização na periodontia em enxertos osseos autógenos particulados não esta ainda descrita na literatura. De acordo com a literatura é possível observar que existem diferentes agentes demineralizantes na pratica clinica os quais podem ser empregados no processo de desmineralização óssea, razão pela qual este estudo teve como objetivo comparar dois diferentes agentes desmineralizantes de enxertos ósseos autógenos particulados (ácido cítrico pH1 a 50% e tetraciclina hidroclorada a 50mg/ml) em diferentes tempos de aplicação, quanto ao efeito produzido no reparo de defeitos críticos em calvária de ratos. Foram utilizados 120 ratos adultos machos com aproximadamente 4 meses de vida. Neste estudo foi utilizado o modelo de defeito crítico de 8 mm, esses animais foram divididos em 8 grupos de estudo formados por 15 animais (5 em cada período experimental): CN (controle negativo): os defeitos permaneceram sem enxerto; CP (controle positivo): os defeitos foram preenchidos por osso particulado não desmineralizado; AC 15: os defeitos foram preenchidos com osso particulado desmineralizado por ácido cítrico durante 15 segundos; AC 30: os defeitos foram preenchidos com osso particulado desmineralizado por ácido cítrico durante 30 segundos; AC 60: os defeitos foram preenchidos com osso particulado desmineralizado por ácido cítrico durante 60 segundos; TCN 15: os defeitos foram preenchidos com osso particulado desmineralizado por tetraciclina durante 15 segundos; TCN 30: os defeitos foram preenchidos com osso particulado desmineralizado por tetraciclina durante 30 segundos; TCN 60: os defeitos foram preenchidos com osso particulado desmineralizado por tetraciclina durante 60 segundos. Foi realizada aeutanasia dos animais aos 7, 30 e 60 dias para realização de microtomografia computadorizada e analise histomorfometrica, para avaliar a área, volume e densidade óssea nos defeitos após os tempos experimentais definidos. Aos 7 dias, não era esperada formação de tecido ósseo significante, mas surpreendentemente, os espécimes desmineralizados com ácido cítrico demonstraram precocidade na produção de eventos regenerativos já nesse período. Durante os períodos experimentais foi possível observar como os espécimes tratados com acido cítrico apresentavam maior formação óssea nos defeito quando comparados com os controles e com os grupos onde empregados tetraciclina. Efeito provavelmente relacionado com a eliminação da parte mineral do osso e liberação de Proteinas morfogeneticas ósseas e fatores de crescimentos, liberados a partir da matriz ossea Concluiu-se que a desmineralização com ácido cítrico do osso autógeno particulado enxertado em defeitos críticos promoveu maior área, volume e densidade de formação óssea do que a desmineralização com tetraciclina e do que a não desmineralização. Observando-se melhores resultados aos 15 e 30 segundos de desmineralização.
Título em inglês
Effect of demineralization of particulate autogenous bone graft in critical size defects in rat calvaria. Microscopic and microtomográfic study
Palavras-chave em inglês
Bone graft
Bone morfogenetic protein
Citric acid
Periodontics
Resumo em inglês
Bone demineralization process has been shown useful in bone grafting procedures using onlay bone grafting, however its use in periodontics in bony autogenous particulate graft is not yet described in the literature. According to the literature you can see that there are different demineralizantes agents in clinical practice which can be used in bone demineralization process, which is why this study was to compare two different demineralization agents of bone autogenous particulate graft (citric acid pH1 the 50% tetracycline Hydrochloride and 50mg / ml) in different application time, the effect produced in the repair of critical defects in rat calvarium. 120 adult male rats with approximately 4 months of age were used. In this study we used the 8mm critical defect model, the animals were divided into 8 study groups consisting of 15 animals (5 in each experimental period): CN (negative control): the defect remained free graft; CP (positive control): the defects were filled by nondemineralized bone particles; AC 15: The defects were filled with demineralized bone particles of citric acid for 15 seconds; AC 30: defects were filled with demineralized bone particles of citric acid for 30 seconds; AC 60: The defects were filled with demineralized bone particles of citric acid for 60 seconds; TCN 15: defects were filled with demineralized bone particles tetracycline for 15 seconds; TCN 30: defects were filled with demineralized bone particles tetracycline for 30 seconds; TCN 60: defects were filled with demineralized bone particles tetracycline for 60 seconds. aeutanasia animals was performed at 7, 30 and 60 days for performing computed microtomography and histomorphometric analysis to assess the area, bone volume and density of the defects after the defined experimental times. At 7 days, it was not expected significant formation of bone tissue, but surprisingly, samples demineralized with citric acid demonstrated earliness in the production of regenerative events already during this period. During the experimental periods was possible to observe how the specimens treated with citric acid showed increased bone formation in defects when compared to controls and to groups where employees tetracycline. Effect probably related to the disposal of the mineral part of bone and release of bone morphogenetic proteins and factors of growth, released from the bone matrix concluded that the demineralisation by citric acid particulate autogenous bone graft in critical defects caused greater area, volume formation and bone density than tetracycline demineralization and demineralization that do not. Observing better results at 15 and 30 seconds demineralization.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.