• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2014.tde-13102014-152339
Documento
Autor
Nome completo
Carmen Emilia Caba Paulino
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2014
Orientador
Banca examinadora
Rezende, Maria Lucia Rubo de (Presidente)
Damante, Carla Andreotti
Macarini, Valmir Campos
Messora, Michel Reis
Título em português
Efeito do protocolo de desmineralização por ácido cítrico na área de superfície radicular recoberta por fibroblastos do ligamento periodontal humano: estudo à microscopia eletrônica de varredura
Palavras-chave em português
Ácido cítrico
Doença periodontal
Fibroblastos
Resumo em português
A biomodificação radicular empregando ácido cítrico tem sido utilizada visando à reinserção dos tecidos periodontais a raízes expostas à doença periodontal. Entretanto, a grande diversidade metodológica entre os estudos ainda não possibilitou o estabelecimento de um protocolo amplamente aceito quanto à concentração e tempo de aplicação do ácido. Assim, 32 dentes extraídos por doença periodontal avançada forneceram 63 fragmentos radiculares que, após raspagem manual, foram divididos nos seguintes grupos de tratamento: Grupo AC-10-90: desmineralização com ácido cítrico a 10% em pH 1, durante 90 segundos; Grupo AC-10-120: desmineralização com ácido cítrico a 10% em pH 1, durante 120 segundos; Grupo AC-10-180: desmineralização com ácido cítrico a 10% em pH 1, durante 180 segundos; Grupo AC-50-90: desmineralização com ácido cítrico a 50% em pH 1, durante 90 segundos; Grupo AC-50-120: desmineralização com ácido cítrico a 50% em pH 1, durante 120 segundos; Grupo AC-50-180: desmineralização com ácido cítrico a 50% em pH 1, durante 180 segundos; Grupo C (controle): lavagem com soro fisiológico. Sobre as superfícies tratadas foram cultivados fibroblastos do ligamento periodontal humano por 24, 48 e 72 horas. A ampliação dos túbulos dentinários, morfologia celular e a porcentagem das superfícies radiculares recobertas por células foram avaliadas em microscopia eletrônica de varredura. As imagens microscópicas das superfícies recobertas por células foram comparadas pelo teste não paramétrico de Kruskal-Wallis seguido pelo teste de Dunn e na ampliação dos túbulos pelo teste de variância a dois critérios (ANOVA) complementado pelo teste de Tukey, em 5% de significância, ambos realizados por um programa computadorizado comparando os resultados entre os grupos. A Com exceção do grupo C, em todos os grupos houve aumento crescente da cobertura da superfície radicular por fibroblastos com o tempo. A maior área de cobertura foi apresentada pelo grupo AC-10-90 (98,82±2,57%) às 24 horas e essa diferença foi significante (p<0,001) em comparação aos grupos AC-50-90 (64,94±20,60%), AC-50-180 (56,59±35,42%) e C (0,06±0,24%). Nas demais comparações de tempo de aplicação e tempo de cultura, predominou a superioridade dos grupos tratados por ácido cítrico a 10% sobre os de 50%, porém, sem significância estatística. Todos os grupos teste foram significantemente superiores aos controle em todos os tempos de cultura. O menor valor médio para o diâmetro dos túbulos dentinários expostos pelos tratamentos foi apresentado pelo grupo AC-10-90 (4,55±0,69 μm) que diferiu significantemente (p<0,001) dos grupos AC-10-120 (5,33±0,95 μm), AC-10-180 (5,54±1,56 μm) e AC-50-180 (5,56±1,22 μm). Esse último apresentou a maior ampliação, porém sem diferença significante em relação aos demais grupos. Os fibroblastos apresentaram-se mais espalhados, achatados e com menor definição de limites nos grupos tratados com ácido cítrico a 10% do que nos de 50%, cujas células apresentavamse fusiformes e arredondadas. Concluiu-se que o ácido cítrico a 10% por 90 segundos produziu superfície mais favorável à proliferação celular com características morfológicas de estágios mais avançados de diferenciação e área de cobertura superficial por fibroblastos mais extensa no período inicial de cultura do que na concentração de 50%. A ampliação dos túbulos dentinários pareceu não influenciar a cobertura superficial por fibroblastos. Estudos subsequentes devem investigar a influência das propriedades químicas do agente biomodificador radicular para contribuir para a elucidação das diferenças produzidas no comportamento celular.
Título em inglês
Effect of acid demineralization with citric acid on the root surface area covered by fibroblasts from the human periodontal ligament: scanning electron microscopy study
Palavras-chave em inglês
Citric acid
Fibroblasts
Periodontal disease
Resumo em inglês
The root biomodification employing citric acid has been used in order to reattach periodontal tissues to root surface exposed to periodontal disease. However, the methodological diversity among studies has not allowed the establishment of a widely accepted protocol as the concentration and time of acid application. Thus, 32 teeth were extracted due to advanced periodontal disease, so that 63 root fragments were provided. After scaling and root planning, the fragments were divided into the following treatment groups : AC-10-90 group: demineralization with 10% citric acid at pH 1 for 90 seconds; AC-10-120 group: demineralization with 10% citric acid at pH 1 for 120 seconds; AC-10-180 group: demineralization with 10% citric acid at pH 1 for 180 seconds; AC-50-90 group: demineralization with 50% citric acid at pH 1 for 90 seconds; AC-50-120 group: demineralization with 50% citric acid at pH 1 for 120 seconds; AC-50-180 group: demineralization with 50% citric acid at pH 1 for 180 seconds; group C (control) : rinsing with saline solution. On the treated surfaces, fibroblasts from human periodontal ligament were cultured by 24, 48 and 72 hours. The enlargement of the dentinal tubules, cell morphology and the percentage of root surface covered by cells were evaluated by scanning electron microscopy. Those microscopic images from the root surfaces covered by cells were compared by the nonparametric Kruskal-Wallis test followed by Dunn's test and the enlargement of tubules by two variance (ANOVA) complemented by the Tukey test, both performed by a computer program comparing the results between the groups, at 5% significance. With the exception of group C, all groups showed increasing coverage of the root surface by fibroblasts over time. The largest area of coverage was presented by AC-10-90 (98.82±2.57%) at 24 hours and this difference was significant (p <0.001) compared to AC-50-90 (64.94±20.60%), AC-50-180 (56.59±35.42%) and C (0.06±0.24%). In other comparisons the application time and culture time groups treated with citric acid at 10% were superior to groups of 50%, without statistical significance. All test groups were significantly better than the control ones at all times of culture. The shortest average diameter of dentinal tubules exposed by the treatments was presented by AC-10-90 (4.55±0.69 μm) group that differed significantly (p<0,001) from AC-10-120 (5 groups 33±0.95 μm), AC-10-180 (5.54±1.56 μm) and AC-50-180 (5.56±1.22 μm). This last showed the highest enlargement, but without significant difference compared to the other groups. The fibroblasts were more spread, flattened and had less identifiable limits in the groups treated with citric acid 10% than those in 50% which cells had become rounded and spindle. It was concluded that the demineralization with 10% citric acid for 90 seconds produced more favorable surface to cell proliferation, more morphological characteristics of later stages of differentiation and larger surface area coverage by fibroblasts in the initial periods of culture than any of the groups treated with 50% citric acid. The enlargement of dentinal tubules did not seem to influence the surface coverage by fibroblasts. Subsequent studies should investigate the influence of the chemical properties of the root conditioner agent on the root surfaces in order to contribute to the elucidation of the differences produced in the cell behavior.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.