• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2016.tde-07112016-155736
Documento
Autor
Nome completo
Elaine Cristina Consolmagno-Callejon
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Mondelli, Rafael Francisco Lia (Presidente)
Espinosa, Juan Carlos Castañeda
Moraes, Ivaldo Gomes de
Orosco, Fernando Accorsi
Wang, Linda
Título em português
Influência na resistência de união de pinos de fibra de vidro com e sem retenções mecânicas em função dos materiais utilizados para cimentação: teste de 'push-out'
Palavras-chave em português
Cimentos de resina
Técnica para retentor intrarradicular
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo avaliar a influência na resistência de união de pinos de fibra de vidro (PFV) com retenções mecânicas (CRM) e sem retenções (SR), associados a três materiais: RelyX ARC cimento resinoso convencional dual com sistema adesivo Adper Single Bond (ASB), convencional de 2 passos; RelyX U200 cimento resinoso auto condicionante dual e resina flow SDR foto ativada, com sistema adesivo Prime & Bond 2.1 (PB), convencional de 2 passos; nos terços cervical (C), médio (M) e apical (A), por meio do teste de push-out. Sessenta incisivos bovinos foram selecionados, tiveram as coroas seccionadas para padronizar 17mm de raiz e foram submetidas ao tratamento endodôntico, para posterior cimentação do PFV. Foram divididas aleatoriamente em 2 grupos (N=30), quanto ao tipo de PFV: CRM - com retenções mecânicas (Glassix+plus no2) e SR - sem retenções (Exacto no2). Todos os PFV apresentavam formato cônico. Cada grupo foi subdividido em 3 (N=10), quanto ao tipo de material: cimento RelyX ARC+ASB; cimento RelyX U200 (auto condicionante) e resina SDR+PB. Todas as orientações dos fabricantes para tempo de manipulação e foto ativação do material foram rigorosamente respeitadas. As raízes foram mantidas em saliva artificial e decorridas 24h da cimentação dos PFV, foram seccionadas perpendicularmente ao longo eixo, obtendo 9 fatias de aproximadamente 1mm, cuja identificação foi feita de acordo com o terço correspondente. O teste de push-out foi realizado em máquina de ensaio universal com célula de carga de 50N; velocidade de 0,5mm/min, da direção apical para a cervical da fatia até que o pino fosse deslocado, respeitando o formato cônico do canal radicular. Todos os espécimes foram analisados em microscopia óptica, aumento de 200 vezes, quanto aos tipos de falha ocorrido. Os dados foram tabulados considerando as variáveis dos diferentes materiais utilizados para a cimentação, presença ou não de retenções mecânicas nos PFV e terços radiculares. Os valores de resistência de união (Ru) obtidos foram submetidos ao teste de normalidade Kolmogorov- Smirnov, à análise de variância a três critérios (ANOVA) e ao teste LSD de Fisher (p<0,05). Os resultados mostraram diferença estatisticamente significante nos terços C, M e A, respectivamente para os cimentos ARC com pino Glassix+plus, média e desvio padrão (MPa) a seguir, 8,50 (4,76); 6,99 (3,55); 4,71 (2,13) e U200 com pino Exacto: 9,40 (4,93); 8,02 (4,67); 4,67 (1,86); a resina SDR não interagiu significativamente com os PFV CRM 6,78 (2,72); 5,97 (2,45); 2,67 (1,55) e SR 7,24 (3,55); 6,86 (2,84); 4,10 (1,90). A análise microscópica mostrou predominância de falhas adesivas entre cimento e dentina e mista para todos os grupos. O cimento U200 com pino Exacto apresentou o melhor desempenho, seguido do ARC com pino Glassix+plus. A resina SDR teve desempenho semelhante para ambos os PFV. Todos os grupos apresentaram valores de Ru maiores no terço cervical, intermediários no terço médio e menores no terço apical.
Título em inglês
Influence on the bond strength of glass fiber posts with and without mechanical retentions depending of materials used for cementing: push-out test
Palavras-chave em inglês
Post and core technique
Resin cements
Resumo em inglês
This study aimed to evaluate the influence on the bond strength of glass fiber posts (GFP) with mechanical retention (WMR) and without retentions (NR), associated with three materials: RelyX ARC total-etching resin cement dual cure with Adper Single Bond (ASB) adhesive system, conventional 2 steps; RelyX U200 self-etching resin cement dual cure, and flowable resin SDR, activated by light, with Prime & Bond 2.1 adhesive system conventional 2 steps in the cervical (C), medium (M) and apical (A) thirds by the "push-out" test. Were selected sixty bovine incisors, had the crowns sectioned to root was standardized 17mm, were submitted to endodontic treatment, for cementing the GFP later. Were randomly divided into 2 groups (N=30), according to the GFP: WMR - with mechanical retentions (Glassix+plus ≠2) and NR - without retentions (Exacto ≠2). All GFP had conic shape. Each group was divided into 3 (N=10), according to material: RelyX ARC+ASB, RelyX U200 (self-etching) and flowable resin SDR+PB. All guidelines of manufacturers to handling time and cure time of the material were strictly adhered. The roots were kept in artificial saliva and 24 hours after GFP cementing it were sectioned perpendicular to the long axis, obtaining nine slices of approximately 1mm, which identification was done according to the corresponding third. The "push-out" test was performed with a universal test machine, 50N load cell; crosshead speed of 0.5 mm/min, the load was applied in an apical to cervical direction until the post dislodged from the specimen, respecting the conical shape of the root canal. Subsequently, all specimens were analyzed with optical microscopy 200 times increase to evaluate failure modes. Data were tabulated considering the materials used for cementing, presence or absence of mechanical retentions in GFP and root thirds. The bond strength values (BS) were submitted to Kolmogorov-Smirnov normality test, three-way ANOVA and Fisher's LSD test (p<0.05). The values showed statistically significant differences in thirds C, M and A, respectively for the ARC with Glassix+plus, average and standard deviation (MPa): 8.50 (4.76); 6.99 (3.55); 4.71 (2.13) and U200 with Exact post: 9.40 (4.93); 8.02 (4.67); 4.67 (1.86). SDR resin does not significantly interacted with GFP WMR 6.78 (2.72); 5.97 (2.45); 2.67 (1.55) and NR 7.24 (3.55); 6.86 (2.84); 4.10 (1.90). The microscopic analysis showed predominance of failure between cement and dentine and mixed for all groups. U200 cement with Exacto post had the best performance, followed by ARC with Glassix+plus post, SDR resin has similar performance for both GFP. All groups showed BS values higher in the cervical third, intermediate in the middle third and smaller in the apical third.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-11-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.